ENTRAR            

 


 

R de Pesq: cuidado fundamental Online -Bra- v8n4 2016 85080

 

 
PESQUISA
 

 Ir a sumario  Acceso al texto completo

Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
[
R de Pesq: cuidado é fundamental Online -Bra-]
2016 oct-dic 8(4):
5080-5086

 Recebido em: 06/09/2014
Revisões requeridas: 30/05/2015
Aprovado em: 08/01/2016
Publicado em: 01/10/2016

Cair faz parte da vida: Fatores de risco para quedas em idosos

 

Luana Possamai Menezes,1 Bruna Stamm,2 Marinês Tambara Leite,3 Leila Mariza Hildebrandt,4 Rosane Maria Kirchner5

 

(1) Enfermeira. Especialista em Gestão Pública dos Serviços de Saúde. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria (PPGEnf-UFSM), Santa Maria, RS, Brasil. Membro do Grupo de Pesquisa Cuidado, Saúde e Enfermagem UFSM (2) Enfermeira. Doutora em Gerontologia Biomédica. Docente Adjunta do Departamento de Ciências da Saúde do Centro de Educação Superior Norte RS/Universidade Federal de Santa Maria (CESNORS/UFSM), campus Palmeira das Missões, RS/Brasil. Tutora do Grupo PET Enfermagem CESNORS/UFSM (3) Enfermeira. Mestre em Enfermagem Psiquiátrica. Docente Assistente do Departamento de Ciências da Saúde do CESNORS/UFSM, campus Palmeira das Missões, RS/Brasil (4) Licenciatura em Matemática. Doutora em Engenharia Elétrica. Docente Adjunta do Departamento de Zootecnia e Ciências Biológicas CESNORS/UFSM, campus Palmeira das Missões/RS, Brasil (5) Enfermeira. Mestra em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professora Substituta do curso de enfermagem CESNORS/UFSM, campus Palmeira das Missões/RS, Brasil

 

Cómo citar este documento:
Menezes, Luana Possamai; Stamm, Bruna; Leite, Marinês Tambara; Hildebrandt, Leila Mariza; Kirchner, Rosane Maria. Cair faz parte da vida: Fatores de risco para quedas em idosos. R de Pesq: cuidado é fundamental Online -Bra-. 2016 oct-dic, 8(4). En: <http://www.index-f.com/pesquisa/2016/85080.php> Consultado el

Resumo

Objetivo: Identificar a prevalência de quedas em idosos residentes em área urbana e analisar os fatores de risco associados a quedas. Métodos: Pesquisa quantitativa, transversal e descritiva, da qual participaram 368 idosos. Os dados foram coletados com auxílio de um instrumento com questões sócias demográficas e o Mini Exame do Estado Mental. Para análise foi utilizada a estatística descritiva e teste qui-quadrado. Resultados: Verificou-se que 53% dos idosos apresentaram queda nos últimos seis meses, cuja principal causa tem relação com ambiente doméstico inadequado. 46,7% dos idosos que caíram faziam uso de medicamentos. Dentre os idosos que não estudaram 67,64% apresentaram déficit cognitivo e, destes, 47,8% caíram; 35,54% dos idosos que possuem escolaridade e apresentam déficit cognitivo, 44,1% deles tiveram quedas. Conclusão: O conhecimento dos fatores de risco para quedas em idosos favorece a implantação de ações com o objetivo de maximizar a qualidade de vida e prevenir quedas em idosos.
Descritores: Idoso/ Acidentes por quedas/ Cognição/ Enfermagem.
 

Resumen
Caer hace parte de la vida: Factores de riesgo para caídas en ancianos

Objetivo: Identificar la prevalencia de caídas en ancianos residentes en área urbana y analizar los factores de riesgo asociados con las caídas. Método: Pesquisa cuantitativa, transversal y descriptiva, de la cual participarán 368 ancianos. Los datos fueran recogidos con la ayuda de un instrumento con cuestiones socias demográficas y el Mini Examen del Estado Mental. Para analice fue utilizada la estadística descriptiva y test qui-cuadrado. Resultados: Se verificó que 53% de los ancianos presentarán caída en los últimos seis meses, cuya causa principal tiene relación con el ambiente doméstico inadecuado. 46,7% de los ancianos que cayeron hacían uso de medicamentos. Entre los ancianos que no estudiarán 67,64% presentarán déficit cognitivo y, de estos, 47,8% cayeron; 35,54% de los ancianos que poseen escolaridad y presentan déficit cognitivo, 44,1% de ellos tuvieron caídas. Conclusión: El conocimiento de los factores de riesgo para caídas en ancianos favorece la implantación de acciones con el objetivo de maximizar la cualidad de vida y prevenir caídas en ancianos.
Descriptores: Ancianos/ Caídas accidentales/ Cognición/ Enfermería.
 

Abstract
Falling is a part of life: Falls risk factors to the elderly

Objective: To identify the prevalence of falls in the elderly living in urban areas and analyze the risk factors associated with falls. Method: quantitative, cross-sectional and descriptive study, in which attended 368 seniors. The data were collected with the support of an instrument with demographic issues and the Mini Mental State Examination. To analyze, the descriptive statistics and chi-square test were used. Results: It was found that 53% of the elderly have fallen in the last six months, the main cause is related to inadequate domestic environment. 46.7% of the elderly who fell were using drugs. Among the elderly who were not studied, 67.64% had cognitive impairment and, of these, 47.8% have fallen; of the 35.54% elderly who have education and exhibit cognitive impairment, 44.1% have had falls. Conclusion: The knowledge of risk factors for falls in the elderly favors the implementation of actions aimed at maximizing the quality of life and prevent falls in the elderly.
Descriptors: Aged/ Accidental falls/ Cognition/ Nursing.
 

Referências

1. Gai J, Gomes L, Nóbrega OT, Rodrigues MP. Fatores associados a quedas em mulheres idosas residentes na comunidade. Rev Assoc Med Bras. [internet]. 2010; 56(3): 327-32. [acesso em 2012 nov 19]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid

2. Duarte YAO, Diogo MJDE. Atendimento domiciliar: um enfoque gerontológico. São Paulo: Ed. Atheneu, 2005; p.191.

3. Messias MG, Neves RF. A influência de fatores comportamentais e ambientais domésticos nas quedas em idosos. Rev Bras Geriatr Gerontol, 2009; 12(2): 275-82.

4. Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Políticas de Saúde. Departamento de Atenção Básica. Cadernos de Atenção Básica: Programa de Saúde da Família. Brasília; 2000.19p.(Caderno 4).

5. Cavalcante ALP, Aguiar JB, Gurgel LA. Fatores associados a quedas em idosos residentes em um bairro de Fortaleza, Ceará. Rev Bras Geriatr Gerontol. Rio de Janeiro, 2012; 15(1): 137-146.

6. Bertolucci PHF, Brucki SMD, Campacci SR, Juliano Y. O Mini Exame do Estado Mental em uma população geral: impacto da escolaridade. Arq Neuropsiquiatria. 1994; 52(1):1-7.

7. Almeida OP. Mini mental state examination and the diagnosis of dementia in Brazil. Arq Neuropsiquiatr. 1998; 56(3B): 605-12.

8. Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Esperança de vida ao nascer, 2012 [acesso em 2013 jul 18]. Disponível em: www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/indic_sociosaude/2009/

9. Pilger C, Menon MH, Mathias TAF. Características sócio demográficas e de saúde de idosos: contribuições para os serviços de saúde. Rev Latino-Am Enfermagem. [internet]. 2011; 19(5):1-9. [acesso em 2014 ago 17]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v19n5/pt_22.pdf

10. Ranaweera AD, Fonseka P, PattiyaArachchi A, Siribaddana SH. Incidence and risk factors of falls among the elderly in the district of Colombo. Ceylon Medical Journal [internet]. 2013; 58(3): 100-106. [acesso em 2014 ago 17]. Disponível em: http://www.sljol.info/index.php/CMJ/article/view/5080/4784

11. Cruz DT, Ribeiro LC, Vieira MT, Teixeira MTB, Bastos RR, Leite ICG. Prevalência de quedas e fatores associados em idosos. Rev Saúde Pública [internet]. 2012; 46(1):138-46. [acesso em 2014 ago 17]. Disponível em m: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102012000100017

12. Gawryszewski VP. A importância das quedas no mesmo nível entre idosos no Estado de São Paulo. Rev Assoc Med Bras. [internet]. 2010; 56(2): 162-7. [acesso em 2012 nov 19]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid

13. Mizukami S et al. Falls Are Associated with Stroke, Arthritis and Multiple Medications among Community-Dwelling Elderly Persons in Japan. Tohoku J. Exp. Med. [internet]. 2013; 231 (4): 299-303. [acesso em 2014 ago 17]. Disponível em: https://www.jstage.jst.go.jp/article/tjem/231/4/231_299/_pdf

14. Pinho TAM, Silva AO, Tura LFR, Moreira MASP, Gurgel SN, Smith AAF, et al. Avaliação do risco de quedas em idosos atendidos em Unidade Básica de Saúde. Rev Esc Enferm USP. [internet]. 2012; 46 (2):320-7. [acesso em 2012 dez 29]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v46n2/a08v46n2.pdf

15. Ferreira OGL, Maciel SC, Silva AO, Santos WS, Moreira MASP. O envelhecimento ativo sob o olhar de idosos funcionalmente independentes. Rev Esc Enferm USP [internet]. 2010; 44 (4): 1065-9. [acesso em 2012 dez 29]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v44n4/30.pdf

16. Maia BC, Viana PS, Arantes PMM, Alencar MA. Consequências das Quedas em Idosos Vivendo na Comunidade. Rev Bras Geriatr Gerontol [internet]. 2011; 14(2):381-393. [acesso em 2014 ago 17]. Disponível em: http://revista.unati.uerj.br/pdf/rbgg/v14n2/v14n2a17.pdf

17. Perracini MR, Ramos LR. Fatores associados a quedas em uma coorte de idosos residentes na comunidade. Rev Saúde Pública 2002; 36(6): 709-16.

18. Carvalho AM, Coutinho ESF. Demência como fator de risco para fraturas graves em idosos. Rev Saúde Pública [internet]. 2002; 36 (4): 448-54. [acesso em 2013 jan 24]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v36n4/11763.pdf

19. Machado JC, Ribeiro RCL, Cotta RMM, Leal PFG. Declínio cognitivo de idosos e sua associação com fatores epidemiológicos em Viçosa, Minas Gerais. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2011; 14(1): 109-22.

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-Tesis
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería