ENTRAR            

 


 

Referencia ISSN:0874-0283 2016 serie IV numero 11 r411061

 

 

 

ARTIGO DE INVESTIGAÇÃO

 

Ir a Sumario

  

 

English version

 

 

Gestão do cuidado de enfermagem ao paciente oncológico num hospital geral: uma Teoria Fundamentada nos Dados

Caroline Cechinel Peiter,* Maria Eduarda Pereira Caminha,** Gabriela Marcellino de Melo Lanzoni,*** Alacoque Lorenzini Erdmann****
* MsC., Enfermeiro, Universidade Federal de Santa Catarina, 88040-970, Florianópolis, Brasil [carolcechinel@gmail.com].Morada para correspondência: Rua João Motta Espezim, 859, 1B 204, 88040-970, Florianópolis, Brasil. Contribuição no artigo: conceção e elaboração do projeto, colheita de dados, análise e interpretação dos resultados, redação do artigo e aprovação final da versão a ser publicada. ** MSc., RN., Enfermeiro, Universidade Federal de Santa Catarina, 88040-970, Florianópolis, Brasil [mecaminha@hotmail.com]. Contribuição no artigo: conceção e elaboração do projeto, colheita de dados, análise e interpretação dos resultados, redação do artigo e aprovação final da versão a ser publicada. *** Ph.D., Professor, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Enfermagem, 88040-900, Florianópolis, Brasil [gabriela.lanzoni@ufsc.br]. Contribuição no artigo: conceção e elaboração do projeto, colheita de dados, análise e interpretação dos resultados, redação do artigo e aprovação final da versão a ser publicada. **** Ph.D., Professor, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Enfermagem, 88040- 900, Florianópolis, Brasil [alacoque@newsite.com.br]. Contribuição no artigo: conceção e elaboração do projeto, análise e interpretação dos dados, redação do artigo e aprovação final da versão a ser publicada

Recebido para publicação em: 24.05.16
Aceite para publicação em: 28.09.16

Referencia 2016 IV(11): 61-69

 

 

 

Cómo citar este documento

Peiter, Caroline Cechinel; Caminha, Maria Eduarda Pereira; Lanzoni, Gabriela Marcellino de Melo; Erdmann, Alacoque Lorenzini. Gestão do cuidado de enfermagem ao paciente oncológico num hospital geral: uma Teoria Fundamentada nos Dados. Referencia 2016; IV(11). Disponible en <http://www.index-f.com/referencia/2016/411061.php> Consultado el

 

Resumo

Enquadramento: Verifica-se o crescente aumento na incidência de cancro, sendo atualmente a segunda doença não transmissível que mais mata no mundo. Objetivos: Compreender o significado da gestão do cuidado de enfermagem aos pacientes oncológicos internados num hospital geral. Metodologia: Pesquisa qualitativa. Utilizou-se a Teoria Fundamentada nos Dados. Realização de entrevistas semiestruturadas a 14 sujeitos (6 enfermeiros, 5 técnicos de enfermagem, 1 nutricionista, 1 psicóloga e 1 familiar) de agosto a outubro de 2010. Resultados: Após análise alcançaram-se 13 categorias, revelando-se a categoria central Perceber a superação do profissional e a importância da interdisciplinaridade ao contrastar a gestão do cuidado de enfermagem humanístico e humanitário preconizado ao paciente oncológico com o vivenciado pelos profissionais de saúde e familiares, numa unidade de internamento hospitalar geral. Conclusão: A gestão do cuidado de enfermagem ao paciente oncológico é considerada estratégia para efetivação de um cuidado direcionado. A enfermagem é percebida como o principal apoio do paciente e família. O cuidado multiprofissional e capacitação permanente são identificados como potencializadores do cuidado ao paciente oncológico.
Palavras chave: Enfermagem oncológica/ Oncologia/ Gerenciamento clínico/ Teoria fundamentada nos dados.
 

Resumen
Gestión del cuidado de enfermería a pacientes con cáncer en un hospital general: una Teoría Fundamentada en los Dados 

Marco contextual: Existe un creciente aumento en la incidencia de cáncer, actualmente la segunda enfermedad no contagiosa que más muertes produce. Objetivos: Comprender el significado de la gestión de los cuidados de enfermería a pacientes con cáncer en un hospital general. Metodología: Investigación cualitativa en la que se utilizó la Teoría Fundamentada en los Datos. Para ello se realizaron entrevistas semiestructuradas con 14 sujetos (6 enfermeros, 5 técnicos de enfermería, 1 nutricionista, 1 psicóloga y 1 familiar), de agosto hasta octubre de 2010. Resultados: Después del análisis se obtuvieron 13 categorías, entre ellas la categoría central Comprender la superación del profesional y la importancia de la interdisciplinariedad al contrastar la gestión de los cuidados de enfermería humanísticos y humanitarios recomendados para pacientes con cáncer con las experiencias de los profesionales de la salud y los familiares en una unidad hospitalaria general. Conclusión: La gestión de los cuidados de enfermería a pacientes con cáncer se considera una estrategia de ejecución de una atención dirigida. La enfermería se entiende como el apoyo principal del paciente y su familia. La atención multidisciplinaria y la capacitación permanente se identifican como aspectos que potencian la atención a los pacientes con cáncer.
Palabras clave: Enfermería/ Enfermería oncológica/ Oncología médica/ Manejo de la enfermidade/ Teoría fundamentada en los dados.
 

Abstract
Managing nursing care delivery to cancer patients in a general hospital: a Grounded Theory

Background: Cancer incidence rates have been increasing, and today cancer is the second most fatal non-communicable disease in the world. Objectives: To understand the meaning of the management of nursing care delivery to cancer inpatients in a general hospital. Methodology: This qualitative research used the Grounded Theory methodology. Semi-structured interviews were performed with 14 participants (6 nurses, 5 nursing technicians, 1 nutritionist, 1 psychologist, and 1 patient's relative) between August and October 2010. Results: After analysis, 13 categories emerged. The core category was Understanding how professionals excel themselves and how important is interdisciplinarity when comparing the management of humanistic and humanitarian nursing care recommended for cancer patients with the health professionals and family members' experiences in an inpatient unit of a general hospital. Conclusion: The management of nursing care delivery to cancer patients is considered to be strategic to patient-centered care. Both patients and family perceive nursing as their main source of support. Multidisciplinary care and ongoing training are identified as promoters of cancer patient care.
Key-words: Oncologic nursing/ Medical oncology/ Disease management/ Grounded theory.
 

Referências

Amador, D., Gomes, I., Coutinho, S., Costa, T., & Collet, N. (2011). Nurses' conceptions about pediatric oncology care training. Texto & Contexto Enfermagem, 20(1), 94-101. doi:10.1590/S0104-07072011000100011

COFEN. Conselho Federal de Enfermagem. Decreto 94.406/87. (2016) Recuperado de http://www.cofen.gov.br/decreto-n-9440687_4173.html

Cristo, L., & Araújo, T. (2011). Comunicação e oncologia: Levantamento de estudos brasileiros. Brasília Médica, 48(1), 50-57.

Cubero, D., & Giglio, A. (2014). Entendendo a síndrome de burnout na cancerologia. Revista Brasileira Medica, 71(nº esp.m 2), 3-8. doi:S0034-72642014018200001

Fernandes, M., & Komessu, J. (2013). Desafios do enfermeiro diante da dor e do sofrimento da família de pacientes fora de possibilidades terapêuticas. Revista Escola Enfermagem da USP, 47(1), 250-257. doi:10.1590/S0080-62342013000100032

França, J., Costa, S., Lopes, M., Nóbrega, M., & França, I. (2013). Importância da comunicação nos cuidados paliativos em oncologia pediátrica: Enfoque na teoria humanística de enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 21(3), 780-786. doi:10.1590/S0104-11692013000300018

Infante, S. (2011). Iatrogenic cancer pain and its prevention. Revista Dor, 12(1), 54-57. doi:10.1590/S1806-00132011000100012

Matos, E., Pires, D., & Gelbcke, F. (2012). Implicações da interdisciplinaridade na organização do trabalho da enfermagem: Estudo em equipe de cuidados paliativos. Revista Eletrônica Enfermagem, 14(2), 230-239. doi:10.5216/ree.v14i2.13237

Mesquita, M., Paes, G., Silva, M., Duarte, S., Erdmann, A., & Leite, J. (2015). Gerência do cuidado de enfermagem ao homem com câncer. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, 7(3), 2949-2960.

Ministério da Saúde, Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. (2015). Estimativa 2016: Incidência de câncer no Brasil. Recuperado de http://www.inca.gov.br/estimativa/2016/estimativa-2016-v11.pdf

Oliveira, M., & Firmes, M. (2012). Sentimentos dos profissionais de enfermagem em relação ao paciente oncológico. REME: Revista Mineira de Enfermagem, 16(1), 91-97. doi:S1415-27622012000100013

Portaria n.º 2.439/GM de 8 de dezembro. (2005). Recuperado de http://www1.inca.gov.br/inca/Arquivos/Legislacao/portaria_2439.pdf

Pradebon, V., Erdmann, A., Leite, J., Lima, S., & Prochnow, A. (2011). Complexity theory in the daily experience of the nurse manager. Acta Paulista de Enfermagem, 24(1), 13-22. doi:10.1590/S0103-21002011000100002

Regulamento nº 124/11 de 18 de Fevereiro. Diário da República nº 35/11, II Série. Ordem dos Enfermeiros. Lisboa, Portugal.

Santos, J., Lima, M., Pestana, A., Colomé, I., & Erdmann, A. (2016). Estratégias utilizadas pelos enfermeiros para promover o trabalho em equipe em um serviço de emergência. Revista Gaúcha de Enfermagem, 37(1), e50178. doi:10.1590/1983-1447.2016.01.50178

Silva, M., & Moreira, M. (2011). Standardization of nursing care in a palliative care oncology setting: Perceptions of nurses. Acta Paulista de Enfermagem, 24(2), 172-178. doi:10.1590/S0103-21002011000200003

Silva, M., Moreira, M., Leite, J., & Erdmann, A. (2012). Analysis of nursing care and the participation of families in palliative care in cancer. Texto & Contexto Enfermagem, 21(3), 658-666. doi:10.1590/S0104-07072012000300022

Soares, M., Resck, Z., Terra, F., & Camelo, S. (2015). Sistematização da assistência de enfermagem: Facilidades e desafios do enfermeiro na gerência da assistência. Escola Anna Nery, 19(1), 47-53. doi:10.5935/1414-8145.20150007

Strauss, A., & Corbin, J. (2008). Pesquisa qualitativa: Técnicas e procedimentos para o desenvolvimento da teoria fundamentada (2ª ed.). Porto Alegre, Brasil: Artmed.

World Health Organization. (2014). Global status report: On noncommunicable diseases 2014. Geneva, Switzerland: Author.

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería