ENTRAR            

 


 

PARANINFO DIGITAL 2015;22:379

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar este texto

Ir a Sumario

Documento anterior

Documento siguiente

Enviar correo al autor

Sin Ttulo


Modalidad de presentación:
comunicación digital

 

REF.: 379d

Assistência de enfermagem nos sintomas da criança com câncer em cuidados paliativos: uma revisão integrativa
Luana Pinheiro de Sousa,1 Sandra Alves do Carmo,2 Sabrina Ayd Pereira José,3 Jakcilane Rosendo de Gois2
(1) Hospital das Clínicas de Pernambuco; (2) Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva; (3) Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Brasil

Rev Paraninfo digital, 2015: 22

Cómo citar este documento
Sousa, Luana Pinheiro de; Carmo, Sandra Alves do; José, Sabrina Ayd Pereira; Gois, Jakcilane Rosendo de. Assistência de enfermagem nos sintomas da criança com câncer em cuidados paliativos: uma revisão integrativa. Rev Paraninfo Digital, 2015; 22. Disponible en: <https://www.index-f.com/para/n22/379.php> Consultado el

RESUMO

O câncer pediátrico é considerado uma doença rara se correlacionado com a idade adulta, correspondendo a cerca de 1% a 3% dos tumores malignos, de modo que, os percentuais de tumores pediátricos brasileiros encontram-se próximo de 2,5%. Dentre as patologias oncológicas mais frequentes nas crianças estão às leucemias, os linfomas, os tumores do sistema nervoso central. O objetivo foi descrever a produção cientifica de enfermagem na avaliação e controle dos sintomas mais frequente apresentados pela criança com câncer em cuidados paliativos e analisar a atuação da enfermagem na avaliação e controle dos sintomas. A metodologia foi à revisão bibliográfica integrativa. Foi feita coleta de dados em Bases eletrônicas sendo selecionados dez estudos. Como resultados, os principais sintomas físicos foram: dor, fadiga, dispneia e constipação; como sintomas psicológicos foram a ansiedade e depressão; ressaltamos como sintomas sociais o afastamento do meio social devido às internações. O controle de sinais e sintomas, apoio psicológico, espiritual, além de apoio familiar, proporcionam uma significativa melhora da qualidade de vida do paciente, porém é extremamente válido que antes da transição dos cuidados curativos para os cuidados paliativos, ocorra uma discussão entre a equipe interdisciplinar e os familiares de forma clara e respeitosa, fundamentada na confiança. Conclui-se que as crianças com câncer que cursam com progressão de doença e em cuidados paliativos, é factível de apresentar vários sintomas necessitando de assistência de enfermagem qualificada para identificar, intervir, desenvolver de forma autônoma ou em equipe, juntamente com a criança e seu familiar um planejamento do cuidado sistematizado, proporcionando uma melhor qualidade de vida e consequente uma morte digna.
Palavras chave: Criança/ Assistência de enfermagem/ Cuidados paliativos/ Oncologia/ Enfermagem pediátrica.
 

ABSTRACT

The study aimed to describe the scientific production in nursing assessment and management of the most common symptoms presented by children with cancer in palliative care; analyze the performance of nursing in the evaluation and control of the most common symptoms presented by children with cancer in palliative care. The methodology used was the integrative literature review. To collect the data collection was conducted electronic, we selected ten studies. The results found that the main physical symptoms that emerged from the studies were pain, fatigue, dyspnea, and constipation. Like psychological symptoms the studies cite anxiety and depression; we emphasize like social symptoms the exclusion of social environment due to hospitalizations. We conclude that children with cancer that are associated with disease progression and are in palliative care, it is feasible to present various symptoms requiring skilled nursing care to identify, intervene, develop autonomously or in a team, together with the child and their family planning care systematic, providing a better quality of life and a dignified death resulting.
Key-words: Child/ Nursing care/ Palliative care/ Oncology/ Pediatric nursing.
 

RESUMEN
Cuidados de enfermería para los síntomas en niños con cáncer en cuidados paliativos: revisión integradora de la literatura

El objetivo fue describir la producción científica en la evaluación de la enfermería y la gestión de los síntomas más comunes que presentan los niños con cáncer en cuidados paliativos, analizar el desempeño de la enfermería en la evaluación y el control de los síntomas. La metodología utilizada fue la revisión integradora de la literatura. Para recoger la recolección de datos se realizó búsqueda electrónica, se seleccionaron diez estudios. Los resultados indicaron que los principales síntomas físicos que surgieron de los estudios fueron dolor, disnea, fatiga, estreñimiento y, síntomas como estudios psicológicos citar la ansiedad y la depresión; enfatizar síntomas sociales, la supresión del entorno social debido a las hospitalizaciones. Llegamos a la conclusión de que los niños con cáncer que están asociados con la progresión de la enfermedad y se encuentran en cuidados paliativos, es posible presentar varios síntomas que requieren atención de enfermería especializada para identificar, intervenir, desarrollar de forma autónoma o en equipo, junto con el niño y su cuidado sistemático de planificación familiar, proporcionando una mejor calidad de vida y una muerte digna resultante.
Palabras clave: Niño/ Cuidado de enfermera/ Cuidados paliativos/ Oncología/ Enfermería pediátrica.
 

Bibliografía

1. Instituto Nacional de Câncer. Estimativa 2010: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro, 2009.
2. World Health Organization. Cancer pain relief and palliative care in children. Geneva; 1998. From: https://www.who.int/cancer/palliative/en/
3. Mutti, CF, Paula CC, Souto MD. Assistência à Saúde da Criança com Câncer na Produção Científica Brasileira. Revista Brasileira de Cancerologia. 2010; 56(1): 71-83.
4. Broome ME. Integrative literature reviews for the development of concepts. In: Rodgers BL, Castro AA. Revisão sistemática e meta-análise. 2006. Disponível em: <www.metodologia.org/meta1.PDF>.
5. Costa TF, Ceolim MF. A enfermagem nos cuidados paliativos à criança e adolescente com câncer: revisão integrativa da literatura. Rev Gaúcha Enferm. 2010;31(4):776-84.
6. Pontes CM, Kurashima AY. Criança com câncer: revisão de literatura sobre sinais e sintomas presentes na fase de cuidados paliativos. Rev. Soc. Bras. Enferm. Ped. 2009;9(1):27-31.
7. Kurashima AY, de Camargo B. Cuidados paliativos: aliviar sem curar. In: de Camargo B, Kurashima AY, editores. Cuidados paliativos em oncologia pediátrica: o cuidar além do curar. São Paulo: Lemar; 2007. p.39-58.
8. Kurashima, AY.   Pacientes pediátricos oncológicos fora de possibilidades terapêuticas curativas: avaliação de sintomas, depressão, fadiga e qualidade de vida. [thesis]. São Paulo: Fundação Antônio Prudente; 2007. 192 p.
9. Carmo SA. Cuidados paliativos em oncologia pediátrica: contribuições para a prática de enfermagem [monography]. Rio de Janeiro: Instituto Nacional de Câncer/INCA; 2006. 53p.
10. Carmo SA. A criança com câncer em processo de morrer e sua família: perspectivas para a enfermagem pediátrica [dissertation]. Rio de Janeiro: EEAN/ UFRJ); 2010. 117P.
11. Saunders C. Hospice and palliative care: an interdisciplinary approach. Londres: Edward Arnold, 1991.
12. Silva LMH, Zago MMF. O cuidado do paciente oncológico com dor crônica na ótica do enfermeiro. Rev. Latino-am. Enfermagem.2001;9(4):44-49.
13. Mota DDCF, Pimenta, CAM. Fadiga em pacientes com câncer avançado. Revista Brasileira de Cancerologia. 2002;48(4):577-583.
14. Santos HS. Terapêutica nutricional para constipação intestinal em pacientes oncológicos com doença avançada em uso de opiáceos: revisão. Revista Brasileira de Cancerologia. 2002;48(2):263-269.
15. França JRFS. et al. Importância da comunicação nos cuidados paliativos em oncologia pediátrica: enfoque na Teoria Humanística de Enfermagem. Rev. Latino-Am. Enfermagem maio-jun. 2013;21(3).
16. Reis TL. et al;. Relações estabelecidas pelos profissionais de enfermagem no cuidado às crianças com doença oncológica avançada. Aquichan. 2014; 14(4): 496-508.
17. Monteiro ACM, Rodrigues BMRD, Pacheco STA. O enfermeiro e o cuidar da criança com câncer sem possibilidade de cura atual. Esc Anna Nery.2012 out -dez ; 16 (4):741-746.
18. Souza LF. et al; Morte digna da criança: percepção de enfermeiros de uma unidade de oncologia. Rev Esc Enferm USP.2013; 47(1):30-7.
19. Avanci, BS. et al. Cuidados paliativos à criança oncológica na situação do viver/morrer: a ótica do cuidar em Enfermagem. Esc. Anna Nery Rev. Enfermagem. 2009;13(4):708-16.
20. Stewart G, mcneilly P. Opioid-induced constipation in children's palliative care. Nurs Child Young People. 2011;23(8):31-4.

Principio de p�gina
error on connection