ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707

 

 

 

ARTIGO ORIGINAL

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Cooperação e relacionamento entre instituições de ensino e serviço de saúde: o pró-saúde enfermagem

Selma Regina de Andrade,1 Astrid Eggert Boehs,2 Daiana de Mattia,3 Carlos Gabriel Eggert Boehs,4 Maria Francisca dos Santos Daussy5
1
Doutora em Enfermagem. Docente do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PEN) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Santa Catarina, Brasil. E-mail: selma@ccs.ufsc.br 2Doutora em Enfermagem. Docente do Departamento de Enfermagem e do PEN/UFSC. Santa Catarina, Brasil. E-mail: astridboehs@hotmail.com 3Especialista em Saúde da Família. Enfermeira assistencial do Serviço de Hemoterapia do HU/UFSC. Santa Catarina, Brasil. E-mail: daimattia@gmail.com 4Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Positivo. Santa Catarina, Brasil. E-mail: cgboehs@gmail.com 5Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UFSC. Chefe do Departamento de Ensino e Serviço em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis. Santa Catarina, Brasil. E-mail: frandaussy@yahoo.com.br

Recebido em 07 de novembro de 2012
Aprovação final em 15 de maio de 2013

Texto Contexto Enferm 23(1): 160-166

 

 

 

Cómo citar este documento

Andrade, Selma Regina de; Boehs, Astrid Eggert; Mattia, Daiana de; Boehs, Carlos Gabriel Eggert; Daussy, Maria Francisca dos Santos. Cooperação e relacionamento entre instituições de ensino e serviço de saúde: o pró-saúde enfermagem. Texto Contexto Enferm, ene-mar 2014, 23(1). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2014/23-160.php> Consultado el

 

Resumo

Pesquisa qualitativa, com abordagem de estudo de caso, e o objetivo de analisar a cooperação entre o Curso de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina e a Secretaria de Saúde Municipal de Florianópolis, a partir do Projeto Pró-Saúde I. Os dados, de fontes documentais e entrevistas, foram analisados pela técnica de análise de conteúdo dirigida, interpretados à luz do modelo de relações interorganizacionais cooperativas. Os resultados mostram comprometimento para formalizar o projeto entre as duas instituições, em nível estratégico, seguido de negociações e compromissos, culminando com projeto modificado e um novo convênio regulando a parceria. Para sua execução, o Comitê Gestor foi responsável pela efetivação, de forma cíclica, das relações para as atividades propostas. Conclui-se que houve aproximação das duas instituições nos diferentes níveis, refletindo na cooperação dentro das unidades de saúde para a integração ensino-serviço, com vista à reorientação da formação em enfermagem.
Palavras chave: Enfermagem/ Integração Docente-Assistencial/ Sistema Único de Saúde.
 

Abstract
Cooperation and the relationship between education and healthcare institutions: the nursing pró-saúde project

This qualitative study used a case study approach with the aim of analyzing the cooperation between the Nursing Course of the Federal University of Santa Catarina and the Municipal Health Secretariat of Florianópolis, from the Pró-Saúde I Project. The data, from documentary sources and interviews, were analyzed using the directed content analysis technique, and interpreted considering the Cooperative Interorganizational Relationships Model. The results show commitment to formalize the project between both institutions, at a strategic level, followed by negotiations and commitments, culminating with a modified project and a new agreement regulating the partnership. For its implementation, the Management Committee was responsible for making effective, in a cyclic way, the relationship for the proposed activities. It is concluded that there was approximation between the institutions at different levels, reflected in the cooperation within the healthcare units for education-service integration, with the aim of redirecting the nursing training.
Key-words: Nursing/ Education-Care Integration/ Brazilian National Health System.
 

Resumen
Cooperación y relacionamiento entre instituciones de enseñanza y servicio de salud: el pro salud enfermería

Investigación cualitativa, con abordaje de estudio de caso, con el objetivo de analizar la cooperación entre el Curso de Enfermería de la Universidad Federal de Santa Catarina y la Secretaría de Salud Municipal de Florianópolis, a partir del Proyecto Pro Salud I. Los datos, de fuentes documentales y entrevistas, fueron analizados por la técnica de análisis de contenido dirigida, interpretados a la luz del Modelo de Relaciones Interorganizacionales Cooperativas. Los resultados muestran compromiso para formalizar el proyecto entre ambas instituciones, a nivel estratégico, seguido de negociaciones, culminando con el proyecto modificado y un nuevo convenio regulador. Para su ejecución, el Comité Gestor fue responsable por efectuar, de forma cíclica, las relaciones para las actividades propuestas. Se concluye que hubo una aproximación de las instituciones en diferentes niveles, reflejando la cooperación en las unidades de salud para la integración enseñanza-servicio, para la reorientación de la formación en Enfermería.
Palabras clave: Enfermería/ Servicios de Integración Docente Asistencial/ Sistema Único de Salud.
 

Referências

1. Ministério da Saúde (BR), Ministério da Educação. Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde - Pró Saúde. Brasília (DF): MS, 2007.

2. Ferreira JR, Cury GC, Campos FE, Haddad AE, Gusso GDF. A construção de parcerias como estratégia para o sucesso do Pró-Saúde. Cad ABEM. 2007 Out; 3:53-61.

3. Haddad AE, Brenelli SL, Cury GC, Puccini RF, Martins MA, Ferreira JR, et al. Pró-Saúde e PETSaúde: a construção da política brasileira de reorientação da formação profissional em saúde. Rev Bras Educ Med [online]. 2012 [acesso 2012 Out 13]; 36(supl.1) Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022012000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

4. Medeiros VC, Peres AM. Atividades de formação do enfermeiro no âmbito da atenção básica à saúde. Texto Contexto Enferm. 2011; 20(Esp):27-35.

5. Costa RSC, Miranda FAN. Formação profissional no SUS:oportunidades de mudanças na perspectiva da Estratégia da Saúde da Família. Trab Educ Saude. 2008 Nov-Dez; 6(3):503-17.

6. Silva MAM, Amaral JHL, Senna MIB, Ferreira EF. O Pró-Saúde e o incentivo à inclusão de espaços diferenciados de aprendizagem nos cursos de odontologia no Brasil. Interface (Botucatu) [online]. 2012 [acesso 2012 Out 13]; 16(42):707-17. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832012000300010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

7. Albuquerque VS, Gomes AP, Rezende CHA, Sampaio MX, Dias OV, Lugarinho RM. A integração ensino-serviço no contexto dos processos de mudança na formação superior dos profissionais de saúde. Rev Bras Educ Medic. 2008 Set; 32(3):356-62.

8. Henriques RLM. Interlocução entre ensino e serviço: possibilidades de resignificação do trabalho em equipe na perspectiva da construção social da demanda. In: Pinheiro R, Mattos RA, organizadores. Construção social da demanda: direito a saúde, trabalho em equipe, participação e espaço público. Rio de Janeiro (RJ): CEPES, UERJ, ABRASCO; 2010. p.149-61.

9. Finkler M, Caetano JC, Ramos FRS. Integração "ensino-serviço" no processo de mudança na formação profissional em odontologia. Interface Comun Saúde Educ. 2011 Out-Dez; 15(39):1053-70.

10. Hall RH. Organizações: estruturas, processos e resultados. 8ª ed. São Paulo (SP): Pearson/Prentice Hall; 2004. p. 191-222.

11. Ring PS, Van de Ven AH. Developmental processes of cooperative interorganizational relationships. Academy of Management Review. 1994 Jan; 19(1):90-118.

12. Boehs CGE, Segatto-Mendes AP. Identificação de mecanismos de controle em alianças estratégicas para o desenvolvimento tecnológico:um estudo múltiplos casos no setor metal-mecânico ao longo das fases de relacionamento. Rev Adm Contemp. 2007 Jul-Set; 11(3):199-221.

13. Cunha CR, Melo MCOL. A confiança nos relacionamentos interorganizacionais:o campo da biotecnologia em análise. RAE Electron [online]. 2006 [acesso 2012 Ago 6]; 5(2). Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

14. Cruz EMK, Segatto AP. Processos de comunicação em cooperações tecnológicas universidade-empresa: estudos de caso em universidades federais do Paraná. Rev Adm Contemp. 2009 [acesso 2012 Set 21]; 13(3):430-49. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rac/v13n3/v13n3a06.pdf

15. Hsieh HF, Shannon SE. Three approaches to qualitative content analysis. Qual Health Res. 2005 Nov; 15(9):1277-88.

16. Reibnitz KS, Daussy MFS, Silva CAJ, Reibnitz MT; Kloh D. Rede docente assistencial UFSC/SMS de Florianópolis: reflexos da implantação dos projetos Pró-Saúde I e II. Rev Bras Educ Med. 2012 Mar; 36(1 suppl 2):68-75.

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería