ENTRAR            

 


 

PARANINFO DIGITAL INDEX

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar este texto

Ir a Sumario

Documento anterior

Documento siguiente

Enviar correo al autor

Sin Ttulo


Modalidad de presentación:
comunicación digital

 

REF.: 164d
Dialogando com mulheres sobre climatério, numa perspectiva Freireana
Adriana Gomes Nogueira Ferreira, Quitéria Lívia Muniz Mira, Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto, Teresa Kécia Vasconcelos, Eliany Nazaré de Oliveira, Tamires Alexandre Félix
Universidade Estadual Vale do Acaraú -UVA-. Sobral -Ceará- Brasil

Rev Paraninfo digital, 2011: 14

Cómo citar este documento
Ferreira, Adriana Gomes Nogueira; Mira, Quitéria Lívia Muniz; Neto, Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes; Vasconcelos, Teresa Kécia; de Oliveira, Eliany Nazaré; Félix, Tamires Alexandre. Dialogando com mulheres sobre climatério, numa perspectiva Freireana. Rev Paraninfo Digital, 2011; 14. Disponible en: <https://www.index-f.com/para/n14/164d.php> Consultado el 20 de Julio del 2024

RESUMEN

Com objetivo de identificar as dificuldades sentidas ao vivenciar o climatério e dialogar sobre formas de enfrentamento quanto às alterações provenientes deste período, realizou-se estudo exploratório-descritivo do tipo pesquisa-ação, com 10 mulheres no climatério. A coleta de informações ocorreu mediante entrevista semi-estruturada, no primeiro semestre de 2011, posteriormente foi desenvolvido um plano de ação baseado nas necessidades apresentadas, que consistiu em diálogo baseado na metodologia de Paulo Freire. Os resultados demonstraram que o climatério é desconhecido, é visto como período de dificuldades, mudanças negativas, sentimentos de tristeza e perda da juventude.  A sintomatologia causa repercussões físicas, emocionais e sociais, afetando a qualidade de vida, pelo desprovimento de conhecimento há dificuldades no enfrentamento.
Pregunta de investigación: Como a mulher vivencia o período do climatério? Quais seus conhecimentos e dúvidas acerca do climatério?
Conclusión principal: Cabe aos profissionais de saúde orientar e esclarecer as mulheres, para facilitar o enfrentamento. A prática educativa baseada na dialogicidade permite apropriação do conhecimento, bem como o desenvolvimento pessoal, possibilitando a reflexão e o poder de decisão.

Principio de p᧩na
error on connection