ENTRAR            

 


 

Texto & Contexto. ISSN:0104-0707

 

 

 

ARTIGOS ORIGINAIS - PESQUISA

 

Ir a Sumario

 

 

Full text - English version

 

 

Família da pessoa com transtorno mental e suas necessidades na assistência psiquiátrica*

Jacqueline Botura Bessa,1 Maria Angélica Pagliarini Waidman2
1
Mestre em Enfermagem. Enfermeira da Estratégia Saúde da Família de Maringá. Paraná, Brasil. E-mail: jakkelyne@msn.com 2Doutora em Filosofia da Enfermagem. Docente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UEM. Paraná, Brasil. E-mail: angelicawaidman@hotmail.com

Recebido em 13 de dezembro de 2011
Aprovação final em 12 de setembro de 2012

Texto Contexto Enferm 22(1): 61-70
*Extraído da dissertação - Cuidado de enfermagem sistematizado à família da pessoa com transtorno mental no paradigma da desinstitucionalização, apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Estadual de Maringá (UEM), em 2011, como parte do projeto de pesquisa - A trajetória do portador de transtorno mental egresso de emergência psiquiátrica: construindo ações de enfermagem, financiado CNPq

 

 

 

Cómo citar este documento

Bessa, Jacqueline Botura; Waidman, Maria Angélica Pagliarini. Família da pessoa com transtorno mental e suas necessidades na assistência psiquiátrica. Texto Contexto Enferm, ene-mar 2013, 22(1). Disponible en <http://www.index-f.com/textocontexto/2013/22-061.php> Consultado el

 

Resumo

Objetivou-se conhecer as necessidades da família cuidadora de uma pessoa com transtorno mental no atual modelo de atenção em saúde. Trata-se de um estudo qualitativo, realizado em municípios de três regionais de saúde do Estado do Paraná, empregando-se a coleta de dados com trinta e duas famílias. Os dados foram analisados por meio de indicadores. Os resultados apontam lacunas nos serviços da rede de saúde mental em relação aos cuidados às pessoas com transtorno mental e seus familiares no que diz respeito à necessidade de: adaptação após o diagnóstico da patologia; orientação familiar; adesão ao tratamento; internação; auxílio financeiro; assistência para transporte, reinserção na sociedade; inclusão nos serviços extra-hospitalares após internação; e vínculo entre profissional e pessoa assistida. Conclui-se que estas necessidades precisam ser exploradas pelos profissionais da rede em saúde mental para possibilidade e concretização de uma assistência desinstitucionalizada, integral e resolutiva à pessoa com transtorno mental e sua família.
Palavras chave: Saúde mental/ Desinstitucionalização/ Serviços de saúde comunitária/ Enfermagem familiar.
 

Abstract
Family of people with a mental disorder and needs in psychiatric care

We aimed to learn about the needs of the family which provides care to a person with a mental disorder in the current model of health care. This is a qualitative study conducted in the municipalities of three regional health units in the state of Paraná, using data collection with thirty-two families. Data were analyzed by means of indicators. The results show gaps in the mental health services in relation to the care provided to people with a mental illness and their families with regard to the need for: adaptation after diagnosis of the pathology, family counseling, treatment compliance, hospitalization, financial assistance, transportation assistance, reintegration into society, inclusion in outpatient services after hospitalization, and the bond between professionals and people assisted. We conclude that these requirements need to be explored by mental health network professionals as to the possibility and implementation of deinstitutionalized, integral and decisive assistance to the person with a mental illness and his/her family.
Key-words: Mental health/ Deinstitutionalization/ Community health service/ Family nursing.
 

Resumen
Familia de la persona con trastorno mental y sus necesidades en la asistencia psiquiátrica

Se tuvo por objetivo conocer las necesidades de la familia cuidadora de una persona con trastorno mental en el actual modelo de atención en la salud. Se trata de un estudio cualitativo, realizado en municipios de tres regiones de salud del Estado de Paraná, empleando el recogimiento de datos de treinta y dos familias. Los datos fueron analizados por medio de indicadores. Los resultados apuntan carencias en los servicios de la red de salud mental en relación a los cuidados a las personas con trastorno mental y sus familiares en lo que concierne la necesidad de: adaptación tras el diagnóstico de la patología; orientación familiar; adhesión al tratamiento; ingreso; auxilio financiero; asistencia para transporte; reinserción en la sociedad; inclusión en los servicios extra hospitalarios tras el ingreso y el vínculo entre el profesional y la persona asistida. Por lo tanto llegamos a la conclusión de que estas necesidades necesitan ser exploradas por los profesionales de la red en salud mental para la posibilidad y la concretización de una asistencia no institucionalizada, integral y resolutiva a la persona con trastorno mental y a su familia.
Palabras clave: Salud mental/ Desinstitucionalización/ Servicios de salud comunitaria/ Enfermería familiar.

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería