ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707 2016 v25n3 r25304p

 

 

 

ARTIGO ORIGINAL

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Relações familiares no contexto da violência de gênero*

Vanda Palmarella Rodrigues,1 Adriana Diniz Rodrigues,2 Margaret Olinda de Souza Carvalho e Lira,3 Telmara Menezes Couto,4 Normélia Maria Freire Diniz5
1
Doutora em Enfermagem. Professora do Departamento de Saúde da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Jequié, Bahia, Brasil. 2Doutora em Enfermagem. Professora do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade Regional da Bahia. Alagoinhas, Bahia, Brasil. 3Doutora em Enfermagem. Professora da Universidade do Vale do São Francisco. Petrolina, Pernambuco, Brasil. 4Doutora em Enfermagem. Professora da Escola de Enfermagem da UFBA. Salvador, Bahia, Brasil. 5Doutora em Enfermagem. Professora do Departamento de Enfermagem da UFBA. Salvador, Bahia, Brasil

Recebido: 01 de julho de 2015
Aprovado: 03 de novembro de 2015

 *Texto extraído da tese - Representações sociais de familiares sobre a violência de gênero, apresentada ao Programa de Pós- Graduação da Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 2015

 

 

 

Cómo citar este documento

Rodrigues, Vanda Palmarella; Rodrigues, Adriana Diniz; Lira, Margaret Olinda de Souza Carvalho e; Couto, Telmara Menezes; Diniz, Normélia Maria Freire. Relações familiares no contexto da violência de gênero. Texto Contexto Enferm, jul-sep 2016, 25(3). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2016/25304p.php> Consultado el

 

Resumo

Estudo que objetivou analisar as representações sociais das relações familiares no contexto da violência de gênero. A presente pesquisa, qualitativa, baseou-se na Teoria das Representações Sociais e foi realizada com 19 familiares de mulheres em situação de violência de gênero, cadastrados em unidades da Estratégia Saúde da Família de Jequié, Bahia. A coleta ocorreu por meio da entrevista semiestruturada, entre abril e setembro de 2014, e a organização dos dados seguiu a técnica da análise de conteúdo. As representações sociais dos familiares mostraram a violência de gênero como crime e pontuaram a necessidade de ações que minimizem a sua ocorrência. Elas também assinalaram que a violência de gênero gera adoecimento dos familiares e restringe-se ao espaço privado da casa, favorecendo o silêncio. Urge a adequação da formação em saúde e educação e dos serviços assistenciais da rede de violência, observando as políticas públicas no enfrentamento da violência de gênero.
Descritores: Violência contra a mulher/ Saúde da família/ Gênero e saúde/ Enfermagem.
 

Resumen
Relaciones familiares en el contexto de la violencia de género

El artículo objetiva analizar las representaciones sociales en las relaciones familiares en el contexto de la violencia de género. Esta investigación cualitativa, se basó en la Teoría de las Representaciones Sociales realizada con 19 familiares de mujeres en situación de violencia de género, inscritos en unidades de la Estrategia de Salud de la Familia de Jequié, Bahia. La colecta ocurrió se llevó a cabo a través entrevista semiestructurada entre abril y setiembre de 2014 y la organización de los datos siguió la técnica de análisis de contenido. Las representaciones sociales de los familiares mostraron la violencia de género como crimen y anotó la necesidad de acciones que minimicen su ocurrencia. También señalaron que la violencia de género genera padecimiento de los familiares y es restringida al espacio privado de la casa, favoreciendo el silencio. Urge la adecuación de la formación en salud y educación y de los servicios asistenciales de la red de violencia, observando las políticas públicas en el enfrentamiento de la violencia de género.
Descriptores: Violencia contra la mujer/ Salud de la familia/ Género y salud/ Enfermería.
 

Abstract
Family relationships in the context of gender-based violence

This study aimed at analysing social representation of family relationships in the context of gender-based violence. This qualitative research was based on the Theory of Social Representations and it was conducted with 19 family members of women in the situation of gender-based violence, registered in Family Health Strategy units of Jequié, Bahia. Data was collected through a semi-structured interview between April and September 2014 and data organization was done according to the content analysis technique. The family members' social representations showed gender-based violence as a crime and the need towards actions to minimize its occurrence. They also indicated that gender-based violence results in illness of family members and as it is restricted to the private area of the house, it contributes towards its silence. Proper training of health, education and welfare services of the anti-violence network is urgent, observing public policies dealing with gender-based violence.
Descriptors: Violence against women/ Family health/ Gender and health/ Nursing.
 

Referências

1. Bandeira LM. Violência de gênero: a construção de um campo teórico e de investigação. Soc Estado. 2014 Mai-Ago; 29(2):449-69.

2. World Health Organization. Global and regional estimates of violence against women prevalence and health effects of intimate partner violence and non-partner sexual violence. Geneva (SW): World Health Organization; 2013 [cited 2014 Dez 02]. Available from: http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/85239/1/9789241564625_eng.pdf?ua=1

3. Waiselfisz JJ. Mapa da Violência 2015: homicídios de mulheres no Brasil [internet]. Brasília (DF): Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde; Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres; Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos; Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais; 2015 [cited 2016 Jun 06]. Available from: http://www.mapadaviolencia.org.br/

4. Saffioti HIB. Gênero, patriarcado, violência. São Paulo (SP): Editora Fundação Perseu Abramo; 2004.

5. Gomes NP, Diniz NMF, Reis LA, Erdmann AL. The social network for confronting conjugal violence: representations of women who experience this health issue. Texto Contexto Enferm [internet]. 2015 [cited 2016 Jan 10]; 24(2):316-24. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072015000200316&lng=en&nrm=iso&tlng=en

6. Moscovici S. Representações sociais: investigações em psicologia social. 9ª ed. Petrópolis (RJ): Vozes; 2012.

7. Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo (SP): Edições 70; 2011.

8. Oliveira PP, Viegas SMF, Santos WJ, Silveira EAA, Elias SC. Women victims of domestic violence: a phenomenological approach. Texto Contexto Enferm [internet]. 2015 [cited 2016 Jan 10]; 24(1):196-203. Available from: http://www.scielo.br/pdf/tce/v24n1/pt_0104-0707-tce-24-01-00196.pdf

9. Jovchelovitch S. Os contextos do saber: representações, comunidade e cultura. Petrópolis (RJ): Vozes; 2008.

10. Dutra ML, Prates PL, Nakamura E, Villela WV. A configuração da rede social de mulheres em situação de violência doméstica. Ciênc Saúde Colet. 2013 Mai 18(5):1293-304.

11. Althoff CR. Delineando uma abordagem teórica sobre o processo de conviver em família. In: Elsen I, Marcon SS, Santos MR, organizadores. O viver em família e sua interface com a saúde e a doença. Maringá (PR): EDUEM; 2002.

12. Durand JG, Schraiber LB, França-Junior, Barros C. Repercussão da exposição à violência por parceiro íntimo no comportamento dos filhos. Rev Saúde Pública 2011 Abr; 45(2):355-64.

13. Santos DCM, Jorge MSB, Freitas CHA, Queiroz MVO. Adolescents in psychological distress and mental health policy for children and youth. Acta Paul Enferm. 2011 Nov-Dez; 24(6):845-50.

14. Bittar DB, Nakano AMS. Violência intrafamiliar: análise da história de vida de mães agressoras e toxicodependentes no contexto da família de origem. Texto Contexto Enferm [internet]. 2011 [cited 2016 Jan 10]; 20(1):17-24. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072011000100002

15. Marangoni SR, Oliveira MLF. Triggering factors for drug abuse in women. Texto Contexto Enferm [internet]. 2013 Jul-Set [cited 2016 Jan 10]; 22(3):662-70. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072013000300012

16. Rozin L, Zagonel IPS. Risk factors for alcohol dependence in adolescents. Acta Paul Enferm. 2012 Mar-Abr; 25(2):214-8.

17. Fonseca RMGS, Egry EY, Nóbrega CR, Apostólico MR, Oliveira RNG. Recurrence of violence against children in the municipality of Curitiba: a look at gender. Acta Paul Enferm. 2012 Nov-Dez; 25(6):895-901.

18. World Health Organization. Relatório Mundial de Saúde 2008: cuidados de saúde primários - agora mais do que nunca. Geneva (SW): World Health Organization; 2008 [cited 2014 Dez 02]. Available at: http://www.who.int/whr/2008/whr08_pr.pdf

19. Rodrigues VP, Machado JC, Simões AV, Mendes VMMP, Paiva MS, Diniz, NMF. The practice of family health strategy workers when caring for women in gender violence situations. Texto Contexto Enferm [internet]. 2014 Jul-Set [cited 2016 Jan 10]; 23(3):735-46. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072014000300735

20. Gomes NP, Erdmann AL. Conjugal violence in the perspective of "Family Health Strategy" professionals: a public health problem and the need to provide care for the women. Rev Latino-Am Enfermagem. 2014 Jan-Fev; 22(1):4-9.

21. Schenker M. Valores familiares e uso abusivo de drogas. Rio de Janeiro (RJ): Editora Fiocruz; 2008.

22. Arruda A. Meandros da teoria: a dimensão afetiva das representações sociais. In: Almeida AMO, Jodelet D, organizadores. Representações sociais: interdisciplinaridade e diversidade de paradigmas. Brasília (DF): Thesaurus; 2009.

23. Almeida GJ. As representações sociais, o imaginário e a construção social da realidade. In: Santos MFS, Almeida LM, organizadores. Diálogos com a teoria das representações sociais. Recife (PE): Editora Universitária da UFPE; 2005.

24. Santi LN, Nakano AMS, Lettiere A. Percepção de mulheres em situação de violência sobre o suporte e apoio recebido em seu contexto social. Texto Contexto Enferm. 2010 Jul-Set; 19(3):417-24.

25. Silva EB, Padoin SMM, Vianna LAC. Violence against women and care practice in the perception of the health professionals. Texto Contexto Enferm [internet]. 2015 [cited 2016 Jan 10]; 24(1):229-37. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072015000100229&lng=en&nrm=iso&tlng=en

26. Machado JC, Rodrigues VP, Vilela, ABA, Simões AV, Morais RLGL, Rocha EN. Violência intrafamiliar e as estratégias de atuação da equipe de Saúde da Família. Saude Soc. 2014 Jul-Set; 23(3):828-40.

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería