ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707 2014 v23n4 r231104

 

 

 

REVISÃO DE LITERATURA

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Organização do trabalho da enfermagem hospitalar: abordagens na literatura

Jorge Lorenzetti,1 Julieta Oro,2 Eliane Matos,3 Francine Lima Gelbcke4
1Doutor em Enfermagem. Professor do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. 2Mestre em Enfermagem. Enfermeira do Hospital Universitário da UFSC. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. 3Doutora em Enfermagem. Diretora de enfermagem do Hospital Universitário da UFSC. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. 4Doutora em Enfermagem. Professora do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFSC. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil

Recebido em 29 de maio de 2013
Aprovação final em 28 de setembro de 2013

Texto Contexto Enferm 23(4): 1104-1112

 

 

 

Cómo citar este documento

Lorenzetti, Jorge; Oro, Julieta; Matos, Eliane; Gelbcke, Francine Lima. Organização do trabalho da enfermagem hospitalar: abordagens na literatura. Texto Contexto Enferm, oct-dic 2014, 23(4). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2014/231104.php> Consultado el

 

Resumo

Este estudo, por meio de uma revisão integrativa, teve como objetivo analisar aspectos da organização do trabalho hospitalar da enfermagem e suas articulações com a assistência. Foram identificados 25 estudos, no período de 2000 a 2009. A partir da compreensão de organização do trabalho e sua aplicação na enfermagem foram estruturadas as seguintes categorias analíticas: aspectos teóricos e conceituais, gestão de pessoas, gestão da assistência, tecnologias, acreditação hospitalar, planejamento e gestão de materiais. A literatura evidenciou a complexidade desta temática de organização do trabalho e a importância de estudos sobre a sua aplicação na enfermagem. A análise das publicações aponta para a necessidade de se repensar a organização do trabalho, de modo a construir alternativas de trabalho menos desgastantes e de qualidade, garantindo a segurança do usuário e do trabalhador.
Descritores: Enfermagem. Administração. Gestão em saúde

Resumen
Organización del trabajo en enfermería hospitalaria: abordajes en la literatura

En el presente estudio se realiza una revisión integradora con el objetivo de analizar aspectos de la organización del trabajo de enfermería y sus relaciones con la atención. Se identificaron 25 estudios, de 2000 a 2009. A partir de la comprensión de la organización del trabajo y su aplicación en la enfermería, se estructuraron las siguientes categorías de análisis: aspectos teóricos y conceptuales, gestión de personas, gestión de la atención, tecnología, acreditación de hospitales, planificación y gestión de materiales. La literatura muestra la complejidad de este tema de la organización del trabajo y la importancia de los estudios sobre su aplicación en la enfermería. El análisis de las publicaciones muestra la necesidad de repensar la organización del trabajo a fin de construir alternativas para un trabajo menos estresante y de calidad, lo que garantiza la seguridad del usuario y el trabajador.
Descriptores: Enfermería. Administración. Gestión de la salud

Abstract
Work organization in hospital nursing: literature review approach

The objective of this study was to analyze aspects of work organization in hospital nursing and its articulations with care, by means of an integrative review. A total of 25 studies were identified, from the period between 2000 and 2009. Based on the understanding of the work organization and its application in nursing, the following analytical categories were structured: conceptual and theoretical aspects, personnel management, care management, technologies, hospital accreditation, planning and material resources management. The literature evidenced the complexity of this work organization theme and the importance of studies on its application in nursing. The analysis of the publications points to the need to rethink work organization in such a way as to build less wearing and quality work alternatives, assuring the safety of both the user and the worker.
Descriptors: Nursing. Administration. Health management
 

Referências

1. Pires DEP, Gelbcke FL, Matos E. Organização do trabalho em enfermagem: implicações no fazer e viver dos trabalhadores de nível médio. Trabalho, Educ Saúde. 2004 Set; 2(2):311-25.

2. Andrade ROB, Amboni N. Estratégias de gestão: processos e funções do administrador. Rio de Janeiro (RJ): Elsevier; 2010.

3. Peduzzi M, Anselmi ML. O processo de trabalho de enfermagem: a cisão entre planejamento e execução do cuidado. Rev Bras Enferm. 2002 Jul-Ago; 55(4):392-8.

4. Ganong LH. Integrative review of nursing research. Res Nurs Health. 1987 Feb; 10(1):1-11.

5. Cristovam BP, Santos I. Os desafios da gerência do enfermeiro no nível central de saúde. Rev Enferm UERJ. 2004 Abr; 12(1):66-70.

6. Matos E, Pires DEP. Teorias administrativas e organização do trabalho: de Taylor aos dias atuais, influências no setor saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2006 Jul-Set; 15(3):508-14.

7. Svaldi JSD, Lunardi Filho WD, Gomes GC. Apropriação e uso de conhecimentos de gestão para a mudança de cultura na enfermagem como disciplina. Texto Contexto Enferm. 2006 Jul-Set; 15(3):500-7.

8. Mintzberg H. Criando organizações eficazes. Estruturas em cinco configurações. São Paulo (SP): Atlas; 2006.

9. Lima JC, Binsfeld L. O trabalho do enfermeiro na organização hospitalar: núcleo operacional autônomo ou assessoria de apoio ao serviço médico? Rev Enferm UERJ. 2003 Jan-Abr; 11(1):98-103.

10. Shimbo AY, Lacerda MR, Labronici LM. Processo de trabalho do enfermeiro em unidade de internação hospitalar: desafios de uma administração contemporânea. Cogitare Enferm. 2008 Jan-Mar; 13(2):296-300.

11. Bernardino E, Felli VEA. A organização da Enfermagem do HC-UFPR: refletindo sobre seus determinantes. Rev Bras Enferm. 2006 Mar-Abr; 59(2):148-53.

12. Conselho Federal de Enfermagem - COFEn. Resolução 293/2004. [acesso 2011 Jun 20] Disponível em: http://www.portalcofen.gov.br/sitenovo/node/4329

13. Campos LF, Melo MRAC. Visão de coordenadores de enfermagem sobre dimensionamento de pessoal de enfermagem: conceito, finalidade e utilização. Rev Latino-Am Enfermagem.  2007 Nov-Dez; 15(6):1099-104.

14. Bordin LC, Fugulin FMT. Distribuição do tempo das enfermeiras: identificação e análise em unidade médico-cirúrgica. Rev Esc Enferm USP. 2009 Dez; 43(4):833-40.

15. Fugulin FMT, Gaidzinski RR, Kurcgant P. Sistema de classificação de pacientes: identificação do perfil assistencial dos pacientes das unidades de internação do HU USP. Rev Latino-Am  Enfermagem. 2005 jan-Fev; 13(1):72-8.

16. Wolff LDG, Mazur CS, Wiezbicki C, Barros CB, Quadros VAS. Dimensionamento de pessoal de enfermagem na unidade semi-intensiva de um hospital universitário de Curitiba. Cogitare Enferm. 2007 Abr-Jun; 12(2):171-82.

17. Lima AFC, Kurganct P. Indicadores de qualidade no gerenciamento de recursos humanos em enfermagem. Rev Bras Enferm. 2009 Mar-Abr; 62(2):234-9.

18. Brito MJM, Lara MO, Soares EG, Alves M, Melo MCOL. Traços identitários da enfermeira-gerente em hospitais privados de Belo Horizonte, Brasil. Saúde e Sociedade. 2008 Abr-Jun; 17(2):45-57.

19. Fabbro MRC, Heloani JR. Um outro olhar sobre a organização do trabalho da enfermagem: o caso de um centro obstétrico. Acta Paul Enf 2004 Abr-Jun; 17(2):148-56.

20. Guimarães RM, Chaves MY, Mendes MR, Melo AO, Costa TF. Fatores ergonômicos de risco e de proteção contra acidentes de trabalho: um estudo caso-controle. Rev Bras Epidemiol. 2005 Set; 8(3):282-94.

21. Pivotto F, Lunardi Filho WD, Lunardi VL. Prescrição de enfermagem: dos motivos da não realização às possíveis estratégias de implementação. Cogitare Enferm. 2004 Jul-Dez; 9(2):32-42.

22. Portal KM, Magalhães AMM. Passagem de plantão: um recurso estratégico para a continuidade do cuidado em enfermagem. Rev Gaúcha Enferm. 2008 jun; 29(2):246-53.

23. Liberali J, Dall'Agnol CM. Supervisão de enfermagem: um instrumento de gestão. Rev Gaúcha Enferm. 2008 Jun; 29(2):276-8.

24. Fonseca CMBM, Santos ML. Tecnologia da informação e cuidado hospitalar: reflexões sobre o sentido do trabalho. Ciênc Saúde Coletiva. 2007 Maio-Jun;12(3):699-708.

25. Martins JJ, Nascimento ERP. A tecnologia e a organização do trabalho da enfermagem em UTI. Arquivo Catarinense de Medicina. 2005; 34(4):23-7.

26. Aquino DR, Lunardi Filho WD. Construção da prescrição de enfermagem informatizada em uma UTI. Cogitare Enferm. 2004 Jan-Jun; 9(1):60-70.

27. Lima SBS, Erdmann AL. A enfermagem no processo da acreditação hospitalar em um serviço de urgência e emergência. Acta Paul Enferm. 2006 Jul-Ago; 19(3):271-8.

28. Feldman LB, Cunha ICKO. Identificação dos critérios de avaliação de resultados do serviço de enfermagem nos serviço de enfermagem nos programas acreditação hospitalar. Rev Latino-Am Enfermagem. 2006 Jul-Ago; 14(4):540-5.

29. Lima SV, Haddad MCL, Sardinha DSS. Planejamento estratégico elaborado juntamente com a equipe de enfermagem de um hospital de médio porte. Ciên Cuid Saúde. 2008; 7(Supl 1):138-44.

30. Honório MT, Albuquerque GL. A gestão de materiais em enfermagem. Ciên Cuid Saúde. 2005 Set-Dez; 4(3):259-68.

31. Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção Especial à Saúde. Coordenação-Geral de Atenção Hospitalar . Reforma do sistema da atenção hospitalar brasileira. Brasília (DF): MS, 2004

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería