ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707

 

 

 

ARTIGOS ORIGINAIS - PESQUISA

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Práticas em serviço de saúde mental: interface com a satisfação profissional*

Jaqueline Queiroz de Macedo,1 Helder Pádua Lima,2 Maria Dalva Santos Alves,3 Margarita Antonia Villar Luis,4 Violante Augusta Batista Braga5
1
Doutoranda em Enfermagem Psiquiátrica da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. E-mail: jaquelinemacedo@usp.br 2Doutorando em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFC. Fortaleza, Ceará, Brasil. E-mail: padua_helder@hotmail.com 3Doutora em Enfermagem. Professora Associado do Departamento de Enfermagem da UFC. Fortaleza, Ceará, Brasil. E-mail: dalva@ufc.br 4Doutora em Enfermagem. Professora Titular do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. E-mail: margarit@eerp.usp.br 5Doutora em Enfermagem. Professora Associado do Departamento de Enfermagem da UFC. Fortaleza, Ceará, Brasil. E-mail: vivi@ufc.br

Recebido em 03 de maio de 2012
Aprovação final em 10 de setembro de 2013

Texto Contexto Enferm 22(4): 999-1006
*Artigo extraído da dissertação - Representações sociais dos profissionais sobre a prática em saúde mental: pressupostos, ressignificação e satisfação profissional, apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Ceará (UFC), 2011

 

 

 

Cómo citar este documento

Macedo, Jaqueline Queiroz de; Lima, Helder Pádua; Alves, Maria Dalva Santos; Luis, Margarita Antonia Villar; Braga, Violante Augusta Batista. Práticas em serviço de saúde mental: interface com a satisfação profissional. Texto Contexto Enferm, oct-dic 2013, 22(4). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2013/22-999.php> Consultado el

 

Resumo

Este estudo buscou conhecer as percepções e sentimentos dos profissionais sobre a prática em serviços de saúde mental, com foco na satisfação profissional. Trata-se de uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, desenvolvida em três Centros de Atenção Psicossocial, com 29 profissionais. Para coleta do material empírico, foi utilizado o grupo focal. A análise dos resultados pautou-se na Análise Temática de Conteúdo. Os resultados centraram-se nas percepções a respeito da prática profissional, destacando-se os impasses vivenciados e os entraves à satisfação profissional. Percebe-se o conflito dos trabalhadores frente às exigências do ideário da Reforma Psiquiátrica brasileira, ao qual se sentem aderidos, e a ausência de recursos necessários à sua aplicação, explicitando uma situação limite - viver e ter de lidar com a angústia de não poder fazer seu trabalho, conforme acreditam deveria ser feito.
Palavras chave: Saúde mental/ Prática profissional/ Serviços comunitários de saúde mental.
 

Abstract
Practices in mental health services: interface with professionals' satisfaction

This study aims at investigating the perceptions and feelings concerning professional practices in mental health services and is focused on issues related to work satisfaction. This is a descriptive study based on a qualitative approach which has been developed through three communitarian services involving 29 professionals. Empirical material was gathered though the target group. Once the content analysis was completed, the results were directed at the perceptions of professional practices, also highlighting all experienced dilemmas and obstacles related to work satisfaction. These obstacles serve to expose all of the difficulties faced by workers in light of requirements stemming from Brazilian Psychiatric Reform ideals which cause them to feel paralyzed, and also the lack of resources required to support professional practices. All of these factors exemplify an extreme situation - living and coping with the distressing feeling of being unable to accomplish their work as they believe it should be done.
Key-words: Mental health/ Professional practice/ Community mental health services.
 

Resumen
Práctica en servicios de salud mental: interfaz con satisfacción profesional

Este estudio investigó las percepciones y sentimientos de la práctica profesional en servicios de salud mental, centrándose en temas relacionados con la satisfacción en el trabajo. Se trata de un enfoque cualitativo desarrolado en instituciones comunitarias con 29 profesionales, los datos fueron recolectados a través grupo focal y se utilizó el análisis de contenido. Los resultados se centraron en las percepciones de la práctica profesional, poniendo de relieve los dilemas experimentados y barreras a la satisfacción en el trabajo. Se observan los conflictos de los trabajadores frente a los fundamentos de la Reforma Psiquiátrica brasileña, el cual apoyan, y la falta de recursos necesarios para sostener su aplicación en la práctica, demostrando una situación limite - vivir y tener que lidiar con la angustia de no poder hacer su trabajo, como creen que deberia hacerse.
Palabras clave: Salud mental/ Práctica profesional/ Servicios comunitarios de salud mental.
 

Referências

1. Berlinck MT, Magtaz AC, Teixeira M. A reforma psiquiátrica brasileira: perspectivas e problemas. Rev Latinoam Psicopatol Fundam. 2008 Mar; 11(1):21-8.

2. Yasui S, Costa-Rosa A. A estratégia atenção psicossocial: desafio na prática dos novos dispositivos de saúde mental. Saúde Debate. 2008 Jan-Dez; 32(78/79/80):27-37.

3. Guimarães JMX, Jorge MSB, Assis MMA. (In) satisfação com o trabalho em saúde mental: um estudo em Centros de Atenção Psicossocial. Ciênc Saúde Coletiva. 2011 Abr, 16(4):2145-54.

4. Amarante P. Saúde mental e atenção psicossocial. Rio de Janeiro (RJ): Editora Fiocruz, 2007.

5. Freire FHMA, Ugá MAD, Amarante P. Os Centros de Atenção Psicossocial e o impacto do sistema de financiamento no modelo assistencial. In: Amarante P, organizador. Archivos de saúde mental e atenção psicossocial. Rio de Janeiro (RJ): Nau; 2005.

6. Rebouças D, Legay LF, Abelha L. Satisfação com o trabalho e impacto causado nos profissionais de serviço de saúde mental. Rev Saúde Pública. 2007 Abr; 41(2):244-50.

7. Gigantesco A, Picardi A, Chiaia E, Balbi A, Morosini P. Job satisfaction among mental health professionals in Rome, Italy. Community Ment Health J. 2003 Ago; 39(4):349-55.

8. De Marco PF, Cítero VA, Moraes E, Nogueira-Martins LA. O impacto do trabalho em saúde mental: transtornos psiquiátricos menores, qualidade de vida e satisfação profissional. J Bras Psiquiatr. 2008 Jul; 57(3):178-83.

9. Krueger RA. Focus groups: a pratical guide for applied research. 4th ed. California (US): Sage Publications; 2009.

10. Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa (PT): Edições 70; 2009.

11. Kantorski LP, Mielke FB, Teixeira Junior S. O trabalho do enfermeiro nos Centros de Atenção Psicossocial. Trabalho Educ Saúde. 2008 Mar-Jun; 6(1):87-105.

12. Onocko-Campos RT, Furtado JP. Entre a saúde coletiva e a saúde mental: um instrumental metodológico para avaliação da rede de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) do Sistema Único de Saúde. Cad Saúde Pública. 2006 Mai; 22(5):1053-62.

13. Marazina I. Trabalhador de saúde mental: encruzilhada da loucura. In: Lancetti A. Saúde loucura 1. 2ª ed. São Paulo (SP): Hucitec; 2000.

14. Antunes SMMO, Queiroz MS. A configuração da reforma psiquiátrica em contexto local no Brasil: uma análise qualitativa. Cad Saúde Pública. 2007 Jan; 23(1):207-15.

15. Oliveira AGB. Trabalho e cuidado no contexto da atenção psicossocial: algumas reflexões. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2006 Dez; 10(4):694-702.

16. Lago K, Codo W. Fadiga por compaixão: o sofrimento dos profissionais em saúde. Petrópolis (RJ): Vozes; 2010.

17. Glanzner CH, Olschowsky A, Kantorski LP. O trabalho como fonte de prazer: avaliação da equipe de um Centro de Atenção Psicossocial. Rev Esc Enferm USP. 2011 45(3):716-21.

18. Milhomem MAGC, Oliveira AGB. O trabalho em equipe nos Centros de Atenção Psicossocial - CAPS. Cogitare Enferm. 2007 Jan-Mar; 12(1):101-8.

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería