ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707 2014 v23n4 r24080

 

 

 

ARTIGO ORIGINAL

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Características do pré-natal de adolescentes em capitais das regiões Sul e Nordeste do Brasil*

Rita Fernanda Monteiro Fernandes,1 Sonia Maria Könzgen Meincke,2 Elaine Thumé,3 Marilu Correa Soares,4 Neusa Collet,5 Telma Elisa Carraro6
1
Mestre em Enfermagem. Especialista em Unidade de Terapia Itensiva. Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. 2Doutora em Enfermagem. Professora adjunto da Faculdade de Enfermagem da UFPel. Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. 3Doutora em Epidemiologia. Professora adjunto da Faculdade de Enfermagem da UFPel. Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. 4Doutora em Enfermagem em Saúde Pública. Professora Adjunto da Faculdade de Enfermagem da UFPel. Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. 5Doutora em Enfermagem. Docente da UFPB. João Pessoa, Paraíba, Brasil. 6Doutora em Enfermagem. Docente do Departamento e da Pós-Graduação em Enfermagem da UFSC. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil

Recebido em 05 de abril de 2012
Aprovação final em 31 de outubro de 2012

Texto Contexto Enferm 24(1): 80-86
*
Trabalho extraído da dissertação - Atenção ao pré-natal na adolescência, apresentada à Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), em 2011. Este estudo é um recorte da pesquisa multicêntrica - Redes sociais de apoio à paternidade na adolescência, coordenado pela Faculdade de Enfermagem da UFpel em parceria com a Universidade Federal da Paraíba UFPB e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com financiamento do CNPq processo n. 551222/ 2007

 

 

 

Cómo citar este documento

Fernandes, Rita Fernanda Monteiro; Meincke, Sonia Maria Könzgen; Thumé, Elaine; Soares, Marilu Correa; Collet, Neusa; Carraro, Telma Elisa. Características do pré-natal de adolescentes em capitais das regiões Sul e Nordeste do Brasil. Texto Contexto Enferm, ene-mar 2015, 24(1). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2015/24080.php> Consultado el

 

Resumo

Estudo quantitativo descritivo, que objetivou descrever alguns aspectos da atenção pré-natal de adolescentes em hospitais de ensino da Região Sul e Nordeste do Brasil, com base nos critérios de qualidade do Programa de Humanização do Pré-natal e Nascimento. É um recorte da pesquisa "Redes sociais de apoio à paternidade na adolescência". A coleta dos dados ocorreu de dezembro de 2008 a dezembro de 2009. A amostra constitui-se de 559 puérperas adolescentes. Os resultados evidenciaram que 98% das pesquisadas realizaram pré-natal, 67,2% frequentaram seis ou mais consultas e 62,5% iniciaram no 1º trimestre gestacional. Quanto aos exames de rotina, nem todos foram realizados e 41,8% negaram ter recebido informações sobre o trabalho de parto e parto durante as consultas pré-natais. Conclui-se neste estudo que a maioria das adolescentes realizou pré-natal conforme os critérios preconizados pelo Programa, porém, há necessidade de ações educativas e orientações durante as consultas
Descritores: Gravidez na adolescência; Parto humanizado; Enfermagem

 

Resumen
Características del prenatal de adolescentes en capitales de las regiones Sur y Nordeste de Brasil

Estudio cuantitativo descriptivo que objetivó describir algunos aspectos de la atención prenatal de adolescentes en hospitales de enseñanza de la región Sur y Nordeste de Brasil, basado en los criterios de calidad del Programa de Humanización del Prenatal. Es un recorte de la investigación "Redes sociales de apoyo a la paternidad en la adolescencia". La colecta de los datos ocurrió de diciembre de 2008 a diciembre de 2009. La muestra se constituyó de 559 puérperas adolescentes. Los resultados evidenciaron que 98% de las pesquisadas realizaron prenatal, 67,2% frecuentaron seis o más consultas médicas y 62,5% empezaron en el primer trimestre de gestación. Cuanto a los análisis de rutina, ni todos fueron realizados y 41,8% negaron haber recibido informaciones acerca del trabajo de parto y parto durante las consultas prenatales. Se concluye que la mayoría de las adolescentes realizó el prenatal conforme los criterios preconizados por el Programa, pero todavía hacen falta acciones educativas y orientaciones durante las consultas
Descriptores: Embarazo en la adolescencia; Parto humanizado; Enfermería

 

Abstract
Characteristics of antenatal care for adolescents from state capitals in Southern and Northeastern Brazil

Quantitative and descriptive study that intended to describe some aspects of antenatal care for adolescents at teaching hospitals in the South and Northeast of Brazil, based on the quality criteria established by the Humanization Program of Antenatal and Birth Care. This is an excerpt from the research "Social support networks for fatherhood during adolescence". The data collection occurred between December 2008 and December 2009. The sample consisted of 559 puerperal adolescents. The results showed that 98% of the interviewees received antenatal care, 67.2% attended six or more consultations and 62.5% started the care in the first pregnancy terms. As regards the routine exams, not all of them were done, and 41.8% denied having received any kind of information about labor and delivery during the antenatal consultations. In conclusion, most of the adolescents received antenatal care according to the criteria recommended in the Program. Nevertheless, educational actions and orientations are needed during the consultations
Descriptors: Pregnancy in adolescence; Humanizing delivery; Nursing
 

Referências

1.  Ministério da Saúde (BR). Portaria n. 569/GM de 1 de junho de 2000 que institui o Programa de Humanização no Pré-natal e Nascimento - PHPN, no âmbito do Sistema Único de Saúde, Brasília (DF): MS; 2000.

2.  United Nations Children's Fund (UNICEF). Situação Mundial da Infância 2009. Saúde Materna e Neonatal. New York (US): UNICEF; 2008.

3.  Ministério da Saúde (BR). Manual técnico pré-natal e puerpério: atenção qualificada e humanizada. Brasília (DF): Departamento de Ações Programáticas Estratégicas; 2006.

4.  Ministério da Saúde [pagina na internet]. Departamento de Informática do SUS. Sistema de Informações de Nascidos Vivos - SINASC. Brasília (DF): DATASUS; 2009 [acesso 2011 Set 05]. Disponível em: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0205&VObj=http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?sinascp/cnv/nv

5.  Vitalle MSS, Amancio OMS. Gravidez na adolescência [online]. 2004 [acesso 2012 Nov 17]. Disponível em: http://www.pjpp.sp.gov.br/2004/artigos/11.pdf

6.  Goldenberg P, Figueiredo MCT, Silva RS. Gravidez na adolescência, pré-natal e resultados perinatais em Montes Claros, Minas Gerais, Brasil. Cad Saúde Pública. 2005 Jul-Ago; 21(4):1077-86.

7.  Heilborn ML, Aquino EML, Bozon M, Knauth DR. O aprendizado da sexualidade: reprodução e trajetórias sociais de jovens brasileiros. Rio de Janeiro (RJ): Ed. Garamond e Fiocruz; 2006

8.  Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Saúde da Cidade de São Paulo. Manual de atenção à saúde do adolescente. São Paulo (SP): Coordenação de Desenvolvimento de Programas e Políticas de Saúde; 2006.

9.  Gama SGN, Szwarcwald CL, Sabroza AR, Branco VC, Leal MC. Fatores associados à assistência pré-natal precária em uma amostra de puérperas adolescentes em maternidades do Município do Rio de Janeiro, 1999-2000. Cad Saúde Pública. 2004; 20(sup1):101-11.

10.  Trevisan MR, Lorenzi DRS, Araújo NM, Ésber K. Perfil da assistência pré-natal entre usuárias do Sistema Único de Saúde em Caxias do Sul. Rev Bras Ginecol Obstet. 2002 24(5):293-99

11.  Chalem E, Mitsuhiro SS, Ferri CP, Barros MCM, Guinsburg R, Laranjeira R. Gravidez na adolescência: perfil sócio-demográfico e comportamental de uma população da periferia de São Paulo, Brasil. Cad Saúde Pública. 2007 Jan; 23(1):177-86

12.  Persona L, Shimo AKK, Tarallo MC. Perfil de adolescentes com repetição da gravidez atendidas num ambulatório de pré-natal. Rev Latino-Am Enfermagem. 2004 Set-Out; 12(5):745-50.

13.  Spindola T, Silva LFF. Perfil epidemiológico de adolescentes atendidas no pré-natal de um hospital universitário. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2009 Jan-Mar; 13(1):99-107

14.  Gigante DP, Barros FC, Veleda R, Gonçalves H, Horta BL, Victora CG. Maternidade e paternidade na coorte de nascimentos de 1982 a 2004-5, Pelotas, RS. Rev Saúde Pública. 2008; 42(supl.2):42-50.

15.  Baraldi ACP, Daud ZP, Almeida AM, Gomes FA, Nakano AMS. Gravidez na adolescência: estudo comparativo das usuárias das maternidades públicas e privadas. Rev Latino-Am Enfermagem [online]. 2007 [acesso 2012 Nov 17]; 15(esp). Disponível em: www.eerp.usp.br/rlae

16.  Serruya SJ, Cecatti JG, Lago TG. O Programa de Humanização no Pré-natal e Nascimento do Ministério da Saúde no Brasil: resultados iniciais. Cad Saúde Pública. 2004 Set-Out; 20(5):1281-9.

17.  Silveira DS, Santos IS, Costa JSD. Atenção pré-natal na rede básica: uma avaliação da estrutura e do processo. Cad. Saúde Pública. 2001 Jan-Fev; 17(1):131-9.

18.  Domingues RMSM, Santos EM, Leal MC. Aspectos da satisfação das mulheres com a assistência ao parto: contribuição para o debate. Cad Saúde Pública. 2004; 20(supl. 1):52-62.

19.  Landerdahl MC, Ressel LB, Martins FB, Cabral FB, Gonçalves MO. A percepção de mulheres sobre atenção pré-natal em uma Unidade Básica de Saúde. Esc Anna Nery Rev Enfermagem. 2007 Mar; 11(1):105-11.

20.  Sodré TM, Bonadio IC, Jesus MCP, Merighi MAB. Necessidade de cuidado e desejo de participação no parto de gestantes residentes em Londrina-Paraná. Texto Contexto Enferm. 2010 Jul-Set; 19(3):452-60

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería