ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707 2017 v26n2 r26241p

 

 

 

REVISÃO DE LITERATURA

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Percurso metodológico em pesquisas de enfermagem para construção e validação de protocolos

Hellen Lívia Oliveira Catunda,1 Elizian Braga Rodrigues Bernardo,2 Camila Teixeira Moreira Vasconcelos,3 Escolástica Rejane Ferreira Moura,4 Ana Karina Bezerra Pinheiro,5 Priscila de Souza Aquino6
1
Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Ceará (UFC). Fortaleza, Ceará, Brasil. E-mail: hellen_enfermagem@yahoo.com.br 2Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFC. Fortaleza, Ceará, Brasil. E-mail: elizbernardo@hotmail.com 3Doutora em Enfermagem. Professora do Departamento de Enfermagem da UFC. Fortaleza, Ceará, Brasil. E-mail: camilamoreiravasco@gmail.com 4Doutora em Enfermagem. Professora aposentada do Departamento de Enfermagem da UFC. Fortaleza, Ceará, Brasil. E-mail: escolpaz@yahoo.com.br 5Doutora em Enfermagem. Professora do Departamento de Enfermagem da UFC. Fortaleza, Ceará, Brasil. E-mail: anakarinaufc@hotmail.com  6Doutora em Enfermagem. Professora do Departamento de Enfermagem da UFC. Fortaleza, Ceará, Brasil. E-mail: priscilapetenf@gmail.com

Recebido: 09 de março de 2016
Aprovado: 23 de novembro de 2016

 

 

 

Cómo citar este documento

Catunda, Hellen Lívia Oliveira; Bernardo, Elizian Braga Rodrigues; Vasconcelos, Camila Teixeira Moreira; Moura, Escolástica Rejane Ferreira; Pinheiro, Ana Karina Bezerra; Aquino, Priscila de Souza. Percurso metodológico em pesquisas de enfermagem para construção e validação de protocolos. Texto Contexto Enferm, abr-jun 2017, 26(2). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2017/26241p.php> Consultado el

Resumo

Objetivo: enfocar o percurso metodológico em teses/dissertações para construção e validação de protocolos na área da Enfermagem. Método: utilizou-se como método a revisão da literatura, a qual foi realizada de forma on-line na Biblioteca do Centro de Estudo e Pesquisa em Enfermagem e no Banco de Teses da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Foram incluídas oito teses e 16 dissertações na amostra final. Resultados: verificou-se que as etapas mais comuns na construção de protocolos foram a revisão da literatura científica e a utilização de profissionais para auxiliar nesse processo. Já nos estudos referentes à validação de protocolos, constatou-se a presença de grupos de especialistas/juízes na temática, variando entre três e 16 em quantidade, sendo que a maioria apresentou até dez juízes. Quanto à análise do processo de validação, percebeu-se maior prevalência da concordância entre os juízes e do Índice de Validade de Conteúdo. Conclusão: o desenvolvimento desse tipo de tecnologia constitui uma arena complexa e multifacetada, adaptada às expectativas e objetivos dos pesquisadores.
Descritores: Protocolos/ Métodos/ Dissertações acadêmicas/ Teses eletrônicas/ Estudos de validação/ Enfermagem.
 

Resumen
Recorrido metodológico en investigaciones de enfermeria para la construccion y validacion de protocolos

Objetivo: enfocar el recorrido metodológica en Tesis/Disertación para la construcción y validación de protocolos en el área de enfermería. Método fue utilizado como un método de revisión de la literatura, que se realizó de forma en línea en la Biblioteca del Centro de Estudios e Investigación en Enfermería y en el Banco de Tesis de la Coordinación de Mejora Personal de Nivel Superior. Se incluyeron ocho tesis y 16 disertaciones en la muestra final. Resultados: se verificó que los pasos más comunes en los protocolos de construcción fueron la revisión de la literatura científica y el uso de los profesionales para ayudar en este proceso. Sin embargo, en los estudios relacionados con los protocolos de validación, se constató la presencia de grupos de expertos/jueces en la temática, que van de tres a 16 en cantidad, y la mayoría presentaron hasta diez jueces. El análisis del proceso de validación, se verificó una mayor prevalencia de concordancia entre los jueces y del índice de validez de contenido. Conclusión: el desarrollo de estas tecnologías se constituye en un escenario complejo y multifacético, adaptado a las expectativas y objetivos de los investigadores.
Descriptores: Protocolos/ Métodos/ Disertaciones académicas/ Tesis electrónicas/ Estudios de validación/ Enfermería.
 

Abstract
Methodological approach in nursing research for constructing and validating protocols

Objective: to highlight the methodological approach used in thesis/dissertations for constructing and validating protocols in the Nursing area. Method: a literature review was performed online at the Library of the Center for Study and Research in Nursing, and at the Thesis Databank of the Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel. Eight theses and 16 dissertations were included in the final sample. Results: it was found that the most common steps in constructing protocols were reviewing the scientific literature and using professionals to assist in this process. In studies related to protocol validation, the presence of groups of specialists/judges on the subject matter ranging from three to 16 in quantity was found, with the majority presenting up to ten judges. Regarding analysis of the validation process, we noticed a higher prevalence of agreement between the judges and the Content Validity Index. Conclusion: development of this type of technology constitutes a complex and multifaceted area, adapted to researchers' expectations and objectives.
Descriptors: Protocols/ Methods/ Academic dissertations/ Electronic theses/ Validation studies/ Nursing.
 

Referências

1. Rosenfeld RM, Shiffman RN, Robertson P. Clinical Practice Guideline Development Manual, third edition: a quality-driven approach for translating evidence into action. Otolaryngol. Head Neck Surg. 2013 Jan; 148(1):1-55.
2. Hulley SB, Cummings SR, Browner WS, Grady DG, Newman TB. Delineamento de pesquisa clínica. Porto Alegre (RS): Artmed, 2015.
3. Bernardo EBR, Catunda HLO, Oliveira MF, Lessa PRA, Ribeiro SG, Pinheiro AKB. Methodological approach to translation and adaptation of scales in the area of sexual and reproductive health: an integrative review. Rev Bras Enferm. 2013 Jul-Ago; 66(4):592-8.
4. Michie S, Berentson-Shaw J, Pilling S, Feder G, Dieppe P, Raine R, et al. Turning evidence into recommendations: protocol of a study guideline development groups. Implement. Sci. 2007 Sep; 2(29):1-5.
5. Baggio MA, Rodrigues MA, Erdmann AL, Figueiredo MCAB, Vieira MMS. Production of nursing thesis and dissertations in Portugal, 2000-2010: a bibliometric study. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2014 Abr-Jun [cited 2016 Oct 31]; 23(2):250-60. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072014000200250
6. Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Integrative literature review: a research method to incorporate evidence in health care and nursing. Texto Contexto Enferm. 2008 Out-Dez; 17(4):758-64.
7. Ursi ES. Prevenção de lesões de pele no perioperatório: revisão integrativa da literatura [dissertação]. Ribeirão Preto (SP): Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem; 2005.
8. Moraes GLA. Adaptação e validação de protocolo para prevenção de úlcera por pressão em idosos assistidos no domicílio [tese]. Fortaleza (CE): Universidade Federal do Ceará. Departamento de Enfermagem; 2011.
9. Franco BAS. Avaliação da eficácia de um protocolo de exercícios físicos baseado no método Pilates nas variáveis dor lombar, flexibilidade e força muscular em profissionais de enfermagem com lombalgia crônica idiopática [tese]. Ribeirão Preto (SP): Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem; 2010.
10. Rogenski NMB. Avaliação da implementação de um protocolo de prevenção de úlceras por pressão [tese]. Ribeirão Preto (SP): Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem; 2011.
11. Aquino DR. Construção e implantação da prescrição de enfermagem informatizada em uma UTI [dissertação]. Rio Grande (RS): Fundação Universidade Federal do Rio Grande, Programa de Pós-graduação em Enfermagem; 2004.
12. Campos FA. Construção e validação de protocolo de terapia de nutrição enteral [dissertação]. Fortaleza (CE): Universidade Federal do Ceará, Departamento de Enfermagem; 2013.
13. Vasconcelos JMB. Construção, utilização e avaliação dos efeitos de protocolo de prevenção de úlceras por pressão em unidade de terapia intensiva [tese]. Ribeirão Preto (SP): Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem; 2014.
14. Marcon L. Uma construção coletiva: protocolo de cuidados de enfermagem dos pacientes com traumatismo crânio-encefálico severo internados em unidade de terapia intensiva [dissertação]. Florianópolis (SC): Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde; 2002.
15. Lima GOP. Cuidando do cliente com distúrbio respiratório agudo: proposta de um protocolo assistencial para tomar decisões em enfermagem [dissertação]. Rio de Janeiro (RJ): Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Alfredo Pinto; 2006.
16. Braz MR. Desmame ventilatório no pós-operatório imediato de cirurgia cardíaca: implantação de um protocolo por enfermeiras [tese]. Rio de Janeiro (RJ): Universidade Federal do Rio de Janeiro. Escola de Enfermagem Anna Nery; 2008.
17. Lima FET. Protocolo de consultas de enfermagem ao paciente após a revascularização do miocárdio: avaliação da eficácia [tese]. Fortaleza (CE): Universidade Federal do Ceará, Departamento de Enfermagem; 2007.
18. Fernandes RTP. Protocolo de cuidados contínuos De enfermagem a politraumatizados na sala de emergência [dissertação]. Rio de Janeiro (RJ): Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Anna Nery; 2008.
19. Schweitzer G. Protocolo de cuidados de enfermagem no ambiente aeroespacial a adultos vítimas de trauma: uma pesquisa convergente-assistencial [dissertação]. Florianópolis (SC): Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde; 2010.
20. Felix LG. Protocolo de orientação para o autocuidado de pacientes submetidos à cirurgia bariátrica: atuação do enfermeiro [dissertação]. João Pessoa (PB): Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências da Saúde; 2009.
21. Rosini I. Protocolo de cuidado a clientes submetidos à punção aspirativa por agulha fina [dissertação]. Florianópolis (SC): Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde; 2011.
22. Selhorst ISB. Protocolo de acolhimento para usuários submetidos à endoscopia digestiva alta e seus acompanhantes [dissertação]. Florianópolis (SC): Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde; 2011.
23. Veras JEGLF. Construção e validação de um guia abreviado do protocolo de acolhimento com classificação de risco em pediatria [dissertação]. Fortaleza (CE): Universidade Federal do Ceará, Departamento de Enfermagem; 2011.
24. Magalhães FJ. Validação do protocolo de acolhimento com classificação de risco em pediatria [dissertação]. Fortaleza (CE): Universidade Federal do Ceará, Departamento de Enfermagem; 2012.
25. Bessa MEP. Elaboração e validação de conteúdo do protocolo de intervenções de enfermagem para idosos com risco de apresentar fragilidade [tese]. Fortaleza (CE): Universidade Federal do Ceará, Departamento de Enfermagem; 2012.
26. Cordeiro RA. Reflexão da equipe de enfermagem sobre o desconforto e a dor do recém-nascido: uma proposta de protocolo de cuidado baseado nos métodos nãofarmacológicos [dissertação]. Florianópolis (SC): Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde; 2012.
27. Veronez M. Protocolo de alta em neonatologia: importância da ação educativa no contexto do cuidado ao bebê pré-termo [dissertação]. Maringá (PR): Universidade Estadual de Maringá, Departamento de Enfermagem; 2012.
28. Vieira RHG. Situação vacinal contra a influenza dos profissionais de enfermagem em um hospital de ensino: diagnóstico e intervenções [dissertação]. Florianópolis (SC): Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde; 2011.
29. Azzolin KO. Efetividade da implementação das intervenções de enfermagem nos resultados esperados de pacientes com insuficiência cardíaca em cuidado domiciliar [tese]. Porto Alegre (RS): Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Enfermagem; 2011.
30. Nienkotter SMV. Acolhimento aos acompanhantes de pessoas adultas em situação crítica de saúde em serviço de emergência [dissertação]. Florianópolis (SC): Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde; 2011.
31. Santos SCVO. Definição de uma medida para a introdução de sonda enteral em posição gástrica em adultos: fatores limitantes [dissertação]. Campinas (SP): Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas; 2012.
32. Formarier M, Jovic L. Hors. Serie recherche en soins infimers. Special Methodolge. RSI. 1993 Mar; 32:127-36.
33. Rogers, E. M. Diffusion of innovations. 5a ed. New York (US): Free Pass; 2003.
34. Registered Nurses Association of Ontario. Toolkit: implementation of clinical practice guidelines. Toronto (CA): Registered Nurses Association of Ontario; 2002.
35. Stetler BC. Utilization-focused integrative reviews in a nursing service. Appls Nurs Res. 1998 Nov; 11(4):195-206.
36. Werneck MAF, Faria HP, Campos KFC. Protocolo de cuidado à saúde e organização do serviço. Belo Horizonte (MG): Coopmed; 2009.
37. Ribeiro RC. Clinical guidelines: how to evaluate its quality? Rev Soc Bras Clín Méd. 2010 Jul-Ago; 8(4):350-5.
38. Reibnitz KS, Prado ML, Lima MM, Kloh D. Convergentcare research: bibliometric study of dissertations and theses. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2012 Jul-Set [cited 2016 Oct 31]; 21(3):702-7. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072012000300027
39. Backes VMS, Brüggemann OM. The post graduate program in nursing of the federal university of Santa Catarina: 40 years contributing to the excellence in education. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2016 Jul [cited 2016 Oct 31]; 25(2):editorial. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072016000200201
40. Scochi CGS, Munari DB, Gelbcke FL, Erdmann AL, Gutiérrez MGR, Rodrigues RAP. The strict sense nursing postgraduation in Brazil: advances and perspectives. Rev Bras Enferm. 2013 Set; 66(Esp):80-9.
41. Rocha PK, Prado ML, Silva DMGV. Convergent care research: use in developing models of nursing care. Rev Bras Enferm. 2012 Nov-Dez; 65(6):1019-25.
42. Carvalho EC, Laus AM, Caliri MHL, Rossi LG. From the production to the use of research results in care practice: a consolidating experience. Rev Bras Enferm. 2010 Set-Out; 63(5):853-8.
43. Pedrosa KKA, Oliveira ICM, Feijão AR, Machado RC. Evidence-based nursing: characteristics of studies in Brazil. Cogitare Enferm. 2015 Out-Dez; 20(4):733-41.
44. Pimenta CAM, Pastana ICASS, Sichieri K, Solha RKT, Souza W. Guia para construção de protocolos assistenciais de enfermagem. São Paulo (SP): COREN; 2015.
45. Vieira AC, Bertoncello KCG, Girondi JB, Nascimento ERP, Hammerschmidt KSA, Zefeino MT. Perception of emergency nurses in using a chest pain assessment protocol. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2016 Abr [cited 2016 Oct 31]; 25(1):1-7. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072016000100326&lng=en&nrm=iso&tlng=pt
46. Alexandre NMC, Coluci MZO. Content validity in the development and adaptation processes of measurement instruments. Cienc Saúde Coletiva. 2011 Jul; 16(7):3061-8.
47. Lynn MR. Determination and quantification of content validity. Nurs Res. 1986 Nov-Dez; 35(6):382-5.
48. Pasquali L. Principles of elaboration of psychological scales. Arch Clin Psychiatry. 1998 Set-Out; 25(5):206-13.
49. Agree next steps consortium. The agree II instrument [Internet]. 2009 [cited 2015 Jan 30]. Available from:
http://www.agreetrust.org

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería