ENTRAR            

 


 

Avances en Enfermera 0121-4500 32(2) 2014 322292

 

 
Artículo de Reflexión
 

 Ir a sumario    Acceso al texto completo

Avances en Enfermería
[av.enferm. -Col-]
2014 jul-dic; 32(2): 292-298
 
Recibido: 09/03/2011
Aprobado: 14/03/2014

Refletindo sobre os centros de atenção psicossocial

 

Ândrea Cardoso de Souza,* Ana Paula de Freitas Guljor,** Jorge Luiz Lima da Silva***

 

*Enfermeira. Doutora em Saúde Pública-Ensp/Fiocruz. Professora Assistente do Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Psiquiátrica da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense. **Médica. Doutoranda da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca/Fiocruz Hospital Psiquiátrico de Jurujuba/Fundação Municipal de Saúde de Niterói. ***Enfermeiro. Doutorando da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio- Ensp/Fiocruz. Professor Assistente do Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Psiquiátrica da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense

Cómo citar este documento:
De Souza, Ândrea Cardoso; Guljor, Ana Paula de Freitas; da Silva, Jorge Luiz Lima. Refletindo sobre os centros de atenção psicossocial. Avances en Enfermería. 2014 jul-dic, 32(2). En: <http://www.index-f.com/rae/322/r322292.php> Consultado el


R
esumo

Introdução: O processo de Reforma Psiquiátrica, em curso no Brasil, aponta para a construção e incorporação de novas práticas em saúde mental, como a implantação dos Centros de Atenção Psicossocial (caps). O Ministério da Saúde incorporou esse dispositivo como a principal estratégia de enfrentamento do modelo assistencial tradicional. Objetivos: Este artigo tem como objetivo refletir sobre a importância dos caps como projeto político-social na produção de novos sentidos para a doença mental. Metodologia: Trata-se de um estudo de revisão de literatura de abordagem qualitativa. Resultados: Percebeu-se que a dificuldade de inserção desses serviços, de maneira mais ampla, no território constitui-se empecilho para a promoção de novos sentidos para a loucura. Como também, que o projeto de promover uma transformação cultural acerca de loucura ainda é incipiente. Conclusão: Faz-se necessário que os caps se inscrevam de maneira mais ampla no território, aumentando sua projeção frente às políticas sociais.
Palavras chave: Centros Comunitários de Saúde Mental/ Atenção Primária à Saúde/ Saúde Mental.
 

Abstract
Reflection on psychosocial attention centers

Background: The Psychiatric Reform process currently underway in Brazil points to the construction and adoption of new mental health practices, among which is the implementation of Psychosocial Attention Centers (pac). The Brazilian Health Ministry adopted this device as the main strategy for coping with the traditional welfare model. Objectives: This article aims to perform reflection on the importance of psychosocial, political and social project in the production of new directions for mental illness. Methodology: This is a study of literature review of qualitative approach. Results: It was felt that the difficulty of inserting these services more widely in the territory constitutes a hindrance to the promotion of new directions for the madness. Furthermore, the project of promoting a cultural change about madness is still incipient. Conclusion: It is necessary that the pac expand more broadly into the territory, increasing its projection in the face of social policies.
Key-words: Community Mental Health Centers/ Primary Health Care/ Mental Health.


Resumen
Reflexión sobre los centros de atención psicosocial

Introducción: El proceso de la Reforma Psiquiátrica en curso en Brasil apunta a la construcción e incorporación de nuevas prácticas de salud mental, como la implementación de los Centros de Atención Psicosociales (caps). El Ministerio de Sanidad de Brasil incorporó este dispositivo como la principal estrategia para hacer frente al tradicional modelo asistencial. Objetivos: Este artículo pretende reflexionar sobre la importancia de los caps como proyecto político y social en la producción de nuevos sentidos para la enfermedad mental. Metodología: Se trata de un estudio de revisión de la literatura de abordaje cualitativo. Resultados: Se observó que la dificultad de inserción de estos servicios, más ampliamente en el territorio, constituye un factor que impide la promoción de nuevos sentidos a la locura. Además, el proyecto de promover una transformación cultural en relación con la locura es todavía incipiente. Conclusión: Es necesario que los caps se registren de manera más amplia en el territorio, incrementando su proyección frente las políticas sociales.
Palabras clave: Centros Comunitarios de Salud Mental/ Atención Primaria de Salud/ Salud Mental.
 

Referências

(1) Amarante P. Archivos de saúde mental e atenção psicossocial. Rio de Janeiro (rj): nau. 2003.

(2) Guljor apf. Os Centros de Atenção Psicossocial: um estudo sobre a transformação do modelo assistencial em saúde mental. Rio de Janeiro; 2003. Mestrado [dissertação], Escola Nacional de Saúde Pública. Especialização em Saúde Pública.

(3) República Federativa do Brasil. Ministério da Saúde. Portaria no. 336, de 19 de fevereiro de 2002, estabelece que os Centros de Atenção Psicossocial poderão constituir- se nas seguintes modalidades de serviços: caps i, caps ii e caps iii, definidos por ordem crescente de porte/complexidade e abrangência populacional [norma em Internet]. Diário Oficial União. 34, de 20 de fev de 2002; Seção 1: 22 [acesso: 10 mar 2011]. Disponível em: http://dtr2004.saude.gov.br/susdeaz/legislacao/legislacao_det.php?co_legislacao=58

(4) Rotelli F. Desinstitucionalização. São Paulo: Hucitec; 2001.

(5) Fidelis P. O desafio da produção de indicadores para a avaliação de serviços de Saúde Mental: um estudo de caso do centro de Atenção Psicossocial Rubens Corrêa, rj. Em: Archivos de Saúde Mental e Atenção Psicossocial [P. Amarante, org.]. Rio de Janeiro: nau editora; 2003.

(6) Yasui S. caps: aprendendo a perguntar. Em: Lancetti A (org.). Saúde loucura. São Paulo: Hucitec; 1989.

(7) Goldberg J. Reabilitação como processo -O Centro de Atenção Psicossocial- caps. Em: Pitta amf (org). Reabilitação Psicossocial no Brasil São Paulo: Hucitec, 2ª ed. 2001.

(8) Amarante P. Loucos pela vida: a trajetória da reforma psiquiátrica no Brasil. Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz, ensp, 1995.

(9) Nicácio F, Campos gws. A complexidade da atenção às situações de crise. Contribuições da desinstitucionalização para a invenção de práticas inovadoras em saúde mental. Rev Ter Ocup Univ São Paulo. 2004;15(2):71-81.

(10) Leal em, Delgado pgg. Clínica e cotidiano: o caps como dispositivo de desinstitucionalização. Em: Pinheiro R, Guljor ap, Silva Júnior, ag, Mattos ra, (org). Desinstitucionalização da saúde mental: contribuições para estudos avaliativos. Rio de Janeiro: ims/abrasco; 2007. pp.137-154.

(11) República Federativa do Brasil. Ministério da Saúde. Programas da Saúde [documento em Internet]. Brasília; 2007 [acesso: 10 mar 2011]. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/aplicacoes/noticias/noticias_detalhe.cfm?co_seq_noticia=28447

(12) República Federativa do Brasil. Ministério da Saúde. caps [hompage on the Internet] [acesso: 10 mar 2011]. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/visualizar_texto.cfm?idtxt=29797&janela=1

(13) República Federativa do Brasil. Ministério da Saúde. Portaria no. 245/gm de 17 de fevereiro de 2005, destina incentivo financeiro para implantação de Centros de Atenção Psicossocial e dá outras providências [norma em Internet]. Diário Oficial União.180, de 17 de set de 2004; Seção 1:51 [acesso: 10 mar 2011]. Disponível em: http://dtr2001.saude.gov.br/sas/PORTARIAS/Port2005/GM/GM-245.htm

(14) Tavares cmm, Branchat ma, Conceição S, Silva B, Knust R. Therapeutical activities as technologies of caring in mental health. Online Braz J Nurs [serial on the Internet]. 2002[access: 2011 Apr 10];1(2):[about 4 p.]. Available from: http://www.uff.br/nepae/siteantigo/objn102tavaresetal.htm

(15) Herrera em, Posada mla. Creencias y prácticas en el cuidado de la salud. Av Enferm. 2008;26(1):112-123.

(16) Yasui S, Costa-Rosa A. A Estratégia Atenção Psicossocial: desafio na prática dos novos dispositivos de Saúde Mental. Saúde Debate. 2008;32(78/80):27-37.

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería