ENTRAR            

 


 

PARANINFO DIGITAL INDEX

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar este texto

Ir a Sumario

Documento anterior

Documento siguiente

Enviar correo al autor

Sin Ttulo


Modalidad de presentación:
comunicación digital

 

REF.: 128d

O autocuidado para individuos com Insuficiência Cardíaca fundamentado na Teoria de Orem
Elieusa e Silva Sampaio, Daniele de Oliveira, Gilmara Bastos de Araujo Rocha, Larissa Chaves Pedreira
Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia � UFBA. Salvador, Brasil

Rev Paraninfo digital, 2011: 14

Cómo citar este documento
Sampaio, Elieusa e Silva; de Oliveira, Daniele; Rocha, Gilmara Bastos de Araujo; Pedreira, Larissa Chaves.
O autocuidado para individuos com Insuficiência Cardíaca fundamentado na Teoria de Orem. Rev Paraninfo Digital, 2011; 14. Disponible en: <https://www.index-f.com/para/n14/128d.php> Consultado el 20 de Julio del 2024

RESUMEN

A Insuficiência Cardíaca debilita e incapacita o indivíduo, interferindo na sua capacidade de autocuidado. Objetivo: descrever o  autocuidado para os indivíduos com insuficiência cardíaca a partir do cuidado de enfermagem fundamentado na Teoria de Orem.
Metodología: Pesquisa descritiva, utilizando revisão sistemática, buscaram-se publicações nas bases de dados Scielo, Bireme e Lilacs sendo incluídos 30 artigos publicados de 1998 a 2009.
Resultados: Categorias delimitadas: papel da enfermeira no processo de educação à saúde ao indivíduo com insuficiência cardíaca, importância do autocuidado ao individuo com insuficiência cardíaca; conhecimento e compreensão por parte do indivíduo e família acerca da doença como forma de adesão ao tratamento e educação em saúde valorizando o contexto de vida do indivíduo com insuficiência cardíaca.
Conclusão: Evidenciou-se que o autocuidado fundamentado na teoria de Orem favorece o aprendizado na identificação precoce dos sinais e sintomas de descompensação, bem como os cuidados necessários para garantir uma vida com qualidade.
Pregunta de investigación: Como é o autocuidado fundamentado na Teoria de Orem para indivíduos com Insuficiência Cardíaca?
Conclusión principal: Os resultados evidenciaram que o autocuidado, baseado na teoria de Orem contribui para favorecer a independência do indivíduo, ajudando o mesmo a lidar com as limitações que a IC traz para sua vida, percebeu-se ainda que a enfermeira torna-se primordial neste processo e tem como principal foco de atuação a educação sistemática do indivíduo e família através do estímulo ao autocuidado e do desenvolvimento de habilidades e conhecimento quanto a doença e suas limitações e em aspectos relacionados ao uso correto das medicações, manejo dos sinais e sintomas de descompensação, apoio psicossocial ao indivíduo e família e controle da alimentação e ingesta hídrica, cuidados  estes que são estimulados e reforçados continuamente conforme as necessidades de cada indivíduo.
Foram identificados que existem diversos fatores que interferem no autocuidado de pessoas com IC, sendo eles muito ligados à falta de conhecimento quanto à doença, à necessidade da inserção familiar neste processo tanto no que tange ao conhecimento da doença quanto nos cuidados terapêuticos necessários e a questão econômica com relação à terapêutica complexa e custosa, visto que o sistema público de saúde não disponibiliza todas as medicações que são usadas na terapêutica da doença, além dos efeitos colaterais deletérios ao indivíduo.
Por fim, se o indivíduo com IC, adotar o autocuidado como forma de manutenção e domínio sobre sua vida e saúde, ele poderá alcançar uma melhor adesão ao tratamento e em termos de redução de custos hospitalares haverá uma maior liberação dos leitos e consequentemente diminuirá o número de reinternações hospitalares.
Palavras chave: Insuficiência Cardíaca/ Autocuidado/ Teoria de enfermagem.

Principio de p᧩na
error on connection