ENTRAR            

 


 

R de Pesq: cuidado fundamental Online -Bra- v8n2 2016 r84290

 

 
PESQUISA
 

 Ir a sumario  Acceso al texto completo

Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online
[
R de Pesq: cuidado é fundamental Online -Bra-]
2016 abr-jun; 8(2):
4290-4299

 Recebido em: 24/12/2014
Revisões requeridas: Não
Aprovado em: 08/01/2016
Publicado em: 03/04/2016

Morbidade materna pela doença hipertensiva especifica da gestação: estudo descritivo com abordagem quantitativa

 

Amanda Fernandes do Nascimento da Cruz,1 Bianca Dargam Gomes Vieira,2 Ana Beatriz Azevedo Queiroz,3 Valdecyr Herdy Alves,4 Diego Pereira Rodrigues,5 Keitt Martins Santos6

 

(1) Enfermeira, Mestranda da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense, Niterói (RJ), Brasil. Integrante do grupo de pesquisa: Maternidade, Saúde da Mulher e da Criança. E-mail: amandafernandesnc@gmail.com (2) Enfermeira, Doutoranda pela Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil. Professora Adjunta da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense, Niterói (RJ), Brasil. Integrante da Linha Pesquisa Saúde Sexual e Reprodutiva da Mulher: concepção e contracepção. Rio de Janeiro, Brasil. E-mail: biadargam@gmail.com (3) Enfermeira, Doutora em Enfermagem pela Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil. Professora Adjunta da Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Líder da Linha Pesquisa Saúde Sexual e Reprodutiva da Mulher: concepção e contracepção. Rio de Janeiro, Brasil. E-mail: anabqueiroz@oi.com.br (4) Enfermeiro, Doutor em Enfermagem pela Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil. Professor Titular do Departamento Materno-Infantil e Psiquiátrico da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense, Niterói (RJ), Brasil. Líder do grupo de pesquisa: Maternidade, Saúde da Mulher e da Criança. E-mail: herdyalves@yahoo.com.br (5) Enfermeiro, Mestre em Enfermagem da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense, Niterói (RJ), Brasil. Integrante do grupo de pesquisa: Maternidade, Saúde da Mulher e da Criança.E-mail: diego.pereira.rodrigues@gmail.com (6) Enfermeira, Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil. E-mail: martinsksbb@yahoo.com.br

 

Cómo citar este documento:
Cruz, Amanda Fernandes do Nascimento da; Vieira, Bianca Dargam Gomes; Queiroz, Ana Beatriz Azevedo; Alves, Valdecyr Herdy; Rodrigues, Diego Pereira; Santos, Keitt Martins. Morbidade materna pela doença hipertensiva especifica da gestação: estudo descritivo com abordagem quantitativa. R de Pesq: cuidado é fundamental Online -Bra-. 2016 abr-jun, 8(2). En: <http://www.index-f.com/pesquisa/2016/84290.php> Consultado el

 

Resumo

Objetivo: identificar o perfil das mulheres com Doença Hipertensiva Específica da Gestação (DHEG), atendidas no Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP). Método: estudo descritivo e retrospectivo com abordagem quantitativa realizado no HUAP. Resultados: no ano de 2011, 8% das internações na maternidade do HUAP foram decorrentes da DHEG. A idade média das pacientes foi de 29 anos. Referente à raça/cor houve predominância da cor parda, 57%. Quanto à paridade, 30% eram primigestas. Os diagnósticos médicos predominantes foram Hipertensão Arterial Não Classificada 30% e Pré-eclâmpsia, 28%. Conclusão: a DHEG é uma das principais causas de mortalidade materna, e o conhecimento a respeito do perfil da população permite que a enfermagem obstétrica possa exercer um papel fundamental no auxilio à redução da mortalidade materna.
Descritores: Hipertensão/ Gestantes/ Morbidade/ Saúde da mulher/ Prevalência.
 

Resumen
La morbilidad materna por la enfermedad hipertensiva específica del embarazo: un estudio descriptivo con un enfoque cuantitativo

Objetivo: identificar el perfil de las mujeres con enfermedad hipertensiva del embarazo tratadas en el Hospital Universitario Antonio Pedro (Huap). Método: un estudio descriptivo, retrospectivo, con enfoque cuantitativo celebrado en HUAP. Resultados: en 2011, el 8% de las hospitalizaciones en HUAP maternidad se debieron a la preeclampsia. La edad media de los pacientes fue de 29 años. Relacionados con la raza/color, predominaba el mulato, con 57%. En cuanto a la paridad, el 30% eran primíparas. Los diagnósticos médicos predominantes fueron hipertensión no clasificadas 30% y preeclampsia en un 28%. Conclusión: a HDP es una de las principales causas de la mortalidad materna, y el conocimiento acerca del perfil de la población permite la partería poder desempeñar un papel clave para ayudar a reducir la mortalidad materna.
Descriptores: Hipertensión/ Mujeres embarazadas/ La morbilidad/ Salud de la mujer/ Predominio.
 

Abstract
Maternal morbidity by hypertensive disease specific of the pregnancy: a descriptive study of a quantitative approach

Objective: identifying the profile of women with Specific Hypertensive Disease of Pregnancy treated at the University Hospital Antonio Pedro (HUAP). Method: a descriptive, retrospective study of a quantitative approach held at HUAP. Results: in 2011, 8% of hospitalizations in maternity HUAP were due to preeclampsia. The average age of patients was of 29 years old. Regarding the race/color, the main were mulatto, 57%. Regarding the parity, 30% were primiparous. The predominant medical diagnoses were Hypertension Not Classified 30% and Pre-eclampsia by 28%. Conclusion: specific hypertension in pregnancy is a major cause of maternal mortality, and knowledge about the profile of the population allows midwifery can play a key role in helping reduce maternal mortality.
Descriptors: Hypertension/ Pregnant women/ Morbidity/ Women's health/ Prevalence.
 

Referências

1. Ministério da Saúde (Br). Manual dos comitês de mortalidade materna. 3ª ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2007. [citado 2013 outubro 11]. Disponível em: URL: http://www.redesaude.org.br/portal/home/conteudo/biblioteca/biblioteca/normastecnicas/00.pdf

2. Ministério da Saúde (Br). Revista do observatório Brasil de igualdade de gênero. Brasília: Ministério da Saúde; 2012. [citado 2013 outubro 11]. Disponível em: URL: http://www.observatoriodegenero.gov.br/revista-observatorio2-30-11-final1.pdf

3. Ministério da Saúde (Br). Secretaria de vigilância em saúde. Volume 43, n° 1-2012. Brasília: Ministério da Saúde; 2012. [citado 2013 outubro 11]. Disponível em: URL: http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/arquivos/bolepi_vol_43_n1.pdf

4. Moraes JL, Oliveira AS, Herculano MMS, Costa CC, Damasceno AKC. Prevalence hypertensive syndrome gestational in maternity reference: descriptive study. Online braz. j. nurs. [periódico online]. 2010; [citado 23 out 2013]. 9(2): Available from: URL: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/j.1676-4285.2010.2971

5. Ministério da Saúde (Br).Secretaria de vigilância em saúde. Volume 43, n° 1-2012. Brasília: Ministério da Saúde; 2012. [citado 2013 outubro 11]. Disponível em: URL: http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/arquivos/bolepi_voL_43_n1.pdf

6. Moura ERF, Oliveira CGS, Damasceno AKC, Pereira MMQ. Fatores de risco para síndrome hipertensiva específica da gestação entre mulheres hospitalizadas com pré-eclâmpsia*. Cogitare enferm. 2010; [citado 23 out 2013]. 15(2):250-5. Available from: URL: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs/index.php/cogitare/article/viewFile/17855/11650

7. Montenegro CAB, Rezende J. Obstetrícia fundamental. 12ª ed. Rio de Janeiro (RJ): Guanabara Koogan; 2011.

8. Aguiar MIF, Freire PBG, Cruz IMP, Linard AG, Chaves ES, Rolim ILTP. Sistematização da assistência de enfermagem a paciente com síndrome hipertensiva específica da gestação. Rev. RENE. 2010; 11(4): 66+75.

9. Novo JLVG, Gianini RJ. Eclampsia as a cause of maternal mortality. Rev. bras. saúde matern. infant. 2010; 10(2): 209-17.

10. Scopel D, Ramos LR, Victorino MR, Carraro PG, Lavado MM. Clinical and laboratory markers for preeclampsia pregnancy. ACM arq. catarin. med. 2012; 41(2): 15-19.

11. Cabral ACV, Reis ZN, Pereira AK, Leite HV, Rezende CAL. Guia de bolso de obstetrícia. São Paulo (SP): Atheneu; 2010.

12. Ministério da Saúde (Br). Gestação de alto risco. Brasília: Ministério da Saúde; 2000. [citado 2013 outubro 11]. Disponível em: URL: http://abenfo.redesindical.com.br/arqs/manuais/070.pdf

13. Ministério da Saúde (Br). Manual técnico de gestação de alto risco. Brasília: Ministério da Saúde; 2012. [citado 2013 outubro 11]. Disponível em: URL: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/gestacao_alto_risco.pdf

14. Ministério da Saúde (Br). Política nacional de atenção integral à saúde da mulher: princípios e diretrizes. Brasília: Ministério da Saúde; 2011. [citado 2013 dezembro 12]. Disponível em: URL: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_mulher_principios_diretrizes.pdf

15. Ministério da Saúde (Br). Estudo da mortalidade de mulheres de 10 a 49 anos, com ênfase na mortalidade materna: relatório final. Brasília: Ministério da Saúde; 2006. [citado 2013dezembro 12]. Disponível em: URL: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cd11_03estudo_mortalidade_mulher.pdf

16. Amaral TW, Peçaroli CJ. Risk factors related to preeclampsia. Comm Health Sciences. 2011; 22(Supl):S161-S8.

17. Azeredo MFP. Repercussões da violência sob a gestação percebidas pelas gestantes com síndromes hipertensivas [tese]. Rio de Janeiro (RJ): Universidade do Estado do Rio de Janeiro; 2009.

18. Articulação de Organização de Mulheres Negras Brasileiras. Saúde da mulher negra: guia para a defesa dos direitos das mulheres negras [internet] 2012 [citado 2013 outubro 16]. Disponível em: URL: http://www.globalrights.org/site/DocServer/Saude_Da_Mulher_Negra.pdf?docID=14083.

19. Sampaio TAF, Santana TD, Hanzelmann RS, Santos LFM, Montenegro HRA, et. al. Nursing care provided to a women with gestational hypertension and preeclampsia. Rev Saúde Física & Mental [periódico online]. 2013; [citado 23 out 2013]. 2(1): Available from: URL: http://www.uniabeu.edu.br/publica/index.php/SFM/article/view/791/830.

20. Brandão AA, Celso A, Nobre F. Hipertensão. 2ª ed. Rio de Janeiro (RJ): Elsevier, 2013.

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería