ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707

 

 

 

ARTIGOS ORIGINAIS - PESQUISA

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Desenvolvimento de recursos humanos para atuar nos serviços de saúde mental

Nathália dos Santos Silva,1 Elizabeth Esperidião,2 Ana Caroline Gonçalves Cavalcante,3 Adrielle Cristina Silva Souza,4 Kelly Kan Carvalho da Silva5
1
Mestre em Enfermagem. Enfermeira Analista em Saúde da Gerência de Saúde Mental da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás. Goiás, Brasil. E-mail: silvans09@gmail.com 2Doutora em Enfermagem Psiquiátrica. Professora Adjunto da Faculdade de Enfermagem (FEN) da Universidade Federal de Goiás (UFG). Goiás, Brasil. E-mail:betesper@ufg.br 3Enfermeira. Goiás, Brasil. E-mail: anagcavalcante@gmail.com 4Mestranda do Programa de Pós-graduação em Enfermagem/FEN/UFG. Goiânia, Goiás, Brasil. E-mail: drica_140@hotmail.com 5Enfermeira. Goiás, Brasil. E-mail: kkellynhaa@yahoo.com.br

Recebido em 05 de setembro de 2012
Aprovação final em 24 de outubro de 2013

Texto Contexto Enferm 22(4): 1142-1151

 

 

 

Cómo citar este documento

Silva, Nathália dos Santos; Esperidião, Elizabeth; Cavalcante, Ana Caroline Gonçalves; Souza, Adrielle Cristina Silva; Silva, Kelly Kan Carvalho da. Desenvolvimento de recursos humanos para atuar nos serviços de saúde mental. Texto Contexto Enferm, oct-dic 2013, 22(4). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2013/22-1142.php> Consultado el

 

Resumo

O objetivo deste estudo foi compreender os aspectos relacionados à formação e capacitação dos profissionais que atuam nos serviços de saúde mental no interior do Estado de Goiás, Brasil, sob o ponto de vista dos coordenadores destes serviços. Trata-se de pesquisa qualitativa, com a participação de 19 coordenadores. Os dados foram submetidos à análise temática de conteúdo com o auxílio do software ATLAS-ti. As categorias temáticas que emergiram da análise de conteúdo foram: características dos profissionais para atuar em saúde mental; o trabalho em equipe e interdisciplinaridade como modelo de gestão em serviço; a formação acadêmica dos profissionais; a prática profissional e a educação permanente; e a inserção no mercado de trabalho. Consideramos emergente a necessidade de desenvolver pessoas, segundo o modelo psicossocial, para atuar nos serviços de saúde mental e garantir vínculos de trabalhos favoreçam a qualificação e a assistência.
Palavras chave: Serviços de saúde mental/ Gestão em saúde/ Recursos humanos/ Educação continuada/ Saúde mental.
 

Abstract
Development of human resources for work mental health services

The aim of this study was to understand aspects related to training and capacity-building of professionals working in mental health services within the State of Goiás, Brazil, from the point of view of the coordinators of these services. This is qualitative research, with the participation of 19 coordinators. The data was subjected to thematic content analysis with the help of Atlas-ti software. The themes that emerged from the content analysis were: characteristics of professionals to work in mental health; teamwork and interdisciplinarity as a care management model; academic training of professionals; professional practice and continuing education; and insertion into the work market. The study considers the emerging need to develop people, according to the psychosocial model, to work in mental health services and ensure work contracts that favor qualification and assistance.
Key-words: Mental health services/ Health management/ Human resources/ Continuing education/ Mental health.
 

Resumen
Desarrollo de recursos humanos para actuar en los servicios de salud mental

El objetivo de este estudio fue comprender los aspectos relacionados con la formación y capacitación de los profesionales que trabajan en los servicios de salud mental en el Estado de Goiás, Brasil, desde el punto de vista de los coordinadores de estos servicios. Esta es una investigación cualitativa, con la participación de 19 coordinadores. Los datos fueron sometidos al análisis de contenido temático, con la ayuda del software Atlas-ti. Los temas que surgieron del análisis de contenido fueron: características de los profesionales que trabajan en salud mental; trabajo en equipo e interdisciplinario como un modelo de gestión en el servicio; los profesionales académicos; la práctica profesional y la educación continua; y la inserción en el mercado laboral. Consideramos reciente la necesidad de capacitar personas, de acuerdo con el modelo psicosocial, para trabajar en los servicios de salud mental y garantizar la vinculación trabajos que promuevan la calificación y asistencia.
Palabras clave: Servicios de salud mental/ Gestión en salud/ Recursos humanos/ Educación continua/ Salud mental.
 

Referências

1. Amarante PDC. O homem e a serpente: outras histórias para a loucura e a psiquiatria. Rio de Janeiro (RJ): Editora Fiocruz; 1996.

2. Amarante P. Saúde mental e atenção psicossocial. Rio de Janeiro (RJ): Editora Fiocruz; 2007.

3. Mielke FB, Kantorski LP, Jardim VMR, Olschowsky A, Machado MS. O cuidado em saúde mental no CAPS no entendimento dos profissionais. Ciênc Saúde Coletiva. 2009 Jan-Fev; 14(1):159-64.

4. Jorge MSB, Guimarães JMX, Nogueira MEF, Moreira TMM, Morais APP. Gestão de recursos humanos nos Centros de Atenção Psicossocial no contexto da política de desprecarização do trabalho no Sistema Único de Saúde. Texto Contexto Enferm. 2007 Jul- Set; 16(3):417-25.

5. Guimarães JMX, Jorge MSB, Assis MMA. (In) satisfação com o trabalho em saúde mental: um estudo em Centros de Atenção Psicossocial. Cienc Saúde Coletiva. 2011 Abr; 16(4): 2145-54.

6. Camatta MW, Schneider JF. A visão da família sobre o trabalho de profissionais de saúde mental de um Centro de Atenção Psicossocial. Esc Anna Nery. 2009 Jul-Set; 13(3):477-84.

7. Rézio LA, Oliveira AGB. Equipes e condições de trabalho nos Centros de Atenção Psicossocial em Mato Grosso. Esc Anna Nery. 2010 Abr-Jun; 14(2):346-54.

8. Schneider JF, Souza JP, Nasi C, Camatta MW, Machineski GG. Concepção de uma equipe de saúde mental sobre interdisciplinaridade. Rev Gaúcha Enferm. 2009 Set; 30(3):397-405.

9. Wetzel C, Kantorski LP, Olschowsky A, Scheneider JF, Camatta MW. Dimensões do objeto de trabalho em um Centro de Atenção Psicossocial. Ciênc Saúde Coletiva. 2011 Abr; 16(4):2133-43.

10. Koda MY, Fernandes MIA. A reforma psiquiátrica e a constituição de práticas substitutivas em saúde mental: uma leitura institucional sobre a experiência de um núcleo de atenção psicossocial. Cad Saúde Pública. 2007 Jun; 23(6):1455-61.

11. Munari DB, Godoy MTH, Esperidião E. Ensino de enfermagem psiquiátrica/saúde mental na faculdade de enfermagem da Universidade Federal de Goiás. Esc Anna Nery. 2006 Dez; 10(4):684-93.

12. Ministério da Saúde (BR). Comissão Organizadora da IV Conferência Nacional de Saúde Mental - Intersetorial. Relatório Final da IV Conferência Nacional de Saúde Mental - Intersetorial. Brasília (DF): Conselho Nacional de Saúde/MS; 2010.

13. Bardin L. Análise de conteúdo. 4 ed. Lisboa (PT): Edições 70; 2010.

14. Jorge MSB, Pinto DM, Quinderé PHD, Pinto AGA, Souza FSP, Cavalcante CM. Promoção da saúde mental - tecnologias do cuidado: vínculo, acolhimento, co-responsabilização e autonomia. Ciênc Saúde Coletiva. 2011 Jul; 16(7):3051-60.

15. Pinho LB, Hernández AMB, Kantorski LP. Trabalhadores de saúde mental: contradições e desafios no conexto da reforma psiquiátrica. Esc Anna Nery. 2010 Abr-Jun; 14(2):260-7.

16. Ceccim EB. Educação permanente em saúde: desafio ambicioso e necessário. Interface - Comunic, Saúde, Educ. 2004 Set-Jan; 9(16):161-77.

17. Silva EA, Costa II. Saúde mental dos trabalhadores em saúde mental: estudo exploratório com os profissionais dos Centros de Atenção Psicossocial de Goiânia/GO. Psicol Rev. 2008 Jun; 14(1):83-106.

18. Jucá VJS, Nunes MO, Barreto SG. Programa de Saúde da Família e saúde mental: impasses e desafios na construção da rede. Ciênc Saúde Coletiva. 2009 Jan-Fev; 14(1):173-82.

19. Ministério da Saúde (BR). Portal da Saúde. O ofício da supervisão e a sua importância para a rede de saúde mental do SUS. Brasília (DF): MS; 2011 [acesso 2011 Set 23]; Disponível: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/visualizar_texto.cfm?idtxt=31355

20. Secretaria Estadual da Saúde Goiás. Superintendência de Políticas de Atenção Integral à Saúde. Política Estadual de Atenção Integral à Saúde Mental. Goiânia (GO): Secretaria de Estado da Saúde; 2005.

21. Nunes M, Torrenté M. Estigma e violências no trato com a loucura: narrativas de Centros de Atenção Psicossocial, Bahia e Sergipe. Rev Saúde Pública. 2009 Ago; 43(Supl. 1):101-8.

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería