ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707 2016 v25n1 r251029p

 

 

 

REFLEXÃO

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

A consulta de enfermagem como tecnologia do cuidado à luz dos pensamentos de Bacon e Galimberti

Cilene Nunes Dantas,1 Viviane Euzébia Pereira Santos,2 Francis Solange Vieira Tourinho3
1
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGEN) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Professora do Centro Universitário FACEX e Enfermeira na Secretaria Municipal de Saúde de Natal. Bolsista da CAPES. Natal, Rio Grande do Norte, Brasil. E-mail: cilenenunesdantas@gmail.com 2Doutora em Enfermagem. Professora Adjunto do Departamento de Enfermagem do PPGEN/UFRN. Natal, Rio Grande do Norte, Brasil. E-mail: vivianeepsantos@gmail.com 3Doutora em Saúde da Criança e do Adolescente. Professora Adjunto do Departamento de Enfermagem e da Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. E-mail: francistourinho@gmail.com

Recebido: 02 de março de 2014
Aprovado: 17 de agosto de 2015

 

 

 

 

Cómo citar este documento

Dantas, Cilene Nunes; Santos, Viviane Euzébia Pereira; Tourinho, Francis Solange Vieir. A consulta de enfermagem como tecnologia do cuidado à luz dos pensamentos de Bacon e Galimberti. Texto Contexto Enferm, ene-mar 2016, 25(1). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2016/251029p.php> Consultado el

 

Resumo

O objetivo deste artigo foi refletir sobre o uso da consulta de enfermagem como tecnologia do cuidado na atenção primária à saúde, na perspectiva filosófica. Trata-se de um estudo teórico e reflexivo sobre a tecnologia e a consulta de enfermagem na atenção primária à saúde, baseado nos pressupostos de Bacon e Galimberti. O pensamento filosófico oportuniza a ampliação das discussões e do escopo da enfermagem, por meio de uma prática sistematizada e estruturada cientificamente. A consulta de enfermagem é vista como um elemento essencial para a melhoria da qualidade do cuidado, tornando-o mais humanizado e focalizado na pessoa, na família e na comunidade.
Descritores: Processos de enfermagem/ Filosofia em enfermagem/ Ciência, tecnologia e sociedade.
 

Abstract
Nursing consultation as a technology for care in light of the thoughts of Bacon and Galimberti

The aim of this study was to reflect on the use of nursing care as a primary health care technology, from a philosophical perspective. A theoretical and reflective study was conducted on nursing consultation and technology in primary health care, based on the assumptions of Bacon and Galimberti. Philosophical thinking favors broadening discussions and expanding the scope of nursing practice through a systematic and scientifically structured practice. Nursing consultation is seen as an essential element for improving the quality of care, make it more humane and focused on the person, family and community.
Descriptors: Nursing process/ Philosophy nursing/ Science, technology and society.
 

Resumen
Consulta de enfermería como tecnología de atención a la luz de los pensamientos de Bacon y Galimberti

El objetivo de este artículo es reflexionar sobre el uso de La tecnología del cuidado de enfermería de Atención Primaria de Salud desde el punto de vista filosófico. Se trata de una investigación teórica y reflexiva sobre el uso de la tecnología y el proceso de enfermería/consulta de enfermería en la atención primaria de salud, basado en los presupuestos de Bacon y Galimberti. El pensamiento filosófico favorece la expansión de las discusiones y el alcance de la práctica de enfermería a través de un proceso sistemático y estructurado científicamente. La consulta de enfermería es vista como un elemento esencial para mejorar la calidad de la atención, que sea más humana y centrada en la persona, familia y comunidad.
Descriptores: Procesos de enfermería/ Filosofía en enfermería/ Ciencia, tecnología y sociedad.
 

Referências

1. Morin E. O método 6: ética. Porto Alegre (RS): Sulina; 2011.

2. Nilson LG, Campos DA, Dallegrave DJ, Moretti-Pires RO. A Investigação Apreciativa como Tecnologia para a Pesquisa em Saúde Coletiva. Saude Transf Soc [online]. 2014 [acesso 2006 Jul 06]; 4(3):1-9. Disponível em: http://incubadora.periodicos.ufsc.br/index.php/saudeetransformacao/article/view/2905/3989

3. Meier MJ, Crozeta K, Danski MTR, Betiolli SE, Truppel TC. O processo de enfermagem como uma tecnologia para o cuidado: um instrumento para a prática. In: Anais do 2º Seminário Internacional de Trabalho em Enfermagem, 2008 Abr 17-19; Curitiba, Brasil [online]. Curitiba (PR): ABEn; 2008 [acesso 2013 Set 21]. Disponível em:http://www.abennacional.org.br/2SITEn/Arquivos/N.070.pdf

4. Ministério da Saúde (BR). Portaria 2.488, de 21 de outubro de 2011. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia Saúde da Família (ESF) e o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS). Brasília (DF): MS; 2011.

5. Horta WA. Processo de Enfermagem. São Paulo (SP): EPU; 1979.

6. Conselho Federal de Enfermagem (BR). Resolução n. 358, de 15 de outubro de 2009. Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem e a implementação do Processo de Enfermagem em ambientes, públicos ou privados, em que ocorre o cuidado profissional de Enfermagem, e dá outras providências. Brasília (DF): COFEN; 2009.

7. Amante LN, Anders JC, Meirelles BHS, Padilha MI, Kletemberg DF. A interface entre o ensino do processo de enfermagem e sua aplicação na prática assistencial. Rev Eletr Enferm [online]. 2010 [acesso 2012 Ago 05]; 12(1):201-7. Disponível em: http://www.fen.ufg.br/revista/v12/n1/v12n1a24.htm

8. Alfaro-Lefevre R. Aplicação do processo de enfermagem: uma ferramenta para o pensamento crítico. Porto Alegre (RS): ArtMed; 2010.

9. Santos KM, Backes DS, de Moura SH, Loewen WM, Veronese AM, Terezinha ZM, et al. Tecnologias de cuidado em saúde e enfermagem e suas perspectivas filosóficas. Texto Contexto Enfermagem. 2006. 15(Esp):178-85.

10. Merhy EE. Saúde: a cartografia do trabalho vivo. São Paulo (SP): Hucitec; 2002.

11. Oliveira BJ. Francis Bacon e a fundamentação da ciência como tecnologia. Belo Horizonte (MG): UFMG; 2010.

12. Zaterka L. A longevidade segundo a concepção de vida de Francis Bacon. Filosofia e História da Biologia [online]. 2010 [acesso 2013 Set 21]; 5(1):127-40. Disponível em: http://www.abfhib.org/FHB/FHB-05-1/FHB-05-1-08-Luciana-Zaterka.pdf

13. Bacon F. Novum Organum ou Verdadeiras Indicações Acerca da Interpretação da Natureza. São Paulo (SP): Abril Cultural; 1979.

14. Galvão RCS. Francis Bacon: teoria, método e contribuições para a educação. INTERthesis [online]. 2008 [acesso 2015 Jul 06]; 4(2):32-41. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/interthesis/article/view/620/10859

15. Bacon F. A sabedoria dos antigos [1609]. São Paulo (SP): UNESP; 2002.

16. Rocha SMM, Almeida MCP. O processo de trabalho da enfermagem em saúde coletiva e a interdisciplinaridade. Rev Latino-Am Enfermagem [online]. 2000 [acesso 2014 Jul 20]: 8(6):96-101. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692000000600014

17. Galimberti U. Psiche e techne: l'uomoNell'etádella técnica. Roma (IT): Feltrinnelli; 2003.

18. Galimberti U. Técnica e natureza: a inversão de uma relação. Socitec e-prints [online]. 2005 [acesso 2008 Jul 16]; 1(1):3-13. Disponível em: http://www.socitec.pro.br/e-prints_vol.1_n.1_tecnica_e_natureza

19. Galimberti U. Psiche e Techne: o homem na idade da técnica. São Paulo (SP): Paulus; 2006.

20. Enders BC, Ferreira PBP, Monteiro AI. A ciênciaação: fundamentos filosóficos e relevância para a enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2010 Jan-Mar; 19(1):161-7.

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería