ENTRAR            

 


 

R de Pesq: cuidado fundamental Online -Bra- v8n4 2016 85002

 

 
PESQUISA
 

 Ir a sumario  Acceso al texto completo

Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
[
R de Pesq: cuidado é fundamental Online -Bra-]
2016 oct-dic 8(4):
5002-5009

 Recebido em: 17/03/2015
Revisões requeridas: Não
Aprovado em: 08/01/2016
Publicado em: 01/10/2016

A teoria em prática: interlocução ensino-serviço no contexto da atenção primária à saúde na formação do(a) enfermeiro(a)

 

Cássio de Almeida Lima,1 Jucimere Fagundes Durães Rocha,2 Maisa Tavares de Souza Leite,3 Amanda Gesiele Pereira Santos,4 Bianca Gonçalves Rodrigues,5 Amanda Fonseca Moura Lafetá6

 

(1) Enfermeiro. Mestrando em Saúde, Sociedade e Ambiente pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Diamantina (MG), Brasil (2) Enfermeira. Especialista em Saúde da Família, Mestranda em Ensino em Saúde. Professora do Departamento de Enfermagem da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e da Associação Educativa do Brasil (SOEBRAS). Montes Claros (MG), Brasil (3) Enfermeira. Doutora em Ciências. Professora do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (PPGCS) da Unimontes. Montes Claros (MG), Brasil (4) Enfermeira. Graduada pela Unimontes. Montes Claros (MG), Brasil (5) Enfermeira. Graduada pela Unimontes. Montes Claros (MG), Brasil (6) Enfermeira. Graduada pela Unimontes. Montes Claros (MG), Brasil

 

Cómo citar este documento:
Lima, Cássio de Almeida; Rocha, Jucimere Fagundes Durães; Leite, Maisa Tavares de Souza; Santos, Amanda Gesiele Pereira; Rodrigues, Bianca Gonçalves; Lafetá, Amanda Fonseca Moura. A teoria em prática: interlocução ensino-serviço no contexto da atenção primária à saúde na formação do(a) enfermeiro(a). R de Pesq: cuidado é fundamental Online -Bra-. 2016 oct-dic, 8(4). En: <http://www.index-f.com/pesquisa/2016/85002.php> Consultado el

Resumo

Objetivo: Compreender as percepções dos estudantes do Curso de Graduação em Enfermagem acerca da sua inserção na prática dos serviços da Atenção Primária à Saúde. Métodos: Estudo descritivo, com abordagem qualitativa e enfoque fenomenológico, realizado no Curso de Graduação em Enfermagem em uma universidade pública estadual do Brasil. A análise das entrevistas realizadas ocorreu por meio das etapas metodológicas da fenomenologia: descrição, redução, compreensão, análise ideográfica e nomotética. Resultados: A compreensão da essência do fenômeno desvelou a categoria interlocução ensino-serviço no contexto da Atenção Primária à Saúde: significados para o graduando em enfermagem. Tem-se contemplado de maneira positiva a interlocução entre o ensino e os cuidados primários de saúde, com a imersão do acadêmico na vivência da realidade do SUS. Conclusão: A imersão nos cuidados e serviços primários de saúde tem promovido uma efetiva interlocução ensino-serviço, corrobora os pressupostos das Diretrizes Curriculares Nacionais.
Descritores: Estudantes de Enfermagem/ Educação em Enfermagem/ Cuidados de Enfermagem/ Atenção Primária à Saúde.
 

Resumen
La teoría a la práctica: interlocución docencia-servicio en el contexto de la atención primaria de salud en la formación de la enfermera

Objetivo: Comprender las percepciones de los estudiantes del Pregrado en Enfermería sobre su inserción en la práctica los servicios de Atención Primaria de Salud. Métodos: Estudio descriptivo, utilizando un enfoque cualitativo y enfoque fenomenológico, llevado a cabo en la formación de pregrado Curso de Enfermería en una universidad pública de Brasil. El análisis de las entrevistas se produjo por medio de etapas metodológicas de la fenomenología: descripción, reducción, comprensión, análisis ideográfico y a través de un nomothetic. Resultados: La comprensión de la esencia del fenómeno revelado categoría interlocución docenciaservicio en el contexto de la Atención Primaria de Salud: significados para el estudiante de posgrado en el campo de la enfermería. Lo que se ha contemplado de manera positiva la interlocución entre la educación y la atención primaria de la salud, con la inmersión de la experiencia académica de la realidad de SUS. Conclusión: La inmersión en atención primaria de la salud y servicios ha promovido un diálogo efectivo docencia-servicio, corrobora la hipótesis de Directrices Curriculares Nacionales.
Descriptores: Estudiantes de Enfermería/ Educación en Enfermería/ Atención de Enfermería/ Atención Primaria de Salud.
 

Abstract
The theory into practice: teaching-service dialogue in the context of primary healthcare in the training of nurses

Objective: To understand the perceptions of the students of the Undergraduate Nursing Course about their insertion in practice the services of Primary Health Care. Methods: A descriptive study, using a qualitative approach and phenomenological approach, carried out in the Undergraduate Nursing Course at a public university state of Brazil. The analysis of interviews occurred by means of methodological steps of phenomenology: description, reduction, understanding, ideographic analysis and nomothetic. Results: The understanding of the essence of the phenomenon revealed category interlocution teaching-service in the context of Primary Health Care: meanings for the graduate student in nursing. It has been contemplated in a positive way the interlocution between education and primary health care, with the immersion of the academic experience of the reality of SUS. Conclusion: The immersion in care and services primary health has promoted an effective dialog teaching-service, corroborates the assumptions of National Curricular Guidelines.
Descriptors: Students Nursing/ Education Nursing/ Nursing Care/ Primary Health Care.
 

Referências

1. Leite MTS, Rodrigues CAQ, Mendes DC, Veloso NS, Andrade JMO, Rios LR. O Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde na formação profissional. Rev Bras Educ Med. 2012;36(supl. 1):111-8.

2. Nóbrega-Therrien SM, Guerreiro MGS, Moreira TMM, Almeida MI. Projeto Político Pedagógico: concepção, construção e avaliação na enfermagem. Rev Esc Enferm USP. 2010;44(3):679-86.

3. Silva VC, Viana LO, Santos CRGC. The preceptorship in undergraduate nursing: an integrative review of the literature. Rev Pes Cuid Fundam online. 2013 [acesso em 14 jun 2014];5(5):20-28. Disponível em: < http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1546/pdf_918>

4. Leite MTS, Ohara CVS, Kakehashi TY, Ribeiro CA. Unidade teóricoprática na práxis de um currículo integrado: percepção de docentes de Enfermagem na saúde da criança e do adolescente. Rev Bras Enferm. 2011;64(4):717-24.

5. Montenegro LC, Brito MJM. Aspectos que facilitam ou dificultam a formação de enfermeiro em atendimento primário à saúde. Invest Educ Enferm. 2011;29(2):238-47.

6. Carácio FCC, Conterno LO, Oliveira MAC, Oliveira ACH, Marin MJS, Braccialli LAD. A experiência de uma instituição pública na formação do profissional de saúde para atuação em Atenção Primária. Ciênc Saúde Colet. 2014;19(7):2133-42.

7. Lima CA, Vieira MA, Costa FM. Caracterização dos estudantes do curso de graduação em Enfermagem de uma universidade pública. Rev Norte Min Enferm. 2014;3(2):33-46.

8. Machado MLP, Oliveira DLLC, Manica ST. Extended nursing consultation: education possibilities for the practice of integrality in health. Rev Gaúcha Enferm. 2013;34(4):53-60.

9. Neves ALD, Draganov PB, Sanna MC. Teaching the history of nursing administration: the strategy of construction timeline. Rev Pesq Cuid Fundam online. 2014 [acesso em 14 nov 2014];6(3):1068-77. Disponível em: < http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/3322/pdf_1358>.

10. Brehmer LCF, Ramos FRS. Teaching-service integration: implications and roles in experiences of Undergraduate Courses in Nursing. Rev Esc Enferm USP. 2014;48(1):119-26.

11. Fernandes JD, Silva RMO, Teixeira GA, Florencio RMS, Silva LS, Rebouças LCC. Aderência de cursos de graduação em enfermagem às Diretrizes Curriculares Nacionais na perspectiva do Sistema Único de Saúde. Esc Anna Nery. 2013;17(1):82-9.

12. Dowling M. From Husserl to van Manen: a review of different phenomenological approaches. Int J Nurs Stud. 2007;44(1):131-42.

13. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) [Internet]. [acesso em 06 fev 2014]. Censo Demográfico de 2010. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1>

14. Penedo RM, Spiri W. C. Meaning of the systematization of nursing care for nurse managers. Acta Paul Enferm. 2014;27(1):86-92.

15. Silva MJ, Sousa EM, Freitas CL. Formação em enfermagem: interface entre as diretrizes curriculares e os conteúdos de atenção básica. Rev Bras Enferm. 2011;64(2):315-21.

16. Rodrigues AMM, Freitas CHA, Guerreiro MGS, Bessa Jorge MS. Preceptorship in the perspective of comprehensive care: conversations with nurses. Rev Gaúcha Enferm. 2014;35(2):106-12.

17. Linhares MSC, Freitas CASL, Teixeira AKM, Dias RV, Flor SMC, Soares JSA, et al. Programa de Educação para o Trabalho e Vigilância em Saúde. Trab Educ Saúde. 2013;11(3):679-92.

18. Freitas PH, Colomé JS, Carpes AD, Backes DS, Beck CLC. Repercussions of the program for education through work for health (Pet-health) in the training of students from the health area. Esc Anna Nery. 2013;17(3):496-504.

19. Moura ECC, Mesquita LFC. Estratégias de ensino-aprendizagem na percepção de graduandos de enfermagem. Rev Bras Enfer. 2010;63(5):793-8.

20. Benito GAV, Tristão KM, Paula ACSF, Santos MA, Ataide LJ, Lima RCD. Desenvolvimento de competências gerais durante o estágio supervisionado. Rev Bras Enferm. 2012;65(1):172-8.

21. Medeiros VC, Peres AM. Atividades de formação do enfermeiro no âmbito da atenção básica à saúde. Texto Contexto Enferm. 2011;20(n.esp):27-35.

22. Almeida FCM, Maciel APP, Bastos AR, Barros FC, Ibiapina JR, Souza SMF, et al. Avaliação da inserção do estudante na unidade básica de saúde: visão do usuário. Rev Bras Educ Med. 2012;36(1):33-9.

23. Haddad JGV, Zoboli ELCP. O Sistema Único de Saúde e o giro ético necessário na formação do enfermeiro. Mundo Saúde. 2010;34(1):86-91.

24. Maeda ST, Moleiro PF, Egry EY, Ciosak SI. Human resources in primary health care: investments and the driving force of production. Rev Esc Enferm USP. 2011;45(2):1651-5.

25. Brasil. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES nº 3, de 7 de novembro de 2001. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem. Brasília (DF): Ministério da Educação; 2001.

26. Witt RR, Duro CLM, Frigotto Henrique R. Estruturando ações de enfermagem no PET-Saúde da Família. Rev APS. 2012;15(4):522-6.

27. Santos DS, Almeida LMWS, Reis RK. Working Education Program in Health: transforming experience of nursing teaching and practice. Rev Esc Enferm USP. 2013;47(6):1431-6.

28. Hermann AP, Favero L, Backes VMS, Bernardino E, Lacerda MR. The teaching and learning experience of home care in undergraduate nursing programs. Texto Contexto Enferm. 2014;23(3):521-9.

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-Tesis
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería