ENTRAR            

 


 

PARANINFO DIGITAL 2015;22:168

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar este texto

Ir a Sumario

Documento anterior

Documento siguiente

Enviar correo al autor

Sin Ttulo


Modalidad de presentación:
comunicación digital

 

REF.: 168d

Refletindo o cuidado de enfermagem a mulher com câncer de mama localmente avançado
Sabrina Ayd Pereira José,1 Joséte Luzia Leite,2 Sandra Alves do Carmo3
(1) Universidade Federal do Rio de Janeiro; (2) Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; (3) Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Rio de Janeiro, Brasil

Rev Paraninfo digital, 2015: 22

Cómo citar este documento
José, Sabrina Ayd Pereira; Leite, Joséte Luzia; Carmo, Sandra Alves do. Refletindo o cuidado de enfermagem a mulher com câncer de mama localmente avançado. Rev Paraninfo Digital, 2015; 22. Disponible en: <https://www.index-f.com/para/n22/168.php> Consultado el

RESUMO

O presente artigo tem o objetivo de refletir sobre o cuidado de enfermagem a mulher com câncer de mama avançado. A mama representa para a mulher a marca registrada do universo feminino, ou seja, o traço definido da feminilidade. A ferida tumoral na mama representa o estágio mais avançado do câncer, onde há presença de nódulos e lesões cavitárias e  ulceradas. Os cuidados de enfermagem tem a finalidade de melhorar a qualidade de vida das mulheres sofridas e estigmatizadas, proporcionando estratégias assistenciais que amenizem os sinais e sintomas da doença avançada. O direcionamento das ações é feito a partir da avaliação das necessidades das clientes, como fornecer apoio emocional devido ao sentimento de angústia, tristeza, sofrimento, distúrbio da autoimagem e da autoestima. Neste ambiente, os enfermeiros  aproximam-se das clientes por meio da realização do curativo na mama lesionada, o que lhes propicia avaliar o que precisam com o objetivo de  planejar e  implementar os cuidados de enfermagem. O ato de cuidar é usado pela própria humanidade para assistir o corpo como sendo único, desse modo, em sua assistência, o enfermeiro é permeado por atos humanos no cuidado à mulher com câncer de mama localmente avançado.
Palavras chave: Câncer de mama/ Enfermagem/ Saúde da mulher.
 

Bibliografía

1. Instituto Nacional de Câncer; Ministério da Saúde. Estimativa 2014: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro (Brasil): INCA; 2014.
2. Yarbro CH, Wujcik D, GOBEL BH. Cancer Nursing: principles and practices. 7ª ed. Sudbury: Jones and Bartlett Publishers, 2011.
3. Would Health Organization. Disponível em: https://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs297/en/. Acesso em: 27 de agosto de 2012.
4. Bauer C, Gerlach MA, Doughty D. Care of metastatic skin lesions. JWOCN. 2000; (27): 247-51.
5. Rodrigues DP, Silva RM, Lopes MVO. A sexualidade da mulher mastectomizada: adaptando os conceitos de Roy. Rev. de Enfermagem da UERJ. 2000; 8 (1): 22-27.
6. Poletti NAAP, Caliri MML, Simão CDSR, Juliani KB, Tácito VE. Feridas malignas: uma revisão de literatura. Revista Brasileira de Cancerologia. 2002, 48(3); 411-417.
7. Hasfield-Wolfe ME, Baxendele-Cox LM, Staging of malignant cutaneous wounds: a pilot study. O N F. 1999; 6(26): 1055-1064.
8. Dealey C. Cuidando de Feridas. São Paulo: Atheneu; 1996; 24: 116-121
9. Merleau-Ponty M. O primado da percepção e suas conseqüências filosóficas. Campinas: Papirus; 1990.
10. Firmino F. Feridas neoplásicas: estadiamento e controle dos sinais e sintomas. Revista Prática Hospitalar. 2005; 42: 59-62.
11. Firmino F. Pacientes portadores de feridas neoplásicas em serviços de cuidados paliativos: contribuições para a elaboração de protocolos de intervenção de enfermagem. Revista Brasileira de Cancerologia. 2005; 51(4): 347-359.
12. Boyd C. Breast cancer: the value and meaning of breasts. Cancer Forum. 25(3): 160-161.
13. Leite MTT, Schmidt NM, Andrade WM. Aspectos biopsicossociais do câncer de mama.  Revista Brasileira de Mastologia. 1996: 6: 15-20.
14. Silva CN. Como câncer (des) estrutura a família. São Paulo: Annablume; 2000.
15. Coelho Júnior NC, Carmo, PS. Merleau � Ponty: filosofia como corpo e existência. São Paulo: Escuta; 1991.
16. Dantas CC. Reconstruindo formas de gerenciar em enfermagem: enfrentando os desafios institucionais e de valorização profissional [tese]. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Anna Nery; 2008.

Principio de p�gina
error on connection