ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707

 

 

 

ARTIGO ORIGINAL

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Percepções da equipe de enfermagem sobre segurança do idoso na tomografia computadorizada cardíaca contrastada1

Laura Vargas Acauan,2 Maria Cristina Soares Rodrigues3
2Mestre em Enfermagem pelo PPGEnf da UnB. Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), 2012. Distrito Federal, Brasil. 3Doutora em Ciências da Saúde. Docente Associado do Departamento de Enfermagem da UnB. Distrito Federal, Brasil

Recebido: 04 de Fevereiro de 2013
Aprovado: 12 de Fevereiro de 2014

Texto Contexto Enferm 23(2): 338-346
1Artigo extraído da dissertação - O idoso no Centro de Diagnóstico por Imagem: segurança na realização da angiotomografia coronariana, apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGEnf), da Universidade de Brasília (UnB), 2013

 

 

 

Cómo citar este documento

Acauan, Laura Vargas; Rodrigues, Maria Cristina Soares. Percepções da equipe de enfermagem sobre segurança do idoso na tomografia computadorizada cardíaca contrastada. Texto Contexto Enferm, abr-jun 2014, 23(2). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2014/23213.php> Consultado el

 

Resumo

Estudo descritivo, de abordagem qualitativa, com objetivo de compreender a percepção da equipe de enfermagem sobre segurança do idoso na administração do meio de contraste iodado. A coleta de dados foi realizada por entrevista gravada, de julho a agosto de 2012, com onze participantes, em dois centros de diagnóstico por imagem de hospitais privados de Brasília, Distrito Federal. A análise e tratamento dos dados se deram pela análise de conteúdo, emergindo a categoria segurança do idoso na realização da tomografia computadorizada cardíaca - angiotomografia coronariana. Conclui-se que a equipe de enfermagem entende que a segurança do idoso na realização do exame está associada à sua capacidade de avaliar riscos para ocorrência de reações adversas relacionadas à administração do radiofármaco, em que se entrelaçam processos, tecnologias e interações humanas, implicando práticas seguras.
Palavras chave: Diagnóstico por imagem/ Meios de contraste/ Segurança do paciente/ Idoso/ Cuidados de enfermagem.


Abstract
Perceptions of the nursing staff regarding the safety of elderly patients in the cardiac computed tomography with contrast

Descriptive study, with qualitative approach, in order to understand the perception of the nursing staff regarding the safety of elderly patients in the administration of iodinated contrast media, conducted at the diagnostic imaging centers of two private hospitals, located in Brasília, Federal District, Brazil. Data were collected by technical interview of eleven participants, between July and August 2012. The analysis and processing of the data were made by means of the method of content analysis, bringing out the safety category of the elderly in the realization of cardiac computed tomography - coronarian angiography. The nursing staff understood that the safety of the elderly in the exam is associated with the ability to assess risks for adverse events related to the administration of the radiopharmaceutical, in which processes, technologies and human interactions intertwine, implying in safe practices.
Key-words: Diagnostic imaging/ Contrast media/ Patient safety/ Aged/ Nursing care.


Resumen
Percepciones del equipo de enfermería sobre la seguridad del paciente anciano en la tomografía cardiaca computadorizada contrastada

Estudio descriptivo, abordaje cualitativo, con objetivo de conocer la percepción del cuadro de enfermería sobre la seguridad de ancianos en la administración de medios de contraste yodados. La recolección de datos fue por medio de entrevista, de julio a agosto de 2012, con once participantes, en centros de diagnóstico por imagen de dos hospitales de Brasilia, Distrito Federal, Brasil. El análisis y procesamiento de datos siguió el análisis de contenido, surgiendo la categoría seguridad de los ancianos en la realización de la tomografía cardiaca computadorizada. Se concluye que el cuadro de enfermería entiende que la seguridad de los ancianos se asocia con su capacidad de evaluar los riesgos de reacciones adversas en la administración del radiofármaco, en que se entrelazan procesos, tecnologías e interacciones humanas, lo que implica en prácticas seguras.
Palabras clave: Diagnóstico por imagen/ Medios de contraste/ Seguridad del paciente/ Anciano/ Cuidados de enfermería.
 

Referências

1. Medicina em Goiás [pagina na internet]. Goiânia (GO): Medicina em Goiás. 2012 [acesso 2012 Out 22]. Disponível em: http://www.medicinago.com.br/materia/740-diagnostico-por-imagem-riscos-ebeneficios.

2. Silva LS. Avaliação da tomografia computadorizada com 64 colunas de detectores em pacientes com síndrome coronária aguda [tese]. São Paulo (SP): Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Programa de Cardiologia; 2011.

3. Rousseff P. Avaliação do risco para nefropatia induzida por contraste iodado após exames de imagem em hospital terciário [dissertação]. Belo Horizonte (MG): UFMG/Programa em ciências aplicada à saúde do adulto; 2010.

4. Rosa JRC, Queiroz FCB, Queiroz JV, Hekis HR, Pereira FB. Gestão da qualidade em um setor de radiologia hospitalar: um estudo no centro de diagnóstico por imagem (Santa Catarina). R-BITS [online]. 2011 [acesso 2012 Set 22]. Disponível em: http://ufrn.emnuvens.com.br/reb/article/view/1492.

5. Organização Mundial da Saúde (OMS). The world health report. Geneva (CH): OMS; 2001.

6. Cassiani SHB, Gimenes FRE, Monzani AAS. O uso da tecnologia PR segurança do paciente. Rev Eletr Enf [online]. 2009 [acesso 2012 Ago 10]. 11(2): Disponível em: http://www.fen.ufg.br/revista/v11/n2/pdf/v11n2a24.pdf.

7. Centro de informações medicamentos-SUS. Informativo da Secretaria Municipal de Saúde. Uso de medicamentos pelo idoso. São Paulo (capital). 2003 Fev-Mar; 1(1):1-4.

8. Conselho Nacional de Saúde (BR). Resolução n.196 de 10 de outubro de 1996. Dispõe sobre diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Bioética. 1996; 4(Supl2):15-25.

9. Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo (SP): Edições 70; 2011.

10. Conselho Federal de Enfermagem (BR), Comissão de business intelligence Produto 2: análise de dados dos profissionais de enfermagem existentes nos Conselhos Regionais. Brasília (DF): Cofen; 2011.

11. Camerini GF, Silva DL. Segurança do paciente: análise do preparo de medicação intravenosa em hospital da rede sentinela. Texto Contexto Enferm. 2011 Jan-Mar; 20(1):41-9.

12. Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR). Assistência à vida em radiologia. Guia teórico-prático. 1ªed. São Paulo (SP): Briefing Assessoria de Imprensa s/c ltda; 2000.

13. Fakih TF, Freitas GF, Secoli SR. Medicação: aspectos ético-legais no âmbito da enfermagem. Rev Bras Enferm. 2009 Jan-Fev; 62(1):132-5.

14. Martin WR. Safe and appropriate use of iodinated radiographic contrast agents: is there a reason to use high osmolality iodinated contract agents? Hosp Pharm. 2001 Aug; 36(8):836-42.

15. Malibroski A, Zukowski P, Nowicki G, Boguslawska R. Contrast induced nephropathy- a review current literature and guidelines. Med Sci Monit. 2011 Sep; 17(9):199-204.

16. Secoli SR, Danzi NJ, Lima FFF, Filho GL, Cesar LAM. Interações medicamentosas em pacientes coronariopatas. Rev Bras Cardiol. 2012 Jan-Fev; 25(1):11-8.

17. Bianco RPR, Araújo ES. Nefroproteção relacionada ao uso de meio de contraste iodado: atenção de enfermagem. Acta Paul Enferm. 2008; 21(Esp):187-91.

18. Ministério do Planejamento (BR), Orçamento e Gestão (BR). Indicadores sócio-demográficos e de saúde do Brasil. Brasília (DF): Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2009.

19. Rocha PK, Prado LM, Wal LM, Carraro TL. Cuidado e tecnologia: aproximações através do modelo de cuidado. Rev Bras Enferm. 2008 Jan-Fev; 61(1):113-6.

20. Merhy EE. Em busca do tempo perdido: micropolítica do trabalho vivo em saúde. In: Onocko R, Merhy EE, organizadores. Agir em saúde: um desafio para o público. São Paulo (SP) - Buenos Aires (AR): HUCITEC - Lugar Editorial; 1997.

21. Silva DC, Alvim NAT, Figueiredo PA.Tecnologias leves em saúde e sua relação com o cuidado de enfermagem hospitalar. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2008 Jun; 12(2):291-8.

22. Merhy EE. O desafio que a educação permanente tem em si: a pedagogia da implicação. Comunic Saúde Educ [online]. 2005 [acesso 2012 out 27]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v9n16/v9n16a15.pdf.

23. Birnbaunm BA, Nelson RC, Chezmar JL, Glick SN. Extravasation Deteccion Acessory: Clinical Evaluation in 500 patients. Radiology. 1999 Ago; 212(2):431-38.

24. Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância Sanitária. Portaria Federal 453, de 1º de Junho de 1998: Regulamento Técnico que estabelece as diretrizes de proteção radiológica em radiodiagnóstico médico e odontológico. Brasília (DF): MS, 1998.

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería