ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707 2014 v23n4 r24253

 

 

 

ARTIGO ORIGINAL

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

(Des)cuidado com produtos para saúde processados no transporte e armazenamento em unidades de internação*

Lucimara Rodrigues de Freitas,1 Anaclara Ferreira Veiga Tipple,2 Francine Vieira Pires,3 Dulcelene de Sousa Melo,4 Jeenna Louhanna Umbelina Spagnoli5
1Mestre em Enfermagem. Enfermeira do Hospital das Clínicas da UFG. Goiânia, Goiás, Brasil. 2Doutora em Enfermagem. Professora do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Enfermagem da UFG. Goiânia, Goiás, Brasil. 3Mestre em Enfermagem. Enfermeira do Hospital das Clínicas da UFG. Goiânia, Goiás, Brasil. 4Doutora em Enfermagem. Professora da Faculdade de Enfermagem da UFG, Enfermeira do Hospital das Clínicas da UFG. Goiânia, Goiás, Brasil. 5Graduanda da Faculdade de Enfermagem da UFG. Goiânia, Goiás, Brasil

Recebido em 29 de dezembro de 2013
Aprovação final em 08 de abril de 2014

Texto Contexto Enferm 24(1): 253-262
*
Trabalho extraído da dissertação - A segurança de produtos para saúde processados durante o transporte e armazenamento em unidades de internação, apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás (UFG), em 2013

 

 

 

Cómo citar este documento

Freitas, Lucimara Rodrigues de; Tipple, Anaclara Ferreira Veiga; Pires, Francine Vieira; Melo, Dulcelene de Sousa; Spagnoli, Jeenna Louhanna Umbelina. (Des)cuidado com produtos para saúde processados no transporte e armazenamento em unidades de internação. Texto Contexto Enferm, ene-mar 2015, 24(1). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2015/24253.php> Consultado el

 

Resumo

Estudo transversal, descritivo com abordagem quantitativa, cujos objetivos foram identificar os responsáveis pelos cuidados com os produtos para saúde, após a sua distribuição nas unidades de internação, e os aspectos estruturais e recursos materiais disponíveis para o seu transporte e armazenamento; descrever os cuidados dispensados com o transporte e armazenamento de produtos para saúde, nas unidades de internação e a ocorrência de eventos relacionados com esses produtos. Os dados foram coletados em um hospital de ensino de grande porte, de julho a setembro de 2012, por um checklist, preenchido por observação direta e uma entrevista com os gerentes de enfermagem. Após análise descritiva, nenhuma das 11 unidades atendia a todas as recomendações referentes à estrutura, recursos materiais e processos de trabalho para o transporte e armazenamento dos produtos. Os eventos relacionados observados revelaram descuidado da equipe de saúde nas unidades e consequente risco para a manutenção da esterilidade dos produtos e segurança do usuário
Descritores: Administração de materiais no hospital. Sistemas de distribuição no hospital. Esterilização. Enfermagem perioperatória

 

Resumen
(Des)cuidado con productos sanitarios en el transporte y almacenamiento en unidades de hospitalización

Estudio descriptivo transversal, con abordaje cuantitativo cuyos objetivos eran identificar los responsables de los cuidados requeridos por Productos Sanitarios después de su distribución en unidades de hospitalización, y los aspectos estructurales y recursos materiales disponibles para su transporte y almacenamiento; describir cuidados entregados en el transporte y almacenamiento de Productos Sanitarios en unidades de hospitalización, eincidencia de eventos relacionados con esos productos. Los datos fueron recolectados en un hospital clínico de gran tamaño, entre julio y septiembre de 2012, a través de un checklist, llenado con observación directa y entrevistas a los gerentes de enfermería. Después de un análisis descriptivo, ninguna de las 11 unidades observó todas las recomendaciones referentes a estructura, recursos materiales y procesos de trabajo para el transporte y almacenamiento de los productos. Los eventos relacionados observados revelaron descuidos por parte del equipo de salud en unidades, y el consiguiente riesgo en la mantención de la esterilidad de productos y seguridad del usuario
Descriptores: Administración de materiales de hospital; Sistemas de distribución en hospital; Esterilización; Enfermería perioperatoria

 

Abstract
(Lack of) care for sterilized healthcare products during transport to and storage in inpatient units

Cross-sectional descriptive study with a quantitative approach, whose objectives were to identify those responsible for the care of sterilized healthcare products after their distribution to inpatient units, structural and material resources available for transportation and storage, and to describe the care given to transport and storage of sterilized healthcare products in inpatient units, and the occurrence of events related to these products. Data were collected by checklist in a large teaching hospital from July to September 2012, completed by direct observation and interviews with nursing managers. After descriptive analysis, none of the 11 units met all recommendations concerning the structure, material resources or work processes for the transport and storage of sterilized healthcare products. Events related revealed lack of care of the healthcare teams in the units, and consequent risk to maintaining product sterility and patient safety
Descriptors: Materials management, Hospial; Hospital distribution systems; Sterilization; Perioperative nursing
 

Referências

1.  Association for the Advancement of Medical Instrumentation. American National Standard: comprehensive guide to steam sterilization and sterility assurance in health care facilities. ANSI/AAMI ST79:2010 & A1:2010. Arlington (US): AAMI, 2010.

2.  Rutala WA, Weber DJ. Healthcare Infection Control Practices Advisory Committee - HICPAC. Guideline for disinfection and sterilization in healthcare facilities. Atlanta (US): CDC; 2008.

3.  Graziano KU, Silva A, Januncio IM. Prazo de validade de esterilização relacionado a eventos (event-related). In: Graziano KU, Silva A, Psaltikidis EM, organizadores. Enfermagem em centro de material e esterilização. São Paulo (SP): Manole; 2011. p. 237-49.

4.  Young ML. Is event-related dating going away: Operating Room - OR. Manager. 2010 May; 26(5):23-5.

5.  Barret R, Stevens J, Taranter J. A shelf-life trial: examining the efficacy of event related sterility principles and its implications for nursing practice. Australian J Advanced Nurs. 2003; 21(2):8-12.

6.  Webster J, Lloyd W, Ho P, Burridge C, George N. Rethinking sterilization practices: evidence for event-related outdating. Infect Control Hosp Epidemiol. 2003; 24(8):622-3

7.  Association of Perioperative Registered Nurses. Perioperative standards and recommended practices: recommended practices for selection and use of packaging systems for sterilization. Denver (US): AORN; 2013.

8.  Ministério da Saúde (BR). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução n. 15 de 15 de março de 2012: Dispõe sobre requisitos de boas práticas para o processamento de produtos para saúde e dá outras providências. Brasília (DF): MS; 2012.

9.  Associação Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico. Recuperação anestésica e centro de material e esterilização: práticas recomendadas SOBECC. 6ª ed. São Paulo (SP): SOBECC; 2013.

10.  Conselho Federal de Enfermagem (BR). Resolução n. 424 de 19 de abril de 2012: Normatiza as atribuições dos profissionais de enfermagem em Centro de Material e Esterilização e em empresas processadoras de produtos para saúde. Brasília (DF): COFEN; 2012.

11.  Sociedade Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico. Recuperação anestésica e centro de material e esterilização: manual de práticas recomendadas pela SOBECC. 5ª ed. São Paulo (SP): SOBECC; 2009.

12.  Pereira MCO. Preparo, embalagem, transporte e armazenagem. In: Padoveze MC, Graziano KU, organizadores. Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos em serviços de saúde. São Paulo (SP): APECIH; 2010. p. 83-107.

13.  Jevitt D. Indefinite shelf life...amen! J Hosp Supply Processd Distrib. 1984; 2(6):36-7.

14.  Klapes A, Greene VW, Langholz AC, Hunstiger C. Effect of long-term storage on sterilized status of devices in surgical packs. Infection Control. 1987; 8(7):289-92.

15.  Lopes CLBC, Moraes C. Inter-relacionamento com as unidades consumidoras, fornecedoras e de apoio do Centro de Material e Esterilização. In: Graziano KU, Silva A, Psaltikidis EM, organizadores. Enfermagem em centro de material e esterilização. São Paulo (SP): Manole; 2011. p. 319-34.

16.  Santos JLG, Garlet ER, Lima MADS. Revisão sistemática sobre a dimensão gerencial no trabalho do enfermeiro no âmbito hospitalar. Rev Gaúcha Enferm. 2009; 30(3):525-32

17.  World Health Organization (WHO). World alliance for safer health care. Hand hygiene in outpatient and home-based care and long-term care facilities: a guide to the application of the WHO multimodal hand hygiene improvement strategy and the "My five moments for hand hygiene". Geneva (SW): WHO Press; 2012.

18.  World Health Organization (WHO). World alliance for safer health care. Guidelines on hand hygiene in health care. First global patient safety challenge clean care is safer care. Geneva (SW): WHO Press; 2009.

19.  Rutala WA, Morelli L, Weber DJ, Thomann AC. Effects of long-term storage on sterility of medical supplies. Am J Infect Control. 2006; 34(4):248.

20.  Moriya GAA, Souza RQ, Pinto FMG, Graziano KU. Periodic sterility assessment of materials stored for up to 6 months at continuous microbial contamination risk: laboratory study. Am J Infect Control. 2012; 40(10):1013-5.

21.  Ouriques CM, Machado ME. Enfermagem no processo de esterilização de materiais. Texto Contexto Enferm [online]. 2013 [acesso 2014 Jun 13]; 22(3):695-703. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072013000300016&lng=pt

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería