ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707

 

 

 

ARTIGO ORIGINAL

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

O contato e a amamentação precoces: significados e vivências*

Eloana Ferreira D'Artibale,1 Luciana Olga Bercini2
1
Mestre em Enfermagem. Paraná, Brasil. E-mail: eloana_dartibale@hotmail.com 2Doutora em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais. Professora do Departamento de Enfermagem e do PSE/UEM. Paraná, Brasil. E-mail: lobercini@uem.br

Recebido em 22 de outubro de 2012
Aprovação final em 15 de maio de 2013

Texto Contexto Enferm 23(1): 109-117
*Artigo extraído da dissertação - O contato e a amamentação precoces no contexto de um Hospital Amigo da Criança, desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PSE) da Universidade Estadual de Maringá (UEM), 2012

 

 

 

Cómo citar este documento

D'Artibale, Eloana Ferreira; Bercini, Luciana Olga. O contato e a amamentação precoces: significados e vivências. Texto Contexto Enferm, ene-mar 2014, 23(1). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2014/23-109.php> Consultado el

 

Resumo

O estudo tem como objetivo analisar os significados e as vivências do contato e da amamentação precoces de puérperas internadas em um Hospital Amigo da Criança. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, com abordagem qualitativa, que foi desenvolvido em um hospital universitário da Região Noroeste do Paraná, de novembro de 2011 a janeiro de 2012, com a participação de 16 puérperas. A coleta de dados foi realizada por meio da observação sistemática não participante dos partos, anotações em diário de campo e entrevista semiestruturada. O tratamento dos dados foi realizado por intermédio da análise de conteúdo e modalidade temática. Os resultados revelaram que a aproximação entre o binômio mãe-filho logo após o nascimento proporcionou uma experiência única à mulher, desencadeando sensações diversas dentro do contexto biopsicossociocultural de cada uma delas, com sentimentos e significados favoráveis ao vínculo mãe-filho e ao início da amamentação.
Palavras chave: Interação mãe-filho/ Aleitamento materno/ Humanização da assistência/ Enfermagem.
 

Abstract
Early contact and breastfeeding: meanings and experiences

The aim of this study was to analyze the meanings and experiences of early contact and breastfeeding of the postpartum women admitted at a Baby-Friendly Hospital. It is a descriptive, exploratory study, with qualitative approach, that was developed in a teaching hospital in the Northwest of Paraná state between November 2011 and January 2012, involving the participation of 16 postpartum women. Data were collected by means of non-participant systematic observation of the childbirths and semi-structured interview. The data collected were analyzed using the thematic content analysis. The results revealed that, soon after childbirth, the child-mother binomial provided the woman with a unique experience, triggering various sensations into the bio-psycho-social-cultural context of each one of the mothers, with feelings and meanings that favored the mother-child bond and the outset of breastfeeding.
Key-words: Mother-child relations/ Breast feeding/ Humanization of assistance/ Nursing.
 

Resumen
El contacto y el amamantamiento precoces: significados y experiencias

Este estudio tiene como objetivo analizar los significados y las experiencias del contacto y amamantamiento precoces de las puérperas internadas en un Hospital Amigo del Niño. Se trata de un estudio descriptivo, exploratorio, con abordaje cualitativo, que se desarrolló en un hospital universitario en el Noroeste de Paraná, de noviembre de 2011 a enero de 2012, con la participación de 16 puérperas. Los datos fueron colectados por medio de la observación sistemática no participante de los partos, apuntes en diario de campo y entrevista semiestructurada. El tratamiento de los datos fue realizado por medio del análisis de contenido, modalidad temática. Los resultados revelaron que el acercamiento entre el binomio madre-hijo, en seguida al nacimiento, proporcionó una experiencia única a la mujer, desencadenando diversas sensaciones dentro del contexto biopsicosociocultural de cada una de ellas, con sentimientos y significados favorables al vínculo madre-hijo y al inicio de la amamantación.
Palabras clave: Relaciones madre-hijo/ Lactancia materna/ Humanización de la atención/ Enfermería.
 

Referências

1. Fundo das Nações Unidas para a Infância/Unicef (BR). Iniciativa Hospital Amigo da Criança: revista, atualizada e ampliada para o cuidado integrado: módulo 1: histórico e implementação. Brasília (DF): MS; 2008.

2. Sampaio PF, Morais CL, Reichenheim ME, Oliveira ASD, Lobato G. Nascer em hospital Amigo da Criança no Rio de Janeiro, Brasil: um fator de proteção ao aleitamento materno? Cad Saude Publica. 2011 jul; 24(7):1349-61.

3. Carfoot S, Williamson P, Dickson R. A randomized controlled trial in the north of England examining the effects of skin-to-skin care on breast feeding. Midwifery. 2005 21(1):71-9.

4. Porter RH. The biological significance of skin-to-skin contact and maternal odours. Acta paediatr. 2004; 93(12):1560-2.

5. Ministério da Saúde (BR). Humanização do parto: humanização no pré-natal e nascimento. Brasília (DF): MS; 2002.

6. Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Manual prático para implementação da Rede Cegonha. Brasília (DF): MS; 2011.

7. Bystrova K, Ivanova V, Edhborg M, Matthiesen AS, Ransjö-Arvidson AB, Mukhamedrakhimov R, et al. Early contact versus separation: effects on motherinfant interaction one year later. Birth. 2008 Jun; 36(2):97-109.

8. Deslauriers JP, Keriset M. O delineamento de pesquisa qualitativa. In: Poupart J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Rio de janeiro (RJ): Vozes; 2008. p. 127-53.

9. Bardin L. Análise de conteúdo. 1. ed. São Paulo (SP): Edições 70; 2011.

10. Boccolini CS, Carvalho ML, Oliveira MIC, Vasconcellos AGG. Fatores associados à amamentação na primeira hora de vida. Rev Saude Publica. 2011 Fev; 45(1):69-78.

11. Moore ER, Anderson GC. Randomized controlled trial of very early mother-infant skin-to-skin contact and breastfeeding status. J. Midwifery Womens Health. 2007 Mar-Abr; 52(2):116-25.

12. Narchi NZ, Fernandes RÁQ, Dias LA, Novais DH. Variáveis que influenciam a manutenção do aleitamento materno exclusivo. Rev Esc Enferm da USP. 2009 Mar; 43(1):87-94.

13. Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Pré-natal e puerpério: atenção qualificada e humanizada - manual técnico. Brasília (DF): MS; 2005.

14. Joventino ES, Dodt RCM, Araujo TL, Cardoso MVLML, Silva VM, Ximenes LB. Tecnologias de enfermagem para promoção do aleitamento materno: revisão integrativa da literatura. Rev Gauch Enferm. 2011 Mar; 32(1):176-84.

15. Santos RV, Penna CMM. A educação em saúde como estratégia para o cuidado à gestante, puérpera e ao recém-nascido. Texto Contexto Enferm. 2009 Dez; 18(4):652-60.

16. Strapasson MR, Fisher ANC, Bonilha ALL. Amamentação na primeira hora de vida em um hospital privado de Porto Alegre: relato de experiência. Rev Enf UFSM. 2011 1(3):489-96.

17. Barbosa V, Orlandi FS, Dupas G, Beretta MIR, Fabbro MRC. Aleitamento materno na sala de parto: a vivência da puérpera. Rev Cienc Cuid e Saude. 2010 Abr-Jun; 9(2):366-73.

18. Freitas CHB, Ângulo M. Relação mãe-bebê logo após o parto e na amamentação: a identificação projetiva realista, pelos sentimentos e sensações do observador. Rev Cient Psicol Formação. 2006 Jan-Dez; 10(10):83-101.

19. Monteiro JCS, Gomes FA, Nakano AMS. Percepção das mulheres acerca do contato precoce e da amamentação em sala de parto. Acta Paul Enferm. 2006 Out-Dez; 4(19):427-32.

20. Toma TS, Rea MF. Benefícios da amamentação para a saúde da mulher e da criança: um ensaio sobre as evidências. Cad Saúde Publica. 2008; 24(2):235-46.

21. Oliveira AA, Castro SV, Lessa NMV. Aspectos do aleitamento materno. Nutrir Gerais Rev Digital Nut. 2008 Fev-Jul; 2(2):1-18.

22. Araújo OD, Cunha AL, Lustosa LR, Nery IS, Mendonça RCM, Campelo SMA. Aleitamento materno: fatores que levam ao desmame precoce. Rev Bras Enferm. 2008 Jun-Ago; 61(4):488-92.

23. Nóbrega FJ. Vínculo mãe/filho. Rio de Janeiro (RJ): Revinter; 2005.

24. Fundo das Nações Unidas para a Infância/UNICEF (BR). Iniciativa Hospital Amigo da Criança: revista, atualizada e ampliada para o cuidado integrado: modulo 3: promovendo e incentivando a amamentação em um Hospital Amigo da Criança: curso de 20 horas para equipes de maternidade. Brasília (DF), MS; 2009.

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería