ENTRAR            

 


 

Referencia ISSN:0874-0283 2016 serie IV numero 11 r411051

 

 

 

ARTIGO DE INVESTIGAÇÃO

 

Ir a Sumario

  

 

English version

 

 

Estratégias adotadas pelos pais na vivência da escolarização de filhos adultos e crianças com deficiência

Hilda Rosa Moraes de Freitas Rosário,* Simone Souza da Costa e Silva**
* MsC., Estudante, Universidade Federal do Pará, 66075-110, Barsil [hildarosamf@gmail.com]. Morada para correspondência: Tv. Barão do Triunfo nº3508, apto. 2105, Edifício Uno Tower. Bairro: Marco, 666095-050, Pará, Barsil. Contribuição no artigo: pesquisa bibliográfica, recolha e análise dos dados, escrita do artigo. ** Ph.D., Professora Adjunta III, Universidade Federal do Pará, 66075-110, Barsil [symon.ufpa@gmail.com]. Contribuição no artigo: análise de dados e discussão

Recebido para publicação em: 13.09.16
Aceite para publicação em: 21.11.16

Referencia 2016 IV(11): 51-59

 

 

 

Cómo citar este documento

Rosário, Hilda Rosa Moraes de Freitas; Silva, Simone Souza da Costa e. Estratégias adotadas pelos pais na vivência da escolarização de filhos adultos e crianças com deficiência. Referencia 2016; IV(11). Disponible en <http://www.index-f.com/referencia/2016/411051.php> Consultado el

 

Resumo

Enquadramento: Os diagnósticos de deficiência intelectual ou múltipla trazem necessidades à pessoa e à família, sendo o apoio oferecido pelos profissionais uma forma de atenuar os efeitos das práticas excludentes, sobretudo no contexto escolar. Objetivos: Identificar as ações/interações dos pais e seus condicionantes, ao vivenciarem a escolarização do filho com deficiência e contribuir para o planeamento de intervenções com os pais. Metodologia: Adotou-se a metodologia da Grounded Theory (GT). Foram entrevistados 9 pais, a partir de um roteiro semiestruturado. Resultados: A categoria central foi Vivenciar a escolarização do filho com deficiência: entre a exclusão e a inclusão, escolar composta de 3 macrocategorias: O mundo da escola para alunos com deficiência (condições), Estratégias dos pais diante da escolarização do filho (ação/interação) e Resultados da vivência da escolarização do filho (consequências). Conclusão: Aplicar a GT permitiu compreender os efeitos das estratégias dos pais na trajetória escolar dos seus filhos. Muitos mudaram os seus filhos de escola, matriculando-os em instituições especializadas, outros tiraram-nos do ambiente escolar, para que alcançassem os objetivos para o desenvolvimento dos filhos.
Palavras chave: Pais/ Teoria fundamentada nos dados/ Educação especial/ Pessoas com deficiência.
 

Resumen
Estrategias adoptadas por los padres en la escolarización de hijos adultos y niños con discapacidad

Marco contextual: El diagnóstico de discapacidad intelectual o múltiple supone una serie de necesidades para la persona y la familia. Por ello, el apoyo ofrecido por los profesionales se convierte en una forma de mitigar los efectos de las prácticas de exclusión, particularmente en el contexto escolar. Objetivos: Identificar las acciones/interacciones de los padres y sus condicionantes al vivir la escolarización del hijo con discapacidad, y contribuir a la planificación de intervenciones con los padres. Metodología: Se adoptó la Teoría Fundamentada en los Datos (TDF) y se entrevistó a 9 padres, para lo cual se utilizó una guía semiestructurada. Resultados: La categoría central fue Vivir la escolarización del hijo con discapacidad: entre la exclusión y la inclusión escolar, compuesta de 3 macrocategorías: El mundo de la escuela para alumnos con discapacidad (condiciones); Estrategias de los padres ante la escolarización del hijo (acción/interacción), y Resultados de la vivencia de la escolarización del hijo (consecuencias). Conclusión: aplicar la TFD permitió comprender los efectos de las estrategias de los padres en la trayectoria escolar de sus hijos. Muchos cambiaron a sus hijos de escuela y los matricularon en instituciones especializadas, otros los sacaron del ambiente escolar para que alcanzasen sus objetivos de desarrollo.
Palabras clave: Padres/ Teoría fundamentada/ Educación especial/ Personas con discapacidad.
 

Abstract
Strategies adopted by parents in the schooling experience of their young and adult children with disabilities

Background: People diagnosed with intellectual or multiple disabilities and their families have specific needs, and the support offered by professionals is a way to mitigate the effects of excluding practices, particularly in school settings. Objectives: To identify parents' actions/interactions and constraints concerning their experience of the schooling process of their children with disabilities, and contribute to the planning of interventions with parents. Methodology: The Grounded Theory (GT) was used. Nine parents were interviewed using a semi-structured guide. Results: The core category Experiencing the schooling process of children with disabilities: between school exclusion, inclusion and integration was composed of 3 macro-categories: The school world for students with disabilities (conditions), Parental strategies on their children's schooling process (action/ interaction), and Results of parents' experience of their children's schooling process (consequences). Conclusion: The use of GT allowed understanding the impact of parents' strategies on their children's academic path. Many of these parents moved their children to another school, enrolling them in specialized institutions, while others removed the children from the school environment to ensure the achievement of their developmental goals.
Key-words: Parents/ Grounded theory/ Special education/ Disabled persons.
 

Referências

American Association on Intellectual and Developmental Disabilities. (2010). Intellectual disability: Definition, classification and systems of supports (11ª ed.). Washington, DC: Author.

Fernandes, C. P., Vale, D. E., Nóbrega, E. B., Dias, M. M., & Sousa, S. F. (2012). Ansiedade e necessidades dos cuidadores de crianças com e sem deficiência. Revista de Enfermagem Referência, 3(6),181-189. doi: 10.12707/RIII11106

Flick, U. (2009). Introdução à pesquisa qualitativa (3a ed.). ( J. E. Costa, Trad.). Porto Alegre, Brasil: Artmed. (Obra original publicada em 2007).

Lima, S. R., & Mendes, E. G. (2011). Escolarização da pessoa com deficiência intelectual: Terminalidade específica e expectativas familiares. Revista Brasileira de Educação Especial, 17(2), 195-208. doi: 10.1590/S1413-65382011000200003

Martins, M., & Couto, A. P. (2014). Vivências do dia-a-dia de pais com filhos deficientes. Revista de Enfermagem Referência, 4(1), 117-124. doi: 10.12707/RIII1266

Martins, C. A., Abreu, W. J., & Figueiredo, M. C. (2014). Tornarse pai e mãe: Um papel socialmente construído. Revista de Enfermagem Referência, 4(2), 121-131. doi: 10.12707/ RIII1394

Maturana, A. P., & Cia, F. (2015). Educação especial e a relação família-escola: Análise da produção científica de teses e dissertações. Psicologia Escolar e Educacional, 19(2), 349-358. doi: 10.1590/2175-3539/2015/0192849

Monte, F. R., & Santos, I. B. (Coords.). (2006). Saberes e práticas da inclusão: Dificuldades acentuadas de aprendizagem: Deficiência múltipla. Brasília, Brasil: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial.

Pletsch, M. D. (2014a). A escolarização de pessoas com deficiência intelectual no Brasil: Da institucionalização às políticas de inclusão (1973 à 2013). Arquivos Analíticos de Políticas Educativas, 22(1), 1-29. doi: 10.14507/epaa.v22n81.2014

Pletsch, M. D. (2014b). Educação especial e inclusão escolar: Políticas, práticas curriculares e processos de ensino e aprendizagem. Poíesis Pedagógica, 12(1), 7-26. doi: 10.5216/rpp.v12i1.31204

Rocha, M. G., & Pletsch, M. D. (2015). Deficiência múltipla: Disputas conceituais e políticas educacionais no Brasil. Cadernos de Pesquisa, 22(1), 112-125. doi: 10.18764/2178-2229.v22.n1.p.112-125

Schmidt, A., & Angonese, L. S. (2009). O adulto com deficiência intelectual: Concepção de deficiência e trajetória escolar. In Anais do IX Congresso Nacional de Educação - EDUCERE/ III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia: Políticas e práticas educativas: Desafios da aprendizagem, Paraná, Brasil, 26-29 Outubro 2009 (pp. 4293-4303). Recuperado de http://www.pucpr.br/eventos/educere/educere2009/anais/pdf/3025_1690.pdf

Silveira, F. F., & Neves, M. M. (2006). Inclusão escolar de crianças com deficiência múltipla: Concepções de pais e professores. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 22(1), 79-88. doi: 10.1590/S0102-37722006000100010

Strauss, A., & Corbin, J. (2008). Pesquisa qualitativa: Técnicas e procedimentos para o desenvolvimento de teoria fundamentada (2a ed.). (L. O. Rocha, Trad.). Porto Alegre, Brasil: Artmed. (Obra original publicada em 1998).

Verdugo, M. A., & Jenaro, C. (2014). Características clínicas e tratamento da deficiência mental. In V. E. Caballo & M. A. Simón (Orgs.), Manual de psicologia clínica infantil e do adolescente: Transtornos gerais. (S. M. Dolinsky, Trad.). São Paulo, Brasil: Santos. (Obra original publicada em 2001).

Principio de p�gina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería