ENTRAR            

 


 

R de Pesq: cuidado fundamental Online -Bra- v8n4 2016 85163

 

 
REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA
 

 Ir a sumario  Acceso al texto completo

Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
[
R de Pesq: cuidado é fundamental Online -Bra-]
2016 oct-dic 8(4):
5163-5176

 Recebido em: 24/02/2014
Revisões requeridas: 24/05/2016
Aprovado em: 15/06/2016
Publicado em: 01/10/2016

Análise dos acidentes de trabalho na equipe de enfermagem: uma revisão integrativa

 

Patrick Leonardo Nogueira da Silva,1 Larissa Mendes Carvalho,2 José Márcio Girardi de Mendonça,3 Renata Patrícia Fonseca Gonçalves,4 Simone Guimarães Teixeira Souto,5 Marcelo Rocha Torres6

 

(1) Enfermeiro, Especialista em Enfermagem do Trabalho, Universidade Estadual de Montes Claros/UNIMONTES, Montes Claros (MG), Brasil (2) Enfermeira, Universidade Estadual de Montes Claros/UNIMONTES, Montes Claros (MG), Brasil (3) Enfermeiro, Professor Mestre do curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Montes Claros/UNIMONTES, Montes Claros (MG), Brasil (4) Enfermeira, Professora Mestre do curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Montes Claros/UNIMONTES, Montes Claros (MG), Brasil (5) Enfermeira, Professora Mestre do curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Montes Claros/UNIMONTES, Montes Claros (MG), Brasil (6) Enfermeiro, Especialista em Emergência, Trauma e Terapia Intensiva, Universidade Estadual de Montes Claros/UNIMONTES, Montes Claros (MG), Brasil

 

Cómo citar este documento:
Silva, Patrick Leonardo Nogueira da; Carvalho, Larissa Mendes; Mendonça, José Márcio Girardi de; Gonçalves, Renata Patrícia Fonseca; Souto, Simone Guimarães Teixeira; Torres, Marcelo Rocha. Análise dos acidentes de trabalho na equipe de enfermagem: uma revisão integrativa. R de Pesq: cuidado é fundamental Online -Bra-. 2016 oct-dic, 8(4). En: <http://www.index-f.com/pesquisa/2016/85163.php> Consultado el

Resumo

Objetivo: Analisar os acidentes de trabalho na equipe de enfermagem. Métodos: Revisão integrativa na qual a amostra de artigos captados estava disponível em periódicos nacionais e internacionais e se encontravam nas bases do SCIELO e LILACS, durante os anos de 2007-2011. Resultados: Encontrou-se 212 publicações, sendo que 18 foram selecionados após aplicação dos critérios de inclusão. Encontrou-se um maior número de publicações na SCIELO (61%) e houve igualdade no número de publicações nos anos de 2007-2009 e 2011 (22,2%). Após a análise, percebeu-se que a equipe de enfermagem é bastante atingida pelos acidentes de trabalho, e que os materiais perfurocortantes são os principais vilões nesse sentido, e o material biológico se faz bastante presente. Conclusão: Conclui-se que não somente os trabalhadores devem ter a ciência dos cuidados em seu local de trabalho, mas também as instituições de saúde em cumprir suas obrigações visando à proteção do trabalhador.
Descritores: Acidentes de trabalho/ Equipe de enfermagem/ Riscos ocupacionais.
 

Resumen
Análisis de los accidentes de trabajo en el equipo de enfermería: una revisión integrativa

Objetivo: Analizar las lesiones relacionadas con el trabajo del personal de enfermería. Método: Revisión integradora en la que se obtuvo la muestra de artículos disponibles en revistas nacionales e internacionales en las bases SciELO y LILACS, durante los años 2007-2011. Resultados: Se encontraron 212 publicaciones, de las cuales 18 fueron seleccionadas después de aplicar los criterios de inclusión. Se reunió un gran número de publicaciones en SciELO (61%) y hubo igualdad en el número de publicaciones en los años 2007-2009 y 2011 (22,2%). Después del examen, se observó que el personal de enfermería es muy atingido por los accidentes, y que los objetos punzantes son los principales villanos en este sentido, el material biológico está muy presente. Conclusión: Se concluye que no sólo los trabajadores deben tener la ciencia del cuidado en su lugar de trabajo, sino también las instituciones de salud para cumplir con sus obligaciones con el fin de proteger al trabajador.
Descriptores: Accidentes de Trabajo/ Equipo de Enfermería/ Riegos Ocupacionales.
 

Abstract
Analysis of the accidents at work in the nursing staff: an integrative review

Objective: To analyze work-related injuries in nursing staff. Method: Integrative review in which the sample was obtained by articles of national and international journals that were available on the SciELO and LILACS databases, between 2007-2011. Results: We found 212 publications, of which 18 were selected after applying the inclusion criteria. A large number of publications were found in SciELO (61%) and there was equality in the number of publications in the years 2007-2009 and 2011 (22.2%). After examination, it was noticed that the nursing staff is very struck by accidents, and that the sharps are the main villains in this sense, and biological material is also very present. Conclusion: It is concluded that not only the workers should have care knowledge in their workplace, but also the health institutions have to meet their obligations in order to protect the workers.
Descriptors: Work accidents/ Nursing crew/ Occupational risks.
 

Referências

1. Oliveira RA. A concepção de trabalho na filosofia do jovem Marx e suas implicações antropológicas. Kínesis [Internet]. 2010 [Citado em 2012 oct 25];2(3):72-88. Disponível em: http://www.marilia.unesp.br/Home/RevistasEletronicas/Kinesis/6_RenatoAlmeidadeOliveira.pdf

2. Schmoeller R, Trindade LL, Neis MB, Gelbcke FL, Pires DEP. Cargas de trabalho e condições de trabalho da enfermagem: revisão integrativa. Rev Gaúcha Enferm [Internet]. 2011 [Citado em 2012 oct 18];32(2):368-77. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v32n2/a22v32n2.pdf

3. Jakobi HR. Mapa de risco ocupacional no Estado de Rondônia baseado em tecnologia de georeferenciamento [Dissertação]. Porto Velho (RO): Universidade Federal de Rondônia, 2008 [Citado em 2012 oct 25]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/artigos/mapa_risco_ocupacional_ro.pdf

4. Ribeiro EJG, Shimizu HE. Acidentes de trabalho com trabalhadores de enfermagem. Rev Bras Enferm [Internet]. 2007 [Citado em 2012 oct 18];60(5):535-40. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v60n5/v60n5a10.pdf

5. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas e Estratégias. Notificação de acidentes do trabalho fatais, graves e com crianças e adolescentes. Saúde do trabalhador: protocolos de complexidade diferenciada2. Brasília (DF); 2006 [Citado em 2012 oct 24]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/protocolo_not_acidentes_trab.pdf

6. Brasil. Ministério da Saúde. Portaria GM nº. 485, de 11/11/2005, D.O.U. em 16/11/2005. Portaria GM nº. 939, de 18/11/2008, D.O.U. em 19/11/2008. Portaria GM nº. 1.748, de 30/08/2011, D.O.U. em 31/08/2011. Dispõe sobre a Norma Regulamentadora nº. 32 na qual tem por finalidade estabelecer as diretrizes básicas para a programação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência à saúde em geral. 2006 [Citado em 2012 oct 23]. Disponível em: http://portal.mte.gov.br/data/files/8A7C812D36A280000138812EAFCE19E1/NR-32%20(atualizada%202011).pdf

7. Canini SRMS, Moraes SA, Gir E, Freitas ICM. Percutaneous injuries correlates in the nursing team of a Brazilian tertiary-care university hospital. Rev Latino-am Enferm [Internet]. 2008 [Citado em 2012 oct 18];16(5):818-23. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v16n5/04.pdf

8. Lima FA, Pinheiro PNC, Vieira NFC. Acidentes com material perfurocortante: conhecendo os sentimentos e as emoções dos profissionais de enfermagem. Esc Anna Nery [Internet]. 2007 [Citado em 2012 oct 18];11(2):205-11. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v11n2/v11n2a04.pdf

9. Gomes AC, Agy LL, Malaguti SE, Canini SRMS, Cruz EDA; Gir, E. Acidentes ocupacionais com material biológico e equipe de enfermagem de um hospital-escola. Rev Enferm UERJ [Internet]. 2009 [Citado em 2012 oct 18];17(2):220-3. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v17n2/v17n2a14.pdf

10. Giomo DB, Freitas FCT, Alves LA, Robazzi MLCC. Acidentes de trabalho, Riscos Ocupacionais e Absenteísmo entre trabalhadores de Enfermagem Hospitalar. Rev Enferm UERJ [Internet]. 2009 [Citado em 2012 oct 19];17(1):24-9. Disponível em: http://files.bvs.br/upload/S/0104-3552/2009/v17n1/a004.pdf

11. Paulino DCR, Lopes MVO, Rolim ILTP. Biossegurança e acidentes de trabalho com pérfuro-cortantes entre os profissionais de enfermagem de Hospital Universitário de Fortaleza-CE. Cogitare Enferm [Internet]. 2008 [Citado em 2012 oct 15];13(4):507-13. Disponível em: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/cogitare/article/view/13109/8867

12. Simão SAF, Soares CRG, Souza V, Borges RAA, Cortez EA. Acidentes de trabalho com material perfurocortante envolvendo Profissionais de Enfermagem de Unidade de Emergência Hospitalar. Rev Enferm UERJ [Internet]. 2010 [Citado em 2012 oct 18];18(3):400-4. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v18n3/v18n3a11.pdf

13. Valim MD, Marziale MHP. Avaliação da exposição ocupacional a material biológico em serviços de saúde. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2011 [Citado em 2012 oct 18];20(esp):138-46. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v20nspe/v20nspea18.pdf

14. Silva TR, Rocha SA, Ayres JA, Juliani CMCM. Acidente com material perfurocortante entre profissionais de enfermagem de um hospital universitário. Rev Gaúcha Enferm [Internet]. 2010 [Citado em 2012 oct 18];31(4):615-22. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v31n4/a02v31n4.pdf

15. Sousa JV, Campos LF. Relato de experiência quanto à orientação de conduta frente a acidentes de trabalho com perfurocortantes e fluidos orgânicos. Cogitare Enferm [Internet]. 2008 [Citado em 2012 oct 30];13(4):602-6. Disponível em: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/cogitare/article/view/13124/8883

16. Secco IAO; Robazzi MLCC. Acidentes de trabalho na equipe de enfermagem de um hospital de ensino do Paraná Brasil. Ciênc Enferm [Internet]. 2007 [Citado em 2012 oct 18];13(2):65-78. Disponível em: http://www.scielo.cl/pdf/cienf/v13n2/art08.pdF

17. Vieira M, Padilha MI, Pinheiro RDC. Analysis of accidents with organic material in health workers. Rev Latino-am Enferm [Internet]. 2011 [Citado em 2012 oct 18];19(2):332-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v19n2/15.pdf

18. Chiodi MB, Marziale MHP, Robazzi MLCC. Occupational accidents involving biological material among public health workers. Rev Latino-am Enferm [Internet]. 2007 [Citado em 2012 oct 18];15(4):632-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v15n4/v15n4a17.pdf

19. Brasil. Ministério da Saúde. Senado Federal. Secretaria Especial de Informática. Constituição da República Federativa do Brasil Texto promulgado em 05 de outubro de 1988. Brasília, 2013. Disponível em: http://www.senado.gov.br/legislacao/const/con1988/CON1988_05.10.1988/CON1988.pdf

20. Brasil. Ministério da Saúde. Presidência da República. Lei Nº. 8.080, de 19 de setembro de 1990 [Citado em 2012 oct 24]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8080.htm

21. Brasil. Ministério da Saúde. Portaria GM nº. 1679, de 19/09/2002. Dispõe sobre a estruturação da rede nacional de atenção integral à saúde do trabalhador no SUS e dá outras providências. 2002 [Citado em 2012 oct 23]. Disponível em: http://www.saude.al.gov.br/sites/default/files/portaria_n.1679_de_18.09.2002.pdf

22. Brasil. Ministério da Saúde. Portaria GM nº. 2.437, de 7/12/2005. Dispõe sobre a ampliação e o fortalecimento da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador - RENAST no Sistema Único de Saúde - SUS e dá outras providências. 2005 [Citado em 2012 oct 21]. Disponível em: http://www.registro.sp.gov.br/cerest/arquivos/portarias/PORTARIA_2437.pdf

23. Brasil. Ministério da Saúde. Portaria GM nº. 1339, de 18/11/1999. Dispõe sobre a lista de doenças relacionadas ao trabalho, a ser adotada como referência dos agravos originados no processo de trabalho no Sistema Único de Saúde, para uso clínico e epidemiológico. 1999 [Citado em 2012 oct 22]. Disponível em: http://dtr2001.saude.gov.br/sas/PORTARIAS/Port99/GM/GM-1339.html

24. Brasil. Ministério da Saúde. Portaria GM nº. 777, de 28/04/2004. Dispõe sobre os procedimentos técnicos para a notificação compulsória de agravos à saúde do trabalhador em rede de serviços sentinela específica, no Sistema Único de Saúde SUS. 2004 [Citado em 2012 oct 21]. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/Portaria777.pdf

25. Brasil. Ministério do Trabalho e Emprego. Portaria MTE nº. 485, de 11/11/2005. 2005 [Citado em 2012 oct 20]. Dispõe sobre as diretrizes básicas para a programação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência à saúde em geral. Disponível em: http://www.saude.mg.gov.br/images/documentos/Portaria_485.pdf

26. Brasil. Ministério do Trabalho e Emprego. Portaria n°. 939, de 18/11/2008. Dispõe sobre os deveres dos empregadores em promover a substituição dos materiais perfurocortantes por outros com dispositivo de segurança no prazo máximo de vinte e quatro meses a partir da data de publicação desta portaria. 2008 [Citado em 2012 oct 21]. Disponível em: http://portal.mte.gov.br/data/files/8A7C812D3226A41101322A9577176D1D/p_20081118_939.pdf

27. Brasil. Ministério do Trabalho e Emprego. Portaria nº. 1.748, de 30/08/2011. 2011 [Citado em 2012 oct 20]. Disponível em: http://csa.fau.com.br/site/arquivos/arquivo_20111207110600.pdf

28. Brasil. Ministério da Saúde. Lei nº. 8.213, de 24/07/1991. Dispõe sobre os planos de benefícios da Previdência Social e dá outras providências. 1991 [Citado em 2012 oct 22]. Disponível em: http://www.ipsm.mg.gov.br/arquivos/legislacoes/legislacao/leis/lei_8213.pdf

29. Mancini PC, Teixeira LC, Resende LM, Gomes AM, Vicente LCC, Oliveira PM. Medidas de biossegurança em audiologia. Rev CEFAC [Internet]. 2008 [Citado em 2012 nov 7];10(4):603-10. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rcefac/v10n4/v10n4a22.pdf

30. Anvisa. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Infecção relacionada à assistência à saúde. Modúlo 05. 2004 [Citado em 2012 oct 25]. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/manuais/iras/M%F3dulo%205%20-%20Risco%20Ocupacional%20e%20Medidas%20de%20Precau%E7%F5es%20e%20Isolamento.pdf

31. Moresi E. Metodologia da pesquisa. Universidade Católica de Brasília UCB. Brasília, 2003 [Citado em 2012 oct 23]. Disponível em: http://www.inf.ufes.br/~falbo/files/MetodologiaPesquisa-Moresi2003.pdf

32. Siena O. Metodologia da pesquisa cientifica: elementos para elaboração e apresentação de trabalhos acadêmicos. Porto Velho, 2007 [Citado em 2012 oct 23]. Disponível em: http://www.mestradoadm.unir.br/site_antigo/doc/manualdetrabalhoacademicoatual.pdf

33. Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2008 [Citado em 2012 oct 30];17(4):758-64. http://www.scielo.br/pdf/tce/v17n4/18.pdf

34. Botelho LLR, Cunha CCA, Macedo M. O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Rev Eletr Gestão Soc [Internet]. 2011 [Citado em 2012 oct 23];5(11):121-36. Disponível em: http://www.gestaoesociedade.org/gestaoesociedade/article/view/1220/906

35. Pompeo DA, Rossi LA, Galvão CM. Integrative literature review: the initial step in the validation process of nursing diagnoses. Acta Paul Enferm [Internet]. 2009 [Citado em 2012 oct 30];22(4):434-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v22n4/en_a14v22n4.pdf

36. Souza MT; Silva MD, Carvalho R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein [Internet]. 2010 [Citado em 2012 oct 30];8(1 Pt 1):102-6. Disponível em: http://apps.einstein.br/revista/arquivos/PDF/1134-Einsteinv8n1_p102-106_port.pdf

37. Leitão IMTA, Fernandes AL, Ramos IC. Saúde ocupacional: analisando os riscos relacionados à equipe de enfermagem numa unidade de terapia intensiva. Ciênc Cuid Saúde [Internet]. 2008 [Citado em 2012 oct 19];7(4):476-84. Disponível em: http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/6630/3907

38. Castro MR, Farias SNP. Repercussões do acidente com perfurocortantes para a enfermagem: uma construção a partir do grupo focal. Esc Anna Nery [Internet]. 2009 [Citado em 2012 oct 18];13(3):523-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v13n3/v13n3a10.pdf

39. Silva MKD, Zeitoune RCG. Riscos ocupacionais em um setor de hemodiálise na perspectiva dos trabalhadores da equipe de enfermagem. Esc Anna Nery [Internet]. 2009 [Citado em 2012 oct 18];13(2):279-86. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v13n2/v13n2a07.pdf

40. Câmara PF, Lira C, Santos Junior BJ, Vilella TAS, Hinrichsen SL. Investigação de acidentes biológicos entre profissionais da equipe multidisciplinar de um hospital. Rev Enferm UERJ [Internet]. 2011 [Citado em 2012 oct 19];19(4):583-6. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v19n4/v19n4a13.pdf

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-Tesis
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería