ENTRAR            

 


 

PARANINFO DIGITAL 2014;20:157

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar este texto

Ir a Sumario

Documento anterior

Documento siguiente

Enviar correo al autor

Sin Ttulo


Modalidad de presentación:
comunicación digital

 

REF.: 157d

Conhecimento dos indivíduos com Marcapasso Definitivo e Cardioversor Desfibrilador Implantável
Bárbara Taísa Assis Soares, Alice Maria Almeida França, Verena de Sà Araújo, Ráissa Soraya Souza de Oliveira, Ana Carla Carvalho Coelho, Elieusa e Silva Sampaio
Escola de Enfermagem, Universidade Federal da Bahia. Salvador, Brasil

Rev Paraninfo digital, 2014: 20

Cómo citar este documento
Soares, Bárbara Taísa Assis; França, Alice Maria Almeida; Sà Araújo, Verena de; Oliveira, Ráissa Soraya Souza de; Coelho, Ana Carla Carvalho; Sampaio, Elieusa e Silva. Conhecimento dos indivíduos com Marcapasso Definitivo e Cardioversor Desfibrilador Implantável. Rev Paraninfo Digital, 2014; 20. Disponible en: <http://www.index-f.com/para/n20/157.php> Consultado el 06 de Junio del 2020

RESUMO

O conhecimento dos indivíduos sobre seus dispositivos eletrônicos é essencial para um efetivo tratamento e qualidade de vida. O objetivo do estudo é revisar a literatura sobre o conhecimento dos indivíduos em uso de marcapasso definitivo e cardioversor desfibrilador implantável sobre seus dispositivos. Trata-se de uma revisão sistemática da literatura, utilizando as bases de dados eletrônicas: Bireme, Cinahl e Pubmed. Foram incluídos estudos publicados nos últimos 10 anos. Para sistematização, foram destacados os itens mais conhecidos e desconhecidos pelos pacientes, referente ao uso dos dispositivos eletrônicos. Foram analisados 6 estudos. Observou-se baixo nível de conhecimento em relação a funcionalidade do dispositivo, o motivo da sua implantação e os principais cuidados a serem adquiridos após o implante. Evidenciou-se que a educação do paciente deve ser conduzida pela equipe de saúde, destacando-se a equipe de enfermagem, desde o pré-operatório até o pós- operatório a fim de contribuir para o sucesso do tratamento.
Palavras-chave: Marca-passo Artificial/ Conhecimento/ Pacientes.

ABSTRACT

The human knowledge regarding their electronic devices is essential for effective treatment and health quality. The purpose of this study was to review the literature on the individuals using permanent pacemaker and implantable cardioverter defibrillator. The study is a systematic literature based in the electronic databases: Bireme, Cinahl and Pubmed, and it included studies published in the last ten years. Were used the most known and unknown relative the use of electronic devices to do the systematization of the patients. After the analyses, six studies.They showed that the low levels of knowledge about the functionality of the device, the reason for its implementation and the major steps to be acquired after implantation. It was evident that patient education should be conducted by health staff, especially the nursing staff from the preoperative to the postoperative in order to contribute to the success of treatment.
Key-words: Artificial cardiac pacemaker/ Knowledge/ Patients.

Referências

1. Linde, C. Quality of life in pacemaker patients. In: Barold SS. Mugica J.,editors. Recent advances in cardiac pacing: goals for the 21st century. Armonk (NY): Futura Publishing Company 1998: 433-44.  

2. Brasil, V.V. Cruz D.A.L.M. Alterações nos hábitos de vida relatadas por portadores de marcapasso definitivo. Reblampa 2000; 13(2): 97-113.

3. Gauch P.R.A, Halperin C., Filho S.S.G, et al. Orientações a respeito das Interferências sobre Marcapassos Cardíacos. In: MELLO, Celso Salgado. Temas de Marcapasso. São Paulo: Lemos Editorial, 2001: 28-35.

4. Brasil VV. Alterações dos hábitos de vida relatadas por pacientes portadores de marcapasso definitivo [dissertação]. São Paulo: Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, 1996.  

5. Turra K., et al. As repercussões da doença cardiovascular na qualidade de vida de adultos: relato de experiência. Cogitare Enfem 2001; 6(1): 32-6.

6. Silva, L.F et al. Déficit de conhecimento: diagnóstico de enfermagem do paciente com marcapasso cardíaco artificial definitivo. RECCS : rev cent cienc saúde  2000; 12: 34-46.

7. Frota MA, Falcão PV, Santos ZMSA. Paciente Portador de Marca-passo Cardíaco e seu Estilo de Vida.Esc Anna Nery R Enferm 2007 ; 11(2): 234 - 9.

8. Machado, Maria de F. A. S. et al. Integralidade, formação de saúde, educação em saúde e as propostas do SUS - uma revisão conceitual. Ciênc. saúde colet 2007; 12(2): 335-342.

9. Brasil. Ministério da Saúde/ Gabinete Ministerial. Portaria nº 640, de 03 de abril de 2002. Organização e implantação de Redes Estaduais de Assistência Cardiovascular. [Acesso em 2014 mai 31]. Disponível em: http://www.saude.gov.br.

10. Aredes AF, Lucianeli JG, Dias MF, Bragada VCA, Dumbra  APP,  Pompeo DA.  Conhecimento  dos  Pacientes  a  Serem  Submetidos  ao  Implante  de  Marcapasso Cardíaco Definitivo Sobre os Principais Cuidados Domiciliares. Relampa  2010; 23(1): 28-35.

11. Oliveira DVR, Silva MF. Cardioversor-Desfibrilador Implantável: Principais Dúvidas dos Pacientes no que se refere ao Autocuidado após o Implante. Relampa  2010;  23(1): 18-23.

12. Rassin M, Zilcha L, Gross D.�A pacemaker in my heart� � classification of questions asked by pacemaker patients as a basis for intervention. Journal of Clinical Nursing  2008; 18(1): 56�62.

13. Magnani C, Oliveira BG, Gontijo ED (2007). Representações, mitos e comportamentos do paciente submetido ao implante de marcapasso na doença de Chagas. Cad. Saúde Pública  2007; 7(23): 2-9.

14. Rakhshan M, Hassani P, Majd HA, Ashktorab T. The nature and course of illness perception following cardiac pacemaker implantation:A self-regulatory approach. International Journal of  Nursing Practice 2013; 3(19): 318�325.

15. Malm D, Hallberg M, Lillemor R. Experiences of Daily Living with a Pacemaker: A Grounded Theory Study. Journal of  Health Psychology 2006; 5 (11) : 787-798.

Principio de p᧩na