ENTRAR            

 


 

ARCHIVOS DE LA MEMORIA (ISSN: 1699-602X) 2014 11(4) 11411r

 

 

MISCELÁNEA
Estudio de Caso

 

 Ir a Sumario

 

 

Morte Fetal: uma história de vida

Sharlene Teresinha Alfonso da Silva,1 Marcelo Clarete Seracini Penner,1 Leticia Silveira Cardoso,1 Juliane Portella Ribeiro,2 Cynthia Fontella Sant'Anna1
1Curso de Enfermagem, Universidade Federal do Pampa -UNIPAMPA-, Uruguaiana, Brasil. 2Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Doutorado em Enfermagem, Universidade Federal do Rio Grande -FURG-, Rio Grande, Brasil

Manuscrito recibido el 26.5.2014
Manuscrito aceptado el 26.9.2014

Archivos de la Memoria 2014; (11 fasc. 4)

 

 

 

Cómo citar este documento

Da Silva, Sharlene Teresinha Alfonso; Penner, Marcelo Clarete Seracini; Cardoso, Leticia Silveira; Ribeiro, Juliane Portella; Sant'Anna, Cynthia Fontella. Morte Fetal: uma história de vida. Arch Memoria [en línea]. 2014; (11 fasc. 4). Disponible en <https://www.index-f.com/memoria/11/11411.php> Consultado el

 

Resumo

Objetivo principal: Descrever as necessidades maternas na vivência da morte fetal.
Metodología: História de vida apresentada como autobiografia que revela a vivência materna da morte fetal. Tem como sujeito uma mulher de trinta anos de idade, estudante do ensino superior, casada e mãe de um filho com 6 anos de idade, asmática, natural e residente no município de Uruguaiana. Utiliza-se de memórias, dos registros pessoais em diário e do acompanhamento em saúde como fonte de dados. Analisados por meio da abordagem qualitativamente temática.
Resultados principales: A Descoberta da Gravidez representa um desejo não expresso de ampliar a família; Assistência Pré-Natal traduz o acompanhamento das condições clínicas do bebê e A vida após o desfecho da morte fetal demonstra o apoio familiar no enfrentamento das limitações psicoemocionais da mãe.
Conclusión principal: Em situações que a alegria submerge em tristeza falta uma rede de apoio profissional púbica para a assistência a mulher e sua família.
Palabras chave: Morte fetal/ Cuidado pré-natal/ Enfermagem.

 

Abstract (Fetal Death: a life story)

Objective: To describe the mother needs the experience of fetal death.
Methods: Life history presented as autobiography that reveals maternal experiences of fetal death. Has as subject a thirty-year-old, tertiary student, married and mother of a child 6 years old, asthmatic, born and resident in the municipality of Uruguayana. It uses memories, personal records and daily health monitoring as a data source. Analyzed using qualitative thematic approach.
Results: The Discovery of Pregnancy is an unexpressed desire to expand the family; Prenatal Care translates monitoring the clinical condition of the baby and the Life after death demonstrates fetal outcome of family support in coping with the limitations of psycho-emotional mother.
Conclusions: In situations that immerses the joy in sorrow pubic lack a network of professional support for the care of women and their families.
Key-words: Fetal death/ Prenatal care/ Nursing.

 

Referências

1. Brasil. Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Área Técnica de Saúde da Mulher. Pré-natal e Puerpério: atenção qualificada e humanizada - manual técnico. Brasília: Ministério da Saúde (MS); 2005 [acesso: 10.02.2014]. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_pre_natal_puerperio_3ed.pdf>.

2. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher: Princípios e Diretrizes 1. ed., 2. reimpr. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2011 [acesso: 10.02.2014]. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_mulher_principios_diretrizes.pdf>.

3. Duarte Henrique Junior, Sebastião; Oliveira de Andrade, Sônia Maria. O significado do pré-natal para mulheres grávidas: uma experiência no município de Campo Grande, Brasil. Saúde soc. 2008; 17(2): 132-139.

4. Brasil. Ministério da Saúde (BR). Programa humanização do parto: humanização no pré-natal e nascimento. Brasília. DF, 2002. Disponível em:< https://abenfo.redesindical.com.br/arqs/manuais/066.pdf> [acesso: 18.02.2014].

5. do Rosário, Suelem; dos Santos Brito, Alexandre; Lorena Kale, Pauline; Costa Fonseca, Sandra. Série temporal de características maternas e de nascidos vivos em Niterói, RJ. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. 2013; 13(2): 137-146.

6. Silverman, David. Interpretação de dados qualitativos: métodos para análise de entrevistas, textos e interações. 3ª Ed. POA: Artmed, 2009.

7. de Almeida Cardoso Coelho, Edméia; de Souza Andrade, Maria Lindiane; Vilanova Tavares Vitoriano, Laís; de Jesus Souza, Jussilene et. at. Associação entre gravidez não planejada e o contexto socioeconômico de mulheres em área da Estratégia Saúde da Família. Acta paul. enferm 2012; 25(3): 415-422.

8. Melere, Cristiane; Feliciati Hoffmann, Juliana; Antunes Nunes, Maria Angélica; Drehmer, Miichele et. al. Índice de alimentação saudável para gestantes: adaptação para uso em gestantes brasileiras. Rev. Saúde Pública. 2013; 47(1): 20-28.

9. Mota, João Felipe; Madalena Rinaldi, Ana Elisa; Fernandes Pereira, Avany; Maestá, Nailza; Mecca Scarpin, Marita; Burini, Roberto Carlos. Adaptação do índice de alimentação saudável ao guia alimentar da população brasileira. Rev Nutr. 2008; 21(5): 545-552.

10. Ribeiro Baião, Mirian; Ferreira Deslandes, Suely. Alimentação na gestação e puerpério. Rev. Nutr. [online]. 2006; 19(2): 245-253.

11. Moura de Araújo, Márcio Flávio; Câmara Soares Lima, Adman; Parente Garcia Alencar, Ana Maria; Moura de Araújo, Thiago; Vládia Carvalhêdo Fragoaso, Luciana; Coelho Damasceno, Marta Maria. Avaliação da qualidade do sono de estudantes universitários de Fortaleza-CE. Texto contexto - enferm.[online]. 2013; 22(2): 352-360.

12. Brito Hortêncio, Ana Paula; Rocha Landim, Emanuel; Bezerra Nogueira, Marcelo; de Lucena Feitosa, Francisco Edson; Alencar Júnior, Carlos Augusto. Avaliação ultra-sonográfica da hidrocefalia fetal: associação com mortalidade perinatal. Rev. Bras. Ginecol. Obstet., Jul 2001; 23(6): 383-390.

13. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN nº 311, de 08 de fevereiro de 2007. Aprova a reformulação do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. Disponível em <https://www.portalcoren-rs.gov.br/docs/livro-codigo-etica.pdf> [acesso:10.02.2014].

14. Botura Leite de Barros, Alba Lucia. Anamnese e Exame Físico - Avaliação Diagnóstica de Enfermagem no adulto. São Paulo, Editora ARTMED. 2002.

15. dos Santos, Elionésia Marta; Sales, Catarina Aparecida. Familiares enlutados: compreensão fenomenológica existencial de suas vivências. Texto contexto - enferm., 2011; 20(spe): 214-222.

16. Dias dos Santos, Alba Lúcia; Pedroso Rosenburg, Cornélio; Ogura Buralli, Keiko. Histórias de perdas fetais contadas por mulheres: estudo de análise qualitativa. Rev. Saúde Pública. 2004; 38(2): 268-276.

17. da Silva Santos, Camila; Freitas Marques, Juliana; Herlânio Costa Carvalho, Francisco; Carvalho Fernandes, Ana Fátima; Pinto Teixeira Henriques, Ana Ciléia; de Abreu Peixoto Moreira, karla. Percepções de enfermeiras sobre a assistência prestada a mulheres diante do óbito fetal. Esc. Anna Nery. 2012; 16(2): 277-284.

18. Cardoso de Oliveira e Silva, Adriana; Egidio Nardi, Antonio. Luto pela morte de um filho: utilização de um protocolo de terapia cognitivo-comportamental. Rev. psiquiatr. Rio Gd. Sul. 2010; 32(3): 113-116.

19. Amorim da Silva, Luciane; Spanó Nakano, Ana Márcia; Azevedo Gomes, Flávia; Stefanello, Juliana. Significados atribuídos por puérperas adolescentes à maternidade: autocuidado e cuidado com o bebê. Texto contexto - enferm. 2009; 18(1): 48-56.

20. Russell de Araújo Batista, Kadydja; Andrade Duarte de Farias, Maria do Carmo; dos Santos Nunes de Melo, Wanderson. Influência da assistência de enfermagem na prática da amamentação no puerpério imediato. Saúde debate. 2013; 37(96): 130-138.

21. Estevez de Alencar, Lucianne Christine; Fleury Seidl, Eliane Maria. Doação de leite humano: experiência de mulheres doadoras. Rev. Saúde Pública. 2009; 43(1): 70-77.

 

Principio de p�gina 

Fundacin Index, Granada, Espaa

© Fundación Index, Granada, España
Todos los materiales incluidos en el fondo Archivos de la Memoria son propiedad exclusiva de la Fundación Index, y por tanto no está permitida su reproducción, total o parcial, ni su tratamiento informático, ni la transmisión de cualquier otra forma o por cualquier otro medio electrónico, mecánico, por fotocopia, por registro u otros métodos, sin el permiso previo y por escrito de los titulares del Copyright.

 
Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería