ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707 2016 v25n1 r251006p

 

 

 

ARTIGO ORIGINAL

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Reabilitação psicossocial em moradias assistidas no Brasil e em Portugal

Antonio José de Almeida Filho,1 Paulo Joaquim Pina Queirós,2 Manuel Alves Rodrigues3
1Doutor em Enfermagem. Docente da Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Brasil. E-mail: ajafilhos@gmail.com 2Doutor em Desenvolvimento e Interveção Psicológica. Professor da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC). Coimbra. Portugal. E-mail: pauloqueiros@esenfc.pt 3Doutor com Agregação. Professor da ESEnfC. Coimbra. Portugal. E-mail: demar7@gmail.com

Recebido: 30 de abril de 2015
Aprovado: 25 de setembro de 2015

 

 

 

 

Cómo citar este documento

Almeida Filho, Antonio José de; Queirós, Paulo Joaquim Pina; Rodrigues, Manuel Alves. Reabilitação psicossocial em moradias assistidas no Brasil e em Portugal. Texto Contexto Enferm, ene-mar 2016, 25(1). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2016/251006p.php> Consultado el

 

Resumo

O objetivo desta pesquisa é discutir como as Moradias Terapêuticas para usuários com transtorno mental, nos municípios de Miranda do Corvo-Portugal e de Volta Redonda-Brasil contribuem com o processo de reabilitação psicossocial das pessoas com sofrimento psíquico. Estudo de perspectiva histórica, cujas fontes foram leis, resoluções e relatórios oficiais e depoimentos de enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais. Constatou-se que, embora em ambos os municípios a intenção seja a desinstitucionalização das pessoas com sofrimento psíquico, em Miranda do Corvo-Portugal a gestão financeira e administrativa é de responsabilidade de uma Fundação e, em Volta Redonda-Brasil, essa gestão fica sob os auspícios do poder executivo municipal, além de se observar em Miranda do Corvo a adoção de normas disciplinares em função no excesso de usuários. Conclui-se que a crise econômica em Portugal interferiu na política de expansão de Moradias Terapêuticas para uma quantidade de usuários que não permite intervenção mais individualizada.
Descritores: Saúde mental/ Reabilitação/ Moradias assistidas/ Enfermagem psiquiátrica/ História da enfermagem.
 

Abstract
Psychosocial rehabilitation in assisted housing in Brazil and Portugal

The purpose of this research is to discuss how the Therapeutic Housing for service users with mental disorders in the municipalities of Miranda do Corvo (Portugal) and Volta Redonda (Brazil) contributes to the psychosocial rehabilitation of people with psychological problems. The study has a historical perspective and its sources were laws, resolutions and official reports, and statements from nurses, psychologists and social workers. It was verified that although in both municipalities the intention is the deinstitutionalization of people with psychological distress, in Miranda do Corvo (Portugal) the financial and administrative management is the responsibility of a foundation, while in Volta Redonda (Brazil), this management is under the auspices of the municipal executive department. Furthermore, it was noted that in Miranda do Corvo, disciplinary rules were adopted due to the excessive number of service users. It is concluded that the economic crisis in Portugal hindered the Therapeutic Houses expansion policy as it resulted in a number of users that does not allow more individualized intervention.
Descriptors: Mental health/ Rehabilitation/ Assisted living facilities/ Psychiatric nursing/ History of nursing.
 

Resumen
La rehabilitación psicosocial en la vivienda asistida en Brasil y Portugal

El objetivo de esta investigación es analizar cómo las Casas Terapéuticas para los usuarios con trastornos mentales en los municipios de Miranda do Corvo-Portugal y Volta Redonda-Brasil contribuyen a la rehabilitación psicosocial de las personas con sufrimiento mental. Estudio de perspectiva histórica, cuyas fuentes históricas fueron leyes, resoluciones e informes oficiales y declaraciones de enfermeras, psicólogos y trabajadores sociales. Se encontró que en ambos municipios la intención es la desinstitucionalización de las personas con sufrimiento mental, en Miranda do Corvo-Portugal la gestión financiera y administrativa es responsabilidad de una fundación y, en Volta Redonda-Brasil esta gestión es auspiciada por el ejecutivo municipal, además de observar en Miranda del Corvo-Portugal la adopción de medidas disciplinarias en función de exceso de los usuarios. Se concluye que la crisis económica en Portugal ha interferido con la política de expansión de las Casas Terapéuticas en cuanto al número de usuarios que no permite la intervención más individualizada.
Descriptores: Salud mental/ Rehabilitación/ Instituciones de vida asistida/ Enfermería psiquiátrica/ Historia de la enfermería.
 

Referências

1. Alves FA. Doença mental nem sempre é doença: racionalidades leigas sobre saúde e doença mental- um estudo no norte de Portugal. Lisboa (PT): Afrontamento; 2011.

2. Amarante P. Novos sujeitos, novos direitos: o debate em torno da reforma psiquiátrica. Cad Saúde Pública [online]. 1995 [acesso 2015 Fev 02]; 11(3):. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v11n3/v11n3a11.pdf

3. Castro H. História social. In: Cardoso CF, Vainfas R, organizadores. Domínios da História: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro (RJ): Ed. Campos; 1997. p.76-96.

4. Ministério da Saúde (PT). Coordenação Nacional para Saúde Mental. Plano Nacional de Saúde Mental 1007- 2016. Lisboa (PT): Coordenação Nacional para Saúde Mental; 2012.

5. Portugal. Decreto-Lei n. 35, de 5 de fevereiro de 1999: dispõe sobre os princípios orientadores da organização, gestão e avaliação dos serviços de saúde mental. Diário da Repúblical, 6 Fev 1999. 1ª Série, Nº 205.

6. Ministério da Saúde (PT). Direção Geral de Saúde. Programa Nacional para a Saúde Mental de 30 de março de 2012: reatualização do Plano Nacional de saúde mental. Lisboa (PT): Coordenação Nacional para Saúde Mental; 2012.

7. Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, Ministério da Saúde (PT). Portaria n. 149 de 08 de abril de 2011: criação dos cuidados continuados integrados de saúde mental. Lisboa: Diário da República, 1.ª série, N.º 70; 2011.

8. Fundação Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional. Coimbra (PT): Fundação ADFP; 2012 [acesso 2015 Fev 02]. Disponível em: http://www.adfp.pt/seccao/pag_menus.php?x=171

9. Martins GCS, Moraes AEC, Santos TCF, Peres MAA, Almeida Filho AJ. The implementing process of therapeutic homes in Volta Redonda - Rio de Janeiro. Texto Contexto Enferm [online]. 2012 [acesso 2012 Set 28]; 21(1):. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072012000100010&lng=pt

10. Martins GCS, Peres MAA, Oliveira AMB, Stipp MAC, Almeida Filho AJ. The stigma of mental illnesses and the therapeutic residences in the town of Volta Redonda-RJ. Texto Contexto Enferm [online]. 2013 [acesso 2015 Fev 02]; 22(2):. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v22n2/en_v22n2a08.pdf

11. Souza EJ, Moreira LHO, Cardoso MMVN, Ferreira RGS, Silva TCS. The formation of social reintegration strategies of the psychic suffering carrier: new directions for psychiatric nursing. Issues Ment Health Nurs [online]. 2014 [acesso 2015 Fev 04]; 35(9):. Disponível em: http://informahealthcare.com/doi/abs/10.3109/01612840.2014.901451

12. Menear M, Briand C. Implementing a continuum of evidence-based psychosocial interventions for people with severe mental illness: part 1-review of major initiatives and implementation strategies. Can J Psychiatry [online]. 2014 [acesso 2015 Fev 04]; 59(4). Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4079135/

13. Briand C, Menear M. Implementing a continuum of evidence-based psychosocial interventions for people with severe mental illness: part 2-review of critical implementation issues. Can J Psychiatry [online]. 2014 [acesso 2015 Fev 04]; 59(4). Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4079132/

14. Fleury MJ, Ngui AN, Bamvita JM, Grenier G, Caron J. Predictors of healthcare service utilization for mental health reasons. Int J Environ Res Public Health [online]. 2014 [acesso 2015 Fev 04]; 11(10):. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4210995/

15. Saraceno B. Libertando identidades: da reabilitação psicossocial à cidadania possível. Rio de Janeiro (RJ): Te Corá/Instituto Franco Baságlia; 2001.

16. Silva AL, Fonseca RMGS. Processo de trabalho em saúde mental e o campo pisicossocial. Rev Latino-Am Enfermagem. 2005 Mai-Jun; 13(3):441-9.

17. Gonçalves L. Integralidade e Saúde Mental. São Paulo (SP): Editora Manelli; 2001.

18. Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Coordenação Geral de Saúde Mental. Reforma psiquiátrica e política de saúde mental no Brasil: documento apresentado à Conferência Regional de Reforma dos Serviços de Saúde Mental: 15 anos depois de Caracas. Brasília (DF): MS/OPAS; 2005.

19. Ministério da Saúde (BR), Gabinete Ministerial. Portaria n. 106 de 11 de fevereiro de 2000: Institui os serviços residenciais terapêuticos. Brasília (DF): MS; 2000.

20. Alves CS. Projeto para implantação de Residência Terapêutica. Volta Redonda (RJ): Coordenação do Programa de Saúde Mental da Secretaria de Saúde Municipal; 2005.

21. Lucchese R, Barros S. The constitution of competences in mental health nursing education and practice. Rev Esc Enferm USP [online]. 2009 [acesso 2015 Fev 02]; 4(1):. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v43n1/en_20.pdf

22. Salles MM, Barros S. Relações do cotidiano: a pessoa com transtorno mental e sua rede de suporte social. Physis [online]. 2011 [acesso 2015 Fev 02]; 21(2):. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312011000200012&lng=en&nrm=iso

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería