ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707 2017 v26n2 r26233p

 

 

 

ARTIGO ORIGINAL

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Comunicação na revelação do diagnóstico e adesão ao tratamento da tuberculose: representações sociais de profissionais e de pacientes*

Roberta Andrea de Oliveira,1 Fernando Lefèvre2
1
Mestra em Saúde Pública. Departamento de Prática de Saúde Pública, Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. São Paulo, São Paulo, Brasil. E-mail: robertaoliveira@usp.br 2Doutor em Saúde Pública. Professor do Departamento de Prática de Saúde Pública da Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. São Paulo, São Paulo, Brasil. E-mail: fernandoipdsc@gmail.com

*Artigo extraído da dissertação - Representações e sentidos sobre a revelação do diagnóstico da tuberculose: relações com adesão ou não adesão ao tratamento, apresentada ao Programa de Pós-graduação em Saúde Pública da Universidade de São Paulo, em 2012

Recebido: 23 de fevereiro de 2016
Aprovado: 23 de novembro de 2016

 

 

 

Cómo citar este documento

Oliveira, Roberta Andrea de; Lefèvre, Fernando. Comunicação na revelação do diagnóstico e adesão ao tratamento da tuberculose: representações sociais de profissionais e de pacientes. Texto Contexto Enferm, abr-jun 2017, 26(2). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2017/26233p.php> Consultado el

Resumo

Objetivo: identificar as representações sociais de profissionais de saúde e de pacientes com tuberculose sobre a entrevista inicial de diagnóstico da doença, e analisar o conteúdo discursivo, no que se refere à relação deste modo de comunicação, durante a entrevista com a adesão destes pacientes ao tratamento da tuberculose. Método: estudo descritivo e qualitativo. Realizou-se entrevista semiestruturada com 39 profissionais de saúde envolvidos com a entrevista inicial de diagnóstico da tuberculose e 34 pacientes adultos em tratamento, em 22 unidades de saúde da região sul de São Paulo (Brasil). A análise dos discursivos foi baseada nas discussões sobre "Conscientização", desenvolvidas por Paulo Freire. Resultados: a ausência de explicações e consequente não entendimento sobre o diagnóstico, a brutalidade de profissionais da saúde, a necessidade de educação em saúde e a forma de abordar o paciente surgiram como condições que influenciam a adesão ao tratamento por parte do doente. Conclusão: identificou-se um exercício profissional, no que se refere à comunicação, contrário à promoção da adesão ao tratamento por parte do paciente, já que não permite a ele uma reflexão crítica sobre a situação atual, e, consequentemente, uma não modificação da sua eealidade (escolha pela adesão e cura), caracterizando, portanto, uma comunicação não competente.
Descritores: Comunicação/ Barreiras de comunicação/ Promoção da saúde/ Aceitação pelo paciente de cuidados de saúde/ Relações interpessoais/ Educação em saúde/ Aprendizagem/ Tuberculose.
 

Resumen
Comunicación en la revelacion del diagnostico y adhesion al tratamiento de la tuberculosis: representaciones sociales de profesionaly pacientes

Objetivo: identificar las representaciones sociales de profesionales de salud y pacientes con tuberculosis sobre la entrevista inicial del diagnóstico de la enfermedad y analizar el contenido discursivo en el que se refiere a la relación de este modo de comunicación, durante la entrevista con la entrevista con la adhesión de estos pacientes al tratamiento de la tuberculosis. Método: investigación descriptiva de abordaje cualitativo. Se realizó entrevista semi-estructurada con 39 profesionales de salud involucrados con la entrevista inicial del diagnóstico de la tuberculosis y 34 pacientes adultos en tratamiento, en 22 unidades de salud de la región sur de São Paulo (Brasil). El análisis de los discursos fue basado en las discusiones sobre "conscientización", desarrollados por Paulo Freire. Resultados: la ausencia de explicaciones y consecuente no entendimiento sobre el diagnostico, la brutalidad de profesionales de la salud y la necesidad de educación en salud y la forma de abordar al paciente surgieron como condiciones que influyeron en la adhesión al tratamiento por parte del enfermo. Conclusión: se identificó un ejercicio profesional, en lo que se refiere a la comunicación, contrario a la promoción de la adhesión al tratamiento por parte del paciente, ya que no le permite la reflexión crítica sobre la situación actual y, consecuentemente, la no modificación de su realidad (elección por la adhesión y cura), caracterizando, por tanto, una comunicación no competente.
Descriptores: Comunicación/ Barreras de comunicación/ Promoción de la salud/ Aceptación de la atención de salud/ Relaciones interpersonales/ Educación en salud/ Aprendizaje/ Tuberculosis.
 

Abstract
Communication on disclosure of tuberculosis diagnosis and adherence to treatment: social representations of professionals and patients

Objective: identifying social representations of health professionals and patients with tuberculosis in an initial interview for diagnostic disclosure and analyzing discursive content regarding the relation of this mode of communication during the interview for adherence of these patients to tuberculosis treatment. Method: a descriptive and qualitative study. A semi-structured interview was conducted with 39 health professionals involved in the initial tuberculosis diagnosis disclosure interview and 34 adult patients undergoing treatment in 22 health units in the southern region of São Paulo (Brazil). Discourse analysis was based on the discussions about "Awareness", developed by Paulo Freire. Results: a lack of explanations resulted in patients not understanding the diagnosis, abrasiveness by health professionals, the need for health education and how to approach the patient have emerged as conditions that influence patient adherence to treatment. Conclusion: regarding communication, we have identified a professional exercise that is contrary to promoting patient adherence to treatment, since it does not allow them to critically reflect on their current situation, and consequently does not modify their reality (in choosing adhesion and cure), thus characterizing incompetent communication.
Descriptors: Communication/ Communication barriers/ Health promotion/ Patient acceptance of healthcare/ Interpersonal relations/ Health education/ Learning/ Tuberculosis.
 

Referências

1. Silva MJP. Comunicação tem Remédio: a Comunicação nas Relações Interpessoais em Saúde. São Paulo: Ed. Loyola; 2011.
2. Amorim RKFCC, Trovo MM, Püschel VAA, Silva MJP. Formação docente em comunicação não verbal: avaliação de docentes em um projeto piloto. Rev Saúde [Internet]. 2015; [cited 2016 Jun 22]; 9(1):63-75. Available from: http://revistas.ung.br/index.php/saude/article/view/1988
3. Nassif VMJ, Hanashiro DMM, Torres RR. Fatores que influenciam na percepção das competências para o exercício da docência. Rev Bras Educ [Internet]. 2010 [cited 2016 Jun 22]; 15(44):364-79. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782010000200012
4. Santos CCM, Puggina ACG, Pereira LL. Fatores que influenciam a percepção de professores de enfermagem das competências na docência. REFACS. [Internet] 2016; [cited 2016 Jun 22]; 4(2):86-97. Available from: http://www.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/refacs/article/view/1640
5. Buckman, R. How to break bad news: a guide for health care professionals. Baltimore (US): The Johns Hopkins University Press; 1992.
6. Ptacek JT, Eberhardt TL. Breaking bad news - a review of the literature. JAMA. 1996; 276(16):496-502.
7. Miranda J, Brody RV. Communicating bad news. Western J Med [Internet]. 1992; [cited 2016 Feb 23]; 156(1):83-5. Available from: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1003165/?page=1
8. Souza RAP, Souza SR. Um cuidado complexo: comunicando as más notícias em oncologia. Rev Pesq: Cuid Fundam On-line [Internet]. 2012 [cited 2016 Feb 23]; 4(4):2920-9. Available from: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1772
9. Queiroz R, Nogueira PA. Diferenças na Adesão ao Tratamento da Tuberculose em Relação ao Sexo no Distrito de Saúde da Freguesia do Ó/Brasilândia Saúde Soc [Internet]. 2010; [cited 2016 Feb 23]; 19(3):627-37. Available from: http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v19n3/14.pdf
10. Chirinos NEC, Meirelles BHS. Fatores associados ao abandono do tratamento da tuberculose: uma revisão integrativa. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2011 [cited 2016 Feb 23]; 20(3):599-406. Available from: http://www.scielo.br/pdf/tce/v20n3/23
11. Leite SN, Vasconcellos MPC. Adesão à terapêutica medicamentosa: elementos para a discussão de conceitos e pressupostos adotados na literatura. Cien Saúde Coletiva [Internet]. 2003; [cited 2015 Nov 10]; 8(3):775-82. Available from: http://www.scielo.br/pdf/csc/v8n3/17457.pdf
12. Coelho APC, Larocca LM, Chaves MMN, Felix JVC, Bernardino E, Alessi SM. Healthcare management of tuberculosis: integrating a teaching hospital into primary health care. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2016 [cited 2016 Aug 23]; 25(2):1-7. Available from: http://www.scielo.br/pdf/tce/v25n2/0104-0707-tce-25-02-0970015.pdf
13. Osterberg L, Blaschke T. Drug therapy: adherence to medication. N Engl J Med [Internet]. 2005 [cited 2015 Nov 10] 353(5):487-97. Available from: http://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMra050100
14. World Health Organization. Adherence to long-term therapies: evidence for action [Internet]. Geneva (CH): WHO; 2003 [cited 2015 Nov 10]. Available from: http://apps.who.int/medicinedocs/en/d/Js4883e/
15. Oliveira RA, Lefèvre F. Representações sociais sobre a revelação do diagnóstico da tuberculose e suas relações com a adesão ao tratamento. Pesquisa em andamento. Rev Eletron Comun Inf Inov Saude [Internet]. 2012 [cited 2015 Nov 10]; 6(1). Available from: http://www.reciis.icict.fiocruz.br/index.php/reciis/article/view/615/1256
16. Dias AM, Cunha M, Santos AMM, Neves APG, Pinto AFC, Silva ASA, et al. Adesão ao regime terapêutico na doença crônica: revisão da literatura. Millenium [Internet]. 2011 [cited 2015 Nov 10]; 40:201-19. Available from: http://www.ipv.pt/millenium/Millenium40/14.pdf
17. Buss PM,Filho AP. A saúde e seus determinantes sociais. PHYSIS: Rev Saúde Coletiva [Internet]. 2007 [cited 2015 Nov 10]; 17(1):77-93. Available from: http://www.scielo.br/pdf/physis/v17n1/v17n1a06.pdf
18. World Health Organization. Division of Health Promotion, Educations and Communications. Health Promotion Glossary [Internet]. Geneva (CH): WHO; 1998 [cited 2015 Nov 10]. Available from: http://www.who.int/healthpromotion/about/HPR%20Glossary%201998.pdf
19. Lefrève F, Lefrève AMC. Promoção de saúde ou a negação da negação. Rio de Janeiro (RJ): Vieira & Lent; 2004.
20. Westphal MF. Promoção de saúde: uma nova agenda para a saúde. In: Rocha AA, Cesar CLG, Ribeiro H. Saúde Pública: Bases Conceituais. 2ª ed. São Paulo (SP): Ed. Atheneu; 2013.
21. Lefèvre F, Lefèvre AMC, Teixeira JJV, organizadores. O discurso do sujeito coletivo: uma nova abordagem metodológica em pesquisa qualitativa. Caxias do Sul (RS): UCS; 2000.
22. Lefèvre F, Lefèvre AMC. Discurso do sujeito coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa (desdobramentos). Caxias do Sul (RS): UCS; 2003.
23. Lefèvre F, Lefèvre AMC. Discourse of the collective subject: social representations and communication interventions. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2014 [cited 2016 Aug 23]; 23(2):502-7. Available from: http://www.scielo.br/pdf/tce/v23n2/0104-0707-tce-23-02-00502.pdf
24. Freire P. Conscientização - teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. São Paulo (SP): Cortez & Moraes; 1979.
25. Ferreira MA. A comunicação no cuidado: uma questão fundamental na enfermagem. Rev Bras Enferm [Internet]. 2006 [cited 2016 Jun 22]; 59(3):327-30. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reben/v59n3/a14v59n3.pdf
26. Amorim RKFCC, Silva MJP. Effective/efficacious nonverbal communication in the classroom: the perception of the nursing lecturer. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2014 [cited 2016 Aug 23]; 23(4):862-70. Available from: http://www.scielo.br/pdf/tce/v23n4/0104-0707-tce-23-04-00862.pdf
27. Costa YF, Araújo OC, Almeida LBM, Viegas SMF. O papel educativo do enfermeiro na adesão ao tratamento da hipertensão arterial sistêmica: revisão integrativa da literatura. Mundo da Saúde [Internet]. 2014 [cited 2016 Jun 22]; 38(4):473-81. Available from: http://www.saocamilo-sp.br/pdf/mundo_saude/155566/A12.pdf
28. Silva SSBE, Colosimo FC, Pierin AMG. O efeito de intervenções educativas no conhecimento da equipe de enfermagem sobre hipertensão arterial. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2010 [cited 2016 Jun 22]; 44(2):488-96. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342010000200035
29. Prochet TC, Silva MJP. Proxêmica: as situações reconhecidas pelo idoso hospitalizado que caracterizam sua invasão do espaço pessoal e territorial. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2008 [cited 2016 Feb 16]; 17(2):321-6. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072008000200014
30. Moura AA, Godoy S, Tognoli SH, Mendes IAC. Adesão ao tratamento da hipertensão arterial no contexto da atenção primária à saúde: revisão integrativa. Rev Enferm UFPE [Internet]. 2015 [cited 2016 Jun 22]; 9(4):7420-30. Available from: http://www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/article/view/7363

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería