ENTRAR            

 


 

Referencia ISSN:0874-0283

 

 

 

ARTIGO DE INVESTIGAÇAO

 

 

Ir a Sumario

 

 

 

Motivação para a Amamentação: construção de um instrumento de medida

Paula Alexandra Nelas,* Manuela Ferreira,** João Carvalho Duarte***
* Mestre em Sociopsicologia da Saúde, Professora Adjunta na Escola Superior de Saúde de Viseu. ** Doutora em Ciências da Educação, Professora Coordenadora na Escola Superior de Saúde de Viseu. *** Mestre em Ciências de Enfermagem, Professor Coordenador na Escola Superior de Saúde de Viseu

Recebido para publicação em 23-03-07
Aceite para publicação em 25-02-08

Referencia 2008 jun II(6):39-56

 

 

 

Cómo citar este documento

Nelas, Paula Alexandra; Ferreira, Manuela; Duarte, João Carvalho. Motivação para a Amamentação: construção de um instrumento de medida. Referencia 2008 jun;II(6). Disponible en <http://www.index-f.com/referencia/2008/3956.php> Consultado el

 

Resumen

Este estudo tem como principal objectivo construir e validar uma escala de motivação para amamentação e ainda, analisar a influência das variáveis idade, paridade e local de residência na motivação para amamentação. As vantagens desta prática são múltiplas, quer a curto quer a longo prazo, existindo um consenso mundial de que o aleitamento materno exclusivo é a melhor maneira de alimentar o bebé até aos 4/6 meses de vida. A decisão de amamentar é pessoal, no entanto, está sujeita a influências de onde destacamos: as características da criança, ambiente familiar, socialização da mulher e a relação estabelecida com os técnicos de saúde durante o período pré e pós natal. Os resultados obtidos revelam-nos a existência de 3 factores com raízes latentes superiores a 1 que explicam 40,488% da variância total. Assumiram as seguintes nomenclaturas: 1 - Dimensão cognitiva; 2 - Dimensão fisiológica; 3 - Dimensão psicossocial. Verificamos que a motivação para a amamentação é maior nas grávidas residentes em meio urbano e em mulheres mais velhas. A motivação global para a amamentação é maior nas mulheres já com filhos.
Palavras-chave: motivação, amamentação, escala, aleitamento materno.

Abstract
Motivation for breastfeeding: construction of an assessment tool

The main goal of this study is to build and validate a motivation scale on breastfeeding and also to analyze the influence of the variables age, parity and place of residence towards the motivation to breastfeed. This practice's advantages are multiple in short and long-term, and there is a worldwide consensus that the exclusive maternal breastfeeding is the best way to feed the baby up to 4/6 months of life. The decision to breastfeed is personal; however, it is under some influences, such as: the child's characteristics, the family environment, the woman socialization and the relation established with the health technicians during the pre and post-natal period. To accomplish this study we selected a 199 pregnant women sample who were in the last trimester of gestation and who where attending the Health Centres consultations from the Central Region of the country. The results obtained revealed us the existence of 3 factors with latent roots superior to 1 which explain 40,488% of the total variance. They assumed the following nomenclature: 1 - Cognitive dimension; 2 - Physiological dimension; 3 - Psychological dimension. We verify that the motivation to breastfeed is higher in pregnant women residing in urban environment and in older women. The global motivation to breastfeed is higher in women who already have children.
Keywords: motivation, breastfeeding, scale.

Principio de pgina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería