ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707 2015 v24n4 r241130

 

 

 

ARTIGO ORIGINAL

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Visita domiciliária: tecnologia de cuidado utilizada pelo enfermeiro na defesa da saúde da criança*

Raquel Dully Andrade,1 Jaqueline Silva Santos,2 Maria Ambrosina Cardoso Maia,3 Marta Angélica Iossi Silva,4 Maria de La Ó Ramallo Veríssimo,5 Débora Falleiros de Mello6
1
Doutora em Ciências. Professora do Curso de Enfermagem da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Passos, Minas Gerais, Brasil. 2Doutoranda do Curso de Pós-Graduação Enfermagem em Saúde Pública da EERP/USP, Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. 3Doutora em Enfermagem. Professora do Curso de Enfermagem da UEMG, Passos, Minas Gerais, Brasil. 4Doutora em Enfermagem. Professora Associado do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Saúde Pública da EERP/USP, Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. 5Doutora em Enfermagem. Professora do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Psiquiátrica da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, Brasil. 6Doutora em Enfermagem. Professora do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Saúde Pública da EERP/USP, Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil

Recebido: 04 de março de 2015
Aprovado: 17 de agosto de 2015

Texto Contexto Enferm 24(4): 1130-1038

*Extraído da Tese - Em defesa da saúde da criança: o cuidado de enfermagem e o direito à saúde no contexto da atenção primária. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem em Saúde Pública da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP), Universidade de São Paulo (USP), em 2012

 

 

 

Cómo citar este documento

Andrade, Raquel Dully; Santos, Jaqueline Silva; Maia, Maria Ambrosina Cardoso; Silva, Marta Angélica Iossi; Veríssimo, Maria de La Ó Ramallo; Mello, Débora Falleiros de. Visita domiciliária: tecnologia de cuidado utilizada pelo enfermeiro na defesa da saúde da criança. Texto Contexto Enferm, oct-dic 2015, 24(4). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2015/241130p.php> Consultado el

 

Resumo

Este estudo objetivou identificar elementos do cuidado em favor da infância na visita domiciliária, a partir de narrativas de enfermeiros, na perspectiva do cuidado e da defesa do direito à saúde da criança. Trata-se de estudo exploratório com análise qualitativa temática dos dados, fundamentado em aspectos conceituais do cuidado e do direito à saúde, a partir de entrevistas com 14 enfermeiros atuantes na Estratégia Saúde da Família. As narrativas sobre as ações do enfermeiro na visita domiciliária evidenciaram medidas de proteção à saúde infantil, organizadas nos temas: Observação e intervenção para o cuidado da criança em casa; Apreensão de situações de violação de direitos; Vulnerabilidades na infância com pais usuários de álcool e outras drogas. A visita domiciliária mostrou-se como ferramenta fundamental para a prática clínica em atenção primária à saúde, constituindo espaço privilegiado para a atenção da enfermagem à criança e ao contexto familiar, na advocacia pela saúde infantil.
Palavras chave: Saúde da criança/ Visita domiciliar/ Enfermagem pediátrica/ Enfermagem em saúde comunitária/ Direito à saúde.

Resumen
Visita domiciliária: tecnología del cuidado utilizada por enfermeros en la defensa de la salud del niño

Este estudio tuvo como objetivo identificar elementos de cuidado favorables a la infancia en la visita domiciliaria, desde las narrativas de enfermeros, en la perspectiva de la atención y de la defensa del derecho a la salud de los niños. Estudio exploratorio con análisis temático cualitativo, basado en aspectos conceptuales del cuidado y derecho a la salud, a través de entrevistas con 14 enfermeros que trabajan en la Estrategia de Salud Familiar. Narrativas muestran las medidas de protección de la salud infantil, organizada por temas: Observación e intervención para el cuidado del niño en el hogar; Incautación de situaciones de violación de derechos; La vulnerabilidad en la infancia con padres usuarios de alcohol y otras drogas. La visita domiciliaria es una herramienta esencial de la práctica clínica en la atención primaria de salud, que constituye un espacio privilegiado para los cuidados de enfermería al niño y al contexto familiar en la defensa de la salud infantil.
Palabras clave: Salud del niño/ Visita domiciliaria/ Enfermería pediátrica/ Enfermería en salud comunitaria/ Derecho a la salud.

Abstract
Home visit: care technology used by nurses to advocate for child's health

This study aimed to identify elements of care designed to protect children during home visits, from narratives of nurses, from the perspective of care and advocacy for the right to health of children. This is an exploratory study using qualitative thematic analysis, based on conceptual aspects of care and the right to health, from interviews with 14 nurses working in the Family Health Strategy. The narratives about the actions of nurses in home visits show protective measures of child health, organized into themes: observation and intervention for child care at home; arrest of situations of rights violation; child vulnerabilities with parental users of alcohol and other drugs. The home visit proved to be a fundamental tool for clinical practice in primary health care, constituting a privileged space for the nursing care of the child, and a family context for child health advocacy.
Key-words: Child health/ Home visit/ Pediatric nursing/ Community health nursing/ Right to health.
 

Bibliografía

1. Mello DF, Furtado MCC, Fonseca LMM, Pina JC. Seguimento da saúde da criança e a longitudinalidade do cuidado. Rev Bras Enferm. 2012; 65(4):675-9.

2. Silva DI, Chiesa AM, Veríssimo MLOR, Mazza VA. Vulnerability of children in adverse situations to their development: proposed analytical matrix. Rev Esc Enferm USP. 2013; 47(6):1397-402.

3. Oliveira MAC, Silva TMR. Avaliação de necessidades em saúde: um requisito para qualificar a atenção à saúde. Rev Bras Enferm. 2012; 65(2):203-5.

4. Henderson S. Community Child Health (CCH) nurses' experience of home visits for new mothers: a quality improvement project. Contemp Nurse. 2009; 34(1):66-76.

5. Appleton JV, Harris M, Oates J, Kelly C. Evaluating health visitor assessments of mother-infant interactions: a mixed methods study. Int J Nurs Stud. 2013; 50(1):5-15.

6. Monsen KA, Fulkerson JA, Lytton AB, Taft LL, Schwichtenberg LD, Martin KS. Comparing maternal child health problems and outcomes across public health nursing agencies. Matern Child Health J. 2010; 14(3):412-21.

7. Monsen KA, Radosevich DM, Kerr MJ, Fulkerson JA. Public health nurses tailor interventions for families at risk. Public Health Nurs. 2011; 28(2):119-28.

8. Andrade RD, Santos JS, Pina JC, Furtado MCC, Mello DF. Integrality of actions among professionals and services: a necessity for child's right to health. Esc Anna Nery. 2013; 17(4):772-80.

9. Ventura CAA, Mello DF, Andrade RD, Mendes IAC. Aliança da enfermagem com o usuário na defesa do SUS. Rev Bras Enferm. 2012; 65(6):893-8.

10. Ayres JRCM. Cuidado: trabalho e interação nas práticas de saúde. Rio de Janeiro (RJ): CEPESC/ IMS-UERJ: ABRASCO; 2009.

11. França Júnior I, Ayres JRCM. Saúde pública e direitos humanos. In: Fortes PAC, Zoboli ELCP, organizadores. Bioética e saúde pública. São Paulo (SP): Edições Loyola; 2009. p. 63-9.

12. Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 12ª ed. São Paulo (SP): Hucitec; 2010.

13. Souza MG, Mandu ENT, Elias NA. Percepções de enfermeiros sobre seu trabalho na Estratégia Saúde da Família. Texto Contexto Enferm [online]. 2013 [acesso 2014 Mar 20]; 22(3):772-9. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-07072013000300025&script=sci_arttext

14. Santos EM, Morais SHG. A visita domiciliar na Estratégia Saúde da Família: percepção de enfermeiros. Cogitare Enferm. 2011; 16(3):492-7.

15. Kebian LVA, Acioli S. Visita domiciliar: espaço de práticas de cuidado do enfermeiro e do agente comunitário de saúde. Rev Enferm UERJ. 2011; 19(3):403-9.

16. Kemp L, Harris E, McMahon C, Matthey S, Vimpani G, Anderson T, et al. Child and family outcomes of a long-term nurse home visitation programme: a randomised controlled trial. Arch Dis Child. 2011; 96(6):533-40.

17. Souza SDH, Mello DF, Ayres JRCM. O aleitamento materno na perspectiva da vulnerabilidade programática e do cuidado. Cad Saúde Pública. 2013; 29(6):1186-94.

18. Molina MCB, Lopéz PM, Faria CP, Cade NV, Zandonade E. Preditores socioeconômicos da qualidade da alimentação de crianças. Rev Saude Publica. 2010; 44(5):785-92.

19. Flores-Pena Y, Ortiz-Félix RE, Cárdenas-Villarreal VM, Ávila-Alpirez H, Alba-Alba CM, Hernández- Carranco RG. Maternal eating and physical activity strategies and their relation with children's nutritional status. Rev Latino-am Enfermagem. 2014; 22(2):286-92.

20. Nery MA. A convivência familiar e comunitária é direito da criança e do adolescente e uma realidade a ser repensada pela escola. Cad Cedes. 2010; 30(81):189-207.

21. Reichenheim ME, Souza ER, Moraes CL, Jorge MHM, Silva CM, Minayo MCS. Violence and injuries in Brazil: the effect, progress made, and challenges ahead. Lancet. 2011; 377(9781):1962-75.

22. Luna GLM, Ferreira RC, Vieira LJES. Notificação de maus-tratos em crianças e adolescentes por profissionais da equipe saúde da família. Cienc Saude Colet. 2010; 15(2):481-91.

23. Ventura CAA, Araújo AS, Moll MF. Dimensões organizacionais de um Centro de Atenção Psicossocial para dependentes químicos. Acta Paul Enferm. 2011; 24(5):650-5.

24. Oliveira CGS, Beithum DF, Lima DT. O direito fundamental à saúde e o princípio da proteção integral da criança e do adolescente. Rev Direito Publico. 2011; 6(2):184-201.

25. Matumoto S, Vieira KCS, Pereira MJB, Santos CB, Fortuna CM, Mishima SM. Production of nursing care in primary health care services. Rev Latino-am Enfermagem. 2012; 20(4):710-7.

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería