ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707

 

 

 

RELATO DE EXPERIÊNCIA

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

(Re)significando os espaços assistenciais em saúde mental: relato de experiência*

Amanda Nathale Soares,1 Belisa Vieira da Silveira,2 Fernanda Batista Oliveira Santos,3 Patrícia Natália Medeiros Alves,4 Francisco Carlos Félix Lana5
1
Mestranda Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem da UFMG. Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. E-mail: mandinha0708@yahoo.com.br 2Mestre em Enfermagem. Enfermeira do Centro de Atendimento e Proteção a Jovens Usuários de Tóxicos. Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. E-mail: belisavs@yahoo.com.br 3Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem da UFMG. Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. E-mail: fernandabos@yahoo.com.br 4Enfermeira do Hospital Risoleta Tolentino Neves. Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. E-mail: patricianm.alves@yahoo.com.br 5Doutor em Enfermagem. Professor Associado do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Saúde Pública da Escola de Enfermagem da UFMG. Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. E-mail: xicolana@enf.ufmg.br

Recebido em 29 de outubro de 2012
Aprovação final em 16 de outubro de 2013

Texto Contexto Enferm 22(4): 1214-1222
*Artigo elaborado a partir da disciplina - Saúde, doença e espaço, do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Enfermagem, da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), 2012

 

 

 

Cómo citar este documento

Soares, Amanda Nathale; Silveira, Belisa Vieira da; Santos, Fernanda Batista Oliveira; Alves, Patrícia Natália Medeiros; Lana, Francisco Carlos Félix. (Re)significando os espaços assistenciais em saúde mental: relato de experiência. Texto Contexto Enferm, oct-dic 2013, 22(4). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2013/22-1214.php> Consultado el

 

Resumo

Relato de experiência de pós-graduandas da Escola de Enfermagem, da Universidade Federal de Minas Gerais, na disciplina "Saúde, doença e espaço". O artigo objetivou relatar a discussão sobre a relação entre saúde mental e espaços assistenciais, a partir da vivência na disciplina. Utilizaram-se recursos dinâmicos, como música, leitura de cartas e exploração do espaço físico da sala de aula, com o intuito de favorecer a sensibilização e a reflexão acerca do tema. São apresentadas, como resultados, cartas que traduzem os diálogos reflexivos sobre os espaços assistenciais em saúde mental em cada recorte paradigmático. Conclui-se que a vivência contribuiu para a construção de conhecimentos e para a sensibilização sobre a temática. Essas contribuições colocam-se como essenciais à formação de futuros professores, que devem ser capazes de incitar a formação de enfermeiros, corresponsáveis pela construção de novas formas de perceber o sujeito em sofrimento psíquico e a assistência a ele dirigida.
Palavras chave: Estrutura dos serviços/ Geografia médica/ Assistência em saúde mental/ Enfermagem.
 

Abstract
Giving (new) meaning to mental health care centers: an experience report

This article is the report of an experience of graduate students from the School of Nursing of the Federal University of Minas Gerais, as part of the subject "Health, disease, and space". The article aims to report the discussion regarding the link between mental health and care centers, based on the experience in that subject. Dynamic resources have been used, such as music, letters and exploration of the physical space in order to raise awareness and reflection on the topic. Results are presented by means of letters that express the reflective dialogues on mental health from each perspective. We conclude that the experience contributed to the construction of knowledge and the awareness regarding this subject. These contributions are essential for the training of new teachers who should be able to foster the training of nurses who would be co-responsible for the construction of new ways to understand the individual experiencing psychological suffering and the care provided to them.
Key-words: Service structure/ Medical geography/ Mental health care/ Nursing.
 

Resumen
(Re)significando los espacios asistenciales en salud mental: relato de experiencia

Se trata de un relato de experiencia de posgraduandas de la Escuela de Enfermería de la Universidad Federal de Minas Gerais en la asignatura "Salud, Enfermedad, Espacio". El artículo objetiva relatar la discussion acerca de la relación entre la salud mental y los espacios asistenciales desde la vivencia en la asignatura referida. Se utilizó de recursos dinámicos, como música, lectura de cartas y exploración del espacio físico de la sala de classe, con el objetivo de favorecer la sensibilización y la reflexión acerca del tema. Son presentadas como resultados cartas que traducen los diálogos reflexivos acerca de los espacios asistenciales en salud mental en cada recorte paradigmático. Se conclui que la vivencia contribuyo para la construcción de conocimientos y para la sensiblización acerca del tema. Esas contibuiciones se ponen como esenciales a la formación de futuros profesores que deban ser capables de incitar la formación de enfermeros co-responsables por la construcción de nuevas maneras de perceber el sujeto en sufrimiento mental y la asistencia dirigida a él.
Palabras clave: Estructura de los servicios/ Geografía médica/ Asistencia en salud mental/ Enfermería.
 

Referências

1. Gazzinelli A, Kloos H. The use of spatial tools in the study of Schistosoma mansoni and its intermediate host snails in Brazil: a brief review. Geospatial Health. 2007 Nov; 2(1):51-8.

2. Nossa P. A (des)construção do conceito de espaço e de saúde à luz da abordagem humanista e cultural. Revista da FLUP: Geografia - Universidade do Porto. 2008; 2(2):83-102.

3. Bousquat A, Cohn A. A dimensão espacial nos estudos sobre saúde: uma trajetória histórica. Hist Cienc Saude-Manguinhos. 2004 Set-Dez; 11(3):549-68.

4. Tuan YF. Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. São Paulo (SP): Difel; 1980.

5. Priebe S, Saidi M, Kennedy J, Glover G. How to select representative geographical areas in mental health service research: a method to combine different selection criteria. Soc Psychiatry Psichiatr Epidemiol. 2008 Dez; 43(12):1004-7.

6. Nascimento AF, Galvanese ATC. Avaliação da estrutura dos Centros de Atenção Psicossocial do município de São Paulo, SP. Rev Saude Publica. 2009 Ago; 43(1):8-15.

7. Kearns RA, Joseph AE. Space in its place: developing that link in medical geography. Soc Sci Med. 1993 Set; 37(6):711-7.

8. Soares NA, Silveira BV, Reinaldo AMS. Serviços de saúde mental e sua relação com a formação do enfermeiro. Rev Rene. 2010 Jul-Set; 11(3):47-56.

9. Vecchia MD, Martins STF. Desinstitucionalização dos cuidados a pessoas com transtornos mentais na atenção básica: aportes para a implementação de ações. Interface - Comunic., Saúde, Educ. 2009 Jan-Mar; 13(28):151-64.

10. Guimarães NA, Fogaça MM, Borba LO, Paes MR, Larocca LM, Maftum MA. O tratamento ao portador de transtorno mental: um diálogo com a legislação federal brasileira (1935-2001). Texto Contexto Enferm. 2010 Abr-Jun; 19(2):274-82.

11. Machado JLM, Machado VM, Vieira JE. Formação e seleção de docentes para currículos inovadores na graduação em saúde. Rev Bras Educ Med. 2011 Jul-Set; 35(3):326-33.

12. Terra FS, Secco IAO, Robazzi MLCC. Perfil dos docentes de cursos de graduação em enfermagem de universidades públicas e privadas. Rev Enferm UERJ. 2011 Jan-Mar; 19(1):26-33.

13. Baptista A, Lee R. Rita Lee Acústico MTV [ DVD]. São Paulo (SP): Universal Music; 1998.

14. Foucault M. Microfísica do poder. Rio de Janeiro (RJ): Graal; 1979.

15. Foucault M. Vigiar e punir: a história da violência nas prisões. Rio de Janeiro (RJ): Vozes; 1999.

16. Goffman E. Manicômios, prisões e conventos. São Paulo (SP): Editora Perspectiva; 2001.

17. Tenório F. A reforma psiquiátrica brasileira, da década de 1980 aos dias atuais: histórias e conceitos. Hist Cienc Saude-Manguinhos. 2002 Jan-Abr; 9(1):25-59.

18. Basaglia F. Escritos selecionados em saúde mental e reforma psiquiátrica. Rio de Janeiro (RJ): Garamound; 2005.

19. Ribeiro SL. Reflexos da Reforma Psiquiátrica brasileira no cotidiano dos trabalhadores de um Centro de Atenção Psicossocial. Cad Bras Saúde Mental. 2010 Jul-Dez; 2(4-5):60-73.

20. Ministério da Saúde (BR)l. Portaria n. 3.088, de 23 de dezembro de 2011: institui a Rede de Atenção Psicossocial para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, no âmbito do Sistema Único de Saúde. Brasília (DF): Diário Oficial da República Federativa do Brasil, 24 dez 2011.

21. Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Saúde Mental no SUS: os centros de atenção psicossocial. Brasília (DF): MS; 2004.

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería