ENTRAR            

 


 

Referencia ISSN:0874-0283

 

 

 

ARTIGO DE INVESTIGAÇAO

 

 

Ir a Sumario

 

 

 

O banho do doente crítico: correlacionando temperatura ambiente e parâmetros oxihemodinâmicos

Aretha Pereira de Oliveira,* Dalmo Valério Machado de Lima,** Rubia Aparecida Lacerda,*** Maria Aparecida de Luca Nascimento****
*Acadêmica de enfermagem da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa (EEAAC), da Universidade Federal Fluminense (UFF), Brasil. [enfermeira_aretha@hotmail.com] **Enfermeiro, Mestre e Doutor em Enfermagem, Professor Adjunto do Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica da EEAAC-UFF, orientador, Brasil. [dalmomachado@enf.uff.br] ***Enfermeira, Mestre e Doutora em Enfermagem, Professora Associada do Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (EEUSP), Brasil. [rlacerda@usp.br] ****Enfermeira, Mestre e Doutora em Enfermagem, Professora Adjunto da Escola de Enfermagem Alfredo Pinto (EEAP) da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Brasil. [gemeas@centroin.com.br]

Recebido para publicação em 03.07.09
Aceite para publicação em 14.12.09

Referencia 2009 mar II(9):61-68

 

 

 

Cómo citar este documento

De Oliveira, Aretha Pereira; de Lima, Dalmo Valério Machado; Lacerda, Rubia Aparecida; Nascimento, Maria Aparecida de Luca. O banho do doente crítico: correlacionando temperatura ambiente e parâmetros oxihemodinâmicos. Referencia 2009 dic;II(11). Disponible en <http://www.index-f.com/referencia/2009/11-6168.php> Consultado el

 

Resumo

O plano terapêutico do doente crítico, além de incluir medidas necessárias à manutenção da vida, refere-se ao atendimento às necessidades humanas básicas, incluindo a realização do banho no leito. Fatores externos, como a temperatura ambiente (Tºamb), podem influenciar variáveis fisiológicas. Objetivou-se correlacionar a variação média da saturação arterial de oxigênio obtida por oximetria de pulso (SpO2) e da temperatura corporal (Tºax) com a Tºamb. Estudo participante, correlacional, com abordagem quantitativa das medidas supracitadas durante o banho no leito do doente crítico realizado com a temperatura da água constante (40ºC) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um Hospital Universitário brasileiro. Amostra de conveniência coletada entre dezembro de 2007 e abril de 2008, composta por 30 doentes com idade mínima de 18 anos e classificação no Therapeutic Interventions Score System-28 (TISS-28) a partir do nível II. Aspectos éticos contemplaram a Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde, que inclui a Declaração de Helsinki. Resultados mostram forte correlação positiva entre Tºamb e SpO2 (r = +0,77) e correlação positiva fraca entre aquela variável e Tºax (r = +0,39). Conclui-se que as baixas temperaturas da UTI podem ocasionar variações em parâmetros vitais, causando instabilidades e retardando o processo de recuperação dos doentes críticos.
Palavras chave: Temperatura ambiente/ Unidades de terapia intensiva/ Enfermagem/ Banhos.


Abstract
Correlations between ICU ambient temperature and blood oxygen saturation and body temperature of critically ill patients during bedbathing

A critically ill patient's therapeutic plan, besides including measures necessary to maintain life, involves care for basic human needs, such as bedbathing. External factors such as temperature (T°amb), may influence physiological variables. The objective was to correlate the variation of arterial oxygen saturation obtained by pulse oximetry (SpO2) and body's temperature (Tºax) with T°. A, correlational study with quantitative measures during bedbathing of critically ill patients was performed with a constant water temperature (40° C) in the Intensive Care Unit (ICU) of a Brazilian University Hospital. A convenience sample was recruited between December 2007 and April 2008, composed of 30 patients with a minimum age of 18 years and a Therapeutic Interventions Classification Score System-28 (TISS-28) from level II. Ethical considerations included Resolution 196/96 of the National Health Council, which incorporates the Helsinki Declaration. The results showed a strong positive correlation between T°amb and SpO2 (r = +0.77) and a weak positive correlation between this variable and Tºax (r = +0.39). It was concluded that the low temperatures in ICU can cause changes in vital parameters, causing instability and slowing the recovery process of critically ill patients.
Key-words: Temperature/ Intensive care units/ Nursing/ Baths.
 

Principio de pgina 

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería