ENTRAR            

 


 

PARANINFO DIGITAL 2015;22:179

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar este texto

Ir a Sumario

Documento anterior

Documento siguiente

Enviar correo al autor

Sin Ttulo


Modalidad de presentación:
comunicación digital

 

REF.: 179d

Educação em saúde para escolares de uma escola municipal: a alimentação em questão
Valéria Gomes Fernandes da Silva, Paula Gabrielle Gomes Candido, Yêda Silva Santos, Marcelino Santos Neto, Adriana Gomes Nogueira Ferreira, Janaina Miranda Bezerra
Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Brasil

Rev Paraninfo digital, 2015: 22

Cómo citar este documento
Silva, Valéria Gomes Fernandes da; Candido, Paula Gabrielle Gomes; Santos, Yêda Silva; Neto, Marcelino Santos; Ferreira, Adriana Gomes Nogueira; Bezerra, Janaina Miranda. Educação em saúde para escolares de uma escola municipal: a alimentação em questão. Rev Paraninfo Digital, 2015; 22. Disponible en: <https://www.index-f.com/para/n22/179.php> Consultado el

RESUMO

Descrever e refletir sobre ações de educação em saúde implementadas por docentes e discentes do Curso de Bacharelado em Enfermagem, em escola municipal do Maranhão. Relato de experiência descritivo, realizado por acadêmicos de Enfermagem da UFMA, vinculados ao projeto de extensão �Parceria Positiva: Saúde e escola na promoção de saúde�. As atividades ocorreram de maio a dezembro de 2013, direcionadas aos estudantes da escola da Amizade, com faixa etária de 4 a 12 anos. Foram desenvolvidas oficinas educativas, sendo norteadas segundo o referencial da pedagogia interacionista, com enfoque na importância do consumo de alimentos considerando a pirâmide alimentar e classificação por classes. Houve participação espontânea e comprometida, além da oportunidade destes construírem por si mesmos o seu conhecimento sobre alimentação saudável. Percebemos o desafio que é a promoção da saúde por meio de ações educativas, que visam principalmente à mudança de pensamento e influência positiva na incorporação de hábitos saudáveis.
Palavras chave: Educação em saúde/ Estudantes/ Hábitos alimentares.
 

ABSTRACT

Describe and reflect on the actions of health education implemented by teachers and students of the Bachelor of Nursing course in a public school of Maranhão. This experience report is descriptive, conducted by nursing students at the Federal University of Maranhão, linked to the extension project "POSITIVE PARTNERSHIP - Health  and school in health promotion." The activities took place from May to December 2013, directed to students of Friendship school, aged 4-12 years old. The actions were developed through a series of educational workshops, and guided according to the reference of interactionist pedagogy, focusing on the importance of food intake considering the food pyramid and rating classes. The use of the interactionist approach to the development of the workshops allowed a spontaneous and committed participation of the audience, besides the opportunity to build themselves their knowledge about healthy eating. Thus, we realized the scale of the challenge is to promote health through educational activities, aimed mainly to the change in thinking and positive influence to incorporate healthy habits.
Key-words: Health education/ Students/ Eating habits.
 

RESUMEN

Describir y reflexionar sobre las acciones de educación en salud implementadas por un grupo de docentes y discentes del Curso de Licenciatura en Enfermería, en una escuela municipal de Maranhão. Relato de experiencia descriptivo, realizado por académicos de Enfermería de la Universidad Federal de Maranhão, vinculados al proyecto de extensión �Colaboración positiva � Salud y escuela en la promoción de salud. Las actividades tuvieron lugar de mayo a diciembre de 2013, dirigidas a los estudiantes de la escuela de la Amistad, con franja de edad de 4 a 12 años, matriculados en el curso de maternal y 1° al 4° año de enseñanza fundamental. Las acciones fueron desarrolladas a través de talleres educativos por serie, siendo orientadas según el referencial de la pedagogía interaccionista, con enfoque en la importancia del consumo de alimentos considerando la pirámide alimentaria y la clasificación por clases. El empleo del abordaje interaccionista para la elaboración de los talleres permitió una participación espontánea y comprometida del público blanco, además de la oportunidad de construir por sí solos su conocimiento sobre alimentación saludable. Así se percibió la dimensión del desafió que supone la promoción de la salud mediante acciones educativas, que buscan principalmente el cambio de pensamiento e influenciar positivamente en la incorporación de hábitos saludables.
Palabras clave: Educación en salud/ Estudiantes/ Hábitos alimentarios.
 

Bibliografía

1. Bernart A, Zanardo VPS. Educação nutricional para crianças em escolas públicas de Erechim/RS. Vivências: Revista Eletrônica de Extensão da URI [on-line]. 2011 out. ?citado em 21 out 2014?; 7 (13): 71-9. Disponível em URL: https://www.reitoria.uri.br/~vivencias/Numero_013/artigos/artigos_vivencias_13/n13_09.pdf
2. Amodio MFP, Fisberg M. O papel da escola na qualidade da alimentação das crianças e adolescentes. Informativo Saúde e Nutrição. 2002; 4:4.
3. Bernardo CO, Pudla KJ, Longo GZ, Vasconcelos FAG. Fatores associados ao estado nutricional de escolares de 7 a 10 anos: aspectos sociodemográficos, de consumo alimentar e estado nutricional dos pais. Rev. Bras. Epidemiol [on-line]. 2012 Set. ?citado 21 out 2014?; 15 (3): 651-61. Disponível em URL: https://www.scielosp.org/pdf/rbepid/v15n3/18.pdf
4. Berbel NAN. As metodologias ativas e a promoção da autonomia dos estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas [on-line]. 2011 jan-jun. [citado 16 ago 2014]; 32(1): 25-40. Disponível em URL: https://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/download/10326/10999
5. Pelegrini A, Silva DAS, Petroski EL, Gaya ACA. Sobrepeso e obesidade em escolares brasileiros de sete a nove anos: dados do projeto Esporte Brasil. Rev. Paul. Pediatr [on-line]. 2010; ?citado em 10 out 2014?; 28(3): 290-95. Disponível em URL: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-05822010000300006&script=sci_arttext
6. Ferreira AP, Morais PP, Oliveira RJ, Ferreira CB, França NM. Prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares de Taguatinga � DF. Rev. Inst. Ciências Saúde [on-line]. 2008; ?citado em 21 out 2014?; 26(2): 161-6. Disponível em URL: https://www.unip.br/comunicacao/publicacoes/ics/edicoes/2008/02_abr_jun/V26_N2_2008_p161-166.pdf
7. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Coordenação Geral da Política de Alimentação e Nutrição. Dez Passos para a Promoção da Alimentação Saudável nas Escolas. Textos básicos em saúde. Brasília; 2006.
8. Alves LFF, Marcolino FF. Educação alimentar e nutricional na perspectiva da atenção primária à saúde. Rev APS - Atenção Primária à Saúde [on-line]. 2014; [citado em 14 nov 2014?; 17(2): 180-8. Disponível em URL: https://aps.ufjf.emnuvens.com.br/aps/article/view/1916
9. Salvi C, Ceni GC. Educação Nutricional para Pré-Escolares da Associação Creche Madre Alix. Vivências: Revista Eletrônica de Extensão da URI[on-line]. 2009 Out; ?citado 15 out 2014?; 5 (8): 71-6. Disponível em URL: https://www.reitoria.uri.br/~vivencias/Numero_008/artigos/artigos_vivencias_08/Artigo_33.pdf
10. Carmo MCL, Castro LCV, Novaes JF. Educação nutricional para pré-escolares: uma ferramenta de intervenção. Em Extensão [on-line]. 2013 dez; ?citado 13 out 2014? 12 (2): 64-74. Disponível em URL: https://
https://www.seer.ufu.br/index.php/revextensao/article/download/22391/13538.

Principio de p�gina
error on connection