ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707

 

 

 

ARTIGO ORIGINAL

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Qualidade do sono de idosos no domicílio e na hospitalização1

Natália Tonon Monteiro,2 Maria Filomena Ceolim3
2Graduanda em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). São Paulo, Brasil. 3Doutora em Enfermagem. Professora Associado da Faculdade de Enfermagem da Unicamp. São Paulo, Brasil

Recebido: 04 de Fevereiro de 2013
Aprovado: 12 de Fevereiro de 2014

Texto Contexto Enferm 23(2): 356-364
1Trabalho extraído da Iniciação Científica intitulada - A qualidade do sono dos idosos no domicílio e na hospitalização, financiada pelo PIBIC/CNPq, concluída em julho de 2012

 

 

 

Cómo citar este documento

Monteiro, Natália Tonon; Ceolim, Maria Filomena. Qualidade do sono de idosos no domicílio e na hospitalização. Texto Contexto Enferm, abr-jun 2014, 23(2). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2014/23215.php> Consultado el

 

Resumo

O objetivo deste trabalho foi descrever a qualidade do sono de idosos no domicílio e na hospitalização. Estudo descritivo e exploratório, conduzido em enfermarias de um hospital universitário do interior de São Paulo, com 160 idosos (57,5% homens; média de 69,8 anos) internados de 48 horas a cinco dias, capazes de responder aos instrumentos. Utilizaram-se o Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh para o domicílio e a Escalas Visuais Análogas de Sono para a hospitalização. Esta escala indicou sono de qualidade satisfatória e sonolência diurna moderada, majoritariamente. O Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh indicou sono de má qualidade no domicílio (69,4%), destacando-se a fragmentação. Os dados indicando sono de má qualidade no domicílio enfatizam a necessidade de avaliar o sono do idoso, principalmente sua fragmentação, bem como necessidade de estudos que subsidiem práticas que favoreçam o sono de boa qualidade na hospitalização, visando a recuperação clínica.
Palavras chave: Idoso/ Sono/ Enfermagem.


Abstract
Quality of sleep of the aged at home and in hospital

The objective of this study was to describe the quality of sleep of aged individuals at home and in hospital. Descriptive study, conducted in the wards of a university hospital in São Paulo,  Brazil, with 160 individuals (57.5% men, mean age 69.8 years) admitted for a period between 48 hours to five days, who were able to answer the instruments. The Pittsburgh Sleep Quality Index was used at home and a visual analog scale of sleep in the hospital. This scale indicated satisfactory sleep quality and moderate daytime sleepiness. The Pittsburgh Sleep Quality Index indicated poor quality of sleep at home (69.4%), more particularly sleep fragmentation for the majority of subjects. Data indicating poor quality of sleep at home emphasize the need for assessing the quality of sleep of the elderly, especially its fragmentation, as well as the need for studies that give support to practices that promote good sleep quality during hospitalization, aiming at clinical recovery.
Key-words: Aged/ Sleep/ Nursing.


Resumen
Calidad del sueño de los ancianos en el hogar y en el hospital

El objetivo de este estudio fue describir la calidad del sueño de los ancianos en el hogar y en el hospital. Estudio descriptivo, realizado en un hospital universitario de São Paulo, Brasil, con 160 personas (57,5% hombres, edad media 69,8 años) ingresados de 48 horas a cinco días, capaces de responder los instrumentos. Se utilizó el Índice de Calidad del Sueño de Pittsburgh para el hogar y una escala visual analógica de sueño en la hospitalización. Esta escala indicó que la calidad del sueño era satisfactoria y de la somnolencia diurna de satisfactorias y moderadas, mayoritariamente. El Índice de Calidad del Sueño de Pittsburgh indicó sueño de mala calidad en el hogar (69,4%), destacándose la fragmentación. Los datos que indican la falta de sueño en el hogar destacan la necesidad de evaluar el sueño en los ancianos, especialmente su fragmentación, así como de estudios que apoyen prácticas que promueven sueño de buena calidad durante la hospitalización, con miras a la recuperación clínica.
Palabras clave: Anciano/ Sueño/ Enfermería.
 

Referências

1. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (BR). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Síntese de indicadores sociais. Uma análise das condições de vida da população brasileira. Rio de Janeiro (RJ): MP; 2010.

2. Borges SM, Aprahamian I, Radanovic M, Forlenza OV. Psicomotricidade e retrogênese: considerações sobre o envelhecimento e a doença de Alzheimer. Rev Psiquiatr Clín. 2010; 37(3):131-7.

3. Ferreira OGL, Maciel SC, Costa SMG, Silva AO, Moreira MASP. Envelhecimento ativo e sua relação com a independência funcional. Texto Contexto Enferm [online]. 2012 [acesso 2012 Dez 18]; 21(3):513-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v21n3/v21n3a04.pdf.

4. Missildine K, Bergstrom N, Meininger J, Richards K, Foreman MD. Sleep in hospitalized elders: a pilot study. Geriatric Nursing. 2010; 31(4):263-71.

5. Alves-Júnior DR. Repercussão do sono sobre o trabalho. Diagn Tratamento. 2010; 15(3):150-2.

6. North American Nursing Diagnosis Association International. Diagnósticos de Enfermagem da NANDA-International. Definições e classificação. 2012-2014. Porto Alegre (RS): Artmed; 2013.

7. Buysse DJ, Reynolds CF, Monk TH, Berman SR, Kupfer DJ. The Pittsburgh Sleep Quality Index: a new instrument for psychiatric practice and research. Psychiatric Res. 1989; 28(2): 193-213.

8. Bertolazi NA, Fagondes SC, Hoff LS, Dartora EG, Miozzo IC, Barba ME, et al. Validation of the Brazilian Portuguese version of the Pittsburgh Sleep Quality Index. Sleep Medicine. 2011; 12(1):70-5.

9. Bergamasco EC, Cruz DALM. Adaptação da Visual Analog Sleep Scales para a língua portuguesa. Rev Latino Am Enferm [online]. 2007 [acesso 2012 Set 10]; 15(5):123-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v15n5/pt_v15n5a17.pdf.

10. Snyder-Halpern R, Verran JA. Instrumentation to describe subjective sleep characteristics in healthy subjects. Res Nurs Health. 1987; 10(3):155-63.

11. Costa-Júnior FM, Maia ACB. Concepções masculinas sobre gênero e saúde. Psicol Teor Pesqui. 2009; 25(1):55-63.

12. Nasri F. O envelhecimento populacional no Brasil. Einstein. 2008; 6(Supl 1):S4-6.

13. Leite-Cavalcanti C, Rodrigues-Gonçalves MC, Rios-Asciutti LS, Leite-Cavalcanti A. Prevalência de doenças crônicas e estado nutricional em um grupo de idosos brasileiros. Rev Salud Pública. 2009; 11(6):865-77.

14. Costa SV, Ceolim MF. Fatores que interferem na qualidade do sono de pacientes internados. Rev Esc Enferm USP. 2013 Jul-Set; 47(1):46-52.

15. Santos JC, Ceolim MF. Iatrogenias de enfermagem em pacientes idoso hospitalizados. Rev Esc Enferm USP. 2009 Dec; 43(4):810-7.

16. Frighetto L, Marra C, Bandali S, Wilbur K, Naumann T, Jewesson P. An assessment of quality of sleep and the use of drugs with sedating properties in hospitalized adult patients. Health Qual Life Outcomes. 2004; 2: 17.

17. Silva LEL, Oliviera MLC, Inaba WK. Fatores que interferem na qualidade do sono de pacientes internados. Rev Eletr Enferm [online]. 2011 [acesso 2012 Set 12]; 13(3). Disponível em: http://www.fen.ufg.br/revista/v13/n3/pdf/v13n3a18.pdf.

18. Corrêa C, Ceolim MF. Qualidade do sono em pacientes idosos com patologias vasculares periféricas. Rev Esc Enferm USP. 2008; 42(1):12-8.

19. Machado TR, Oliveira CJ, Costa FBC, Araujo TL. Avaliação da presença de risco para queda em idosos. Rev Eletr Enf [online]. 2009 [acesso 2012 Set 15]; 11(1). Disponível em: http://www.fen.ufg.br/fen_revista/v11/n1/pdf/v11n1a04.pdf.

20. Fonseca DC, Galdino DAA, Guimarães LHCT, Alves DAG. Avaliação da qualidade do sono e sonolência excessiva diurna em mulheres idosas com incontinência urinária. Rev Neurocienc. 2010; 18(3):294-9.

21. Vasconcelos FF, Victor JF, Moreira TMM, Araújo TL. Utilização medicamentosa por idosos de uma Unidade Básica de Saúde da Família de Fortaleza- CE. Acta Paul Enferm. 2005; 18(2):178-83.

22. Oliveira BH, Yassuda MS, Cupertino AP, Neri AL. Relações entre padrão do sono, saúde percebida e variáveis socioeconômicas em uma amostra de idosos residentes na comunidade - Estudo PENSA. Ciênc Saúde Coletiva. 2010; 15(3):851-60.

23. Wu CY, Su TP, Fang CL, Yeh Chang M. Sleep quality among community-dwelling elderly people and its demographic, mental, and physical correlates. J Chin Med Assoc. 2012 Fev; 75(2):75-80.

24. Mansano-Schlosser TC, Ceolim MF. Fatores associados à qualidade do sono de idosos submetidos à quimioterapia. Rev Latino-Am Enferm [online]. 2012 [acesso 10 Out 2013]; 20(6). Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v20n6/pt_12.pdf.

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería