ENTRAR            

 


 

CULTURA DE LOS CUIDADOS ISSN:1138-1728 3904 2018 n50 r50158

 

 
Teoría y Método

 Ir a sumario    Acceso al texto completo

Cultura de los Cuidados
[
Cul Cuid]
2018 ene-abr; XXII(50):
158-170

 Recibido: 12/06/2017
Aceptado: 11/10/2017

Práticas de promoção da saúde e prevenção dos maus-tratos ao idoso: revisão integrativa

Mariana Ramos Guimarães,1 DonizeteVago Daher,2 Florence Tocantins Romijn,3 Aline Ramos Velasco,4 Ândrea Cardoso de Souza5
(1) Enfermeira. Especialista em Enfermagem Gerontológica. Especialista em Enfermagem em Saúde Coletiva na modalidade Residência Multiprofissional. Mestranda em Enfermagem do Programa de Mestrado Acadêmico de Ciências do Cuidado em Saúde da Universidade Federal Fluminense – UFF RJ/Brasil. E-mail: mari_guimaraes_08@hotmail.com. (2) Enfermeira. Doutora em Saúde Coletiva. Pós doutora em Saúde Pública. Professora Associada da Universidade Federal Fluminense - UFF RJ/Brasil. (3) Doutora em Enfermagem. Professora Titular da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO. RJ/Brasil. (4) Enfermeira. Doutoranda em Enfermagem da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO RJ/ Brasil. (5) Doutora em Saúde Pública. Professora Adjunta da Universidade Federal Fluminense – UFF RJ/Brasil

Cómo citar este documento:
Guimarães, Mariana Ramos; Daher, DonizeteVago; Romijn, Florence Tocantins; Velasco, Aline Ramos; Souza, Ândrea Cardoso de. Práticas de promoção da saúde e prevenção dos maus-tratos ao idoso: revisão integrativa. Cultura de los Cuidados. 2018 ene-abr, XXII(50). En: <http://www.index-f.com/cultura/50/50158.php> Consultado el

Resumo

Objetivo: analisar, na produção científica, como as práticas dos profissionais de saúde contemplam a promoção da saúde e prevenção dos maus-tratos ao idoso. Método: Trata-se de uma revisão integrativa, que tem como questão: “Como as práticas de saúde desenvolvidas por profissionais contemplam ações de promoção da saúde e a prevenção dos maus-tratos ao idoso?”. A busca foi realizada nas bases MEDLINE e LILACS, utilizando os descritores: “Saúde do idoso” e “Maus tratos ao idoso”. Incluíram-se artigos originais publicados em português, inglês e espanhol, entre 1994 a 2015. Excluíram-se artigos duplicados, teses de dissertações, editoriais, opiniões, resenhas/capítulos de livro e os artigos com acesso pago. Resultado: A amostra foi composta por nove artigos analisados por meio da Análise de Conteúdo. Construíram-se duas categorias: Práticas de promoção da saúde do idoso; e Práticas de prevenção de maus-tratos à pessoa idosa. Conclusão: Foi identificado lacunas do conhecimento. Foram evasivas as ações de vigilância às violências. Ações de educação permanente sobre promoção da saúde e prevenção dos maus-tratos aos idosos necessitam ser instituídas.
Palavras chave: Atenção à saúde do idoso/ Maus-tratos ao idoso/ Prevenção primária/ Promoção da saúde.
 

Resumen
Prácticas de promoción de la salud y la prevención de los malos tratos a las personas mayores: una revisión integradora

Objetivo: analizar en la producción científica, como las prácticas profesionales de la salud incluyen la promoción de la salud y prevención del abuso de las personas mayores. Método: Se trata de una revisión integrativa que se plantea: ¿las prácticas de salud desarrolladas por profesionales incluyen promoción de la salud y la prevención del abuso de los ancianos? La búsqueda se realizó en MEDLINE y LILACS, utilizando: “Salud de ancianos” y “Maltrato al Anciano”. Se incluyeron artículos originales publicados en portugués, inglés y español, entre 1994 y 2015. Fueron excluidos los artículos duplicados, tesis, editoriales, comentarios, opiniones y / capítulos de libros y artículos con acceso pago. Resultados: la muestra fue compuesta por nueve artículos que se analizaron mediante análisis de contenido. Se construyeron las categorías: Promociones en la salud de los ancianos; Prácticas de prevención de los malos tratos a las personas mayores. Fueron identificadas diversas lagunas de conocimiento. Conclusiones: las prácticas de vigilancia y control de la violencia sobre ancianos resultan inciertas. Las acciones de educación permanente en la promoción de la salud y la prevención de los malos tratos necesitan ser instituidas.
Palabras clave: Atención de salud para los ancianos/ Maltrato de las personas mayores/ Prevención primaria/ Promoción de la salud.
 

Abstract
Elderly health promotion and health prevention practices against mistreatment: an integrative review

Objective: analyze scientific literature how the healthcare profession practices contemplate the promotion of health and prevention of elder abuse. Method: It is an integrative review, whose question is, “How the health practices developed by health professionals include elderly health promotion and health prevention of mistreatment?” The search was done on the MEDLINE and LILACS, using the descriptors: “Health of the Elderly” and “Elder Abuse”. Were included originals articles published in Portuguese, English and Spanish languages, between 1994 to 2015. Duplicated articles, dissertations on the databases, editorials, reviews, book reviews / chapters, and articles with paid access were excluded. Results: The sample was composed by nine articles that analyzed through content analysis process. It was built up categories: Elderly health promotion practices and Prevention practices of elder abuse. Conclusion: Gaps in knowledge were identified. Were evasive the actions of violence surveillance. Actions of permanent education about health promotion and health prevention against of elder abuse still need to be instituted.
Key-words: Elderly healthcare/ Elder abuse/ Primary prevention/ Health promotion.
 

Referências

- Assis, S.G., e Avanci, J.Q. (2009). É possível prevenir a violência? Refletindo sobre risco, proteção, prevenção e promoção da saúde. En A.A. Njaine, k., Assis, S.G. e Constantino, P. Impactos da violência na saúde (pp. 79- 102). Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz.
- Alvarenga, M.R.M., Oliveira, M.A.C., Domingues, M.A.R., Amendola, F. e Faccenda, O. (2011). Rede de suporte social do idoso atendido por equipes de Saúde da Família. Ciência e Saúde Coletiva,16(5),2603-2611.
- Bardin, L. (2011). Analise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70. - Brasil. (2014a). Manual de enfrentamento à violência contra a pessoa idosa. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.
- Brasil. (2005).Plano de Ação para o Enfrentamento da Violência Contra a Pessoa Idosa. Brasília: Subsecretaria de Direitos Humanos.
- Botelho, L.L.R., Cunha, C.C.A. e Macedo, M.O. (2011). Método da Revisão Integrativa nos Estudos Organizacionais. Gestão e Sociedade, 5(11), 121-136.
- Castiel, L.D., Guilam, M.C.R., e Ferreira, M.S. (2011). Correndo o Risco – Uma introdução aos riscos em Saúde. Rio de Janeiro: Ed. Fio Cruz.
- Cavalcanti, M.L.T. e Souza, E.R. (2010). Percepções de gestores e profissionais de saúde sobre a atenção aos idosos vítimas de violências no município do Rio de Janeiro (RJ, Brasil). Ciênc. Saúde Coletiva, 15(6), 2699-2708. Recuperado de http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413- 81232010000600008&lng=p.
- Cecílio, L.C.O. (2009). As Necessidades de Saúde como Conceito Estruturante na Luta pela Integralidade e Equidade na Atenção em Saúde. En A.A. Pinheiro, R. e Mattos, R.A. Os sentidos da integralidade na atenção e no cuidado à saúde (pp. 161- 170) Rio de Janeiro: UERJ, IMS, ABRASCO.
- Crossetti, M.G.O. (2012). Revisão integrativa de pesquisa na enfermagem o rigor cientifico que lhe é exigido. Rev Gaúcha Enferm, 33(2), 8-9.
- Czeresnia, D. e Freitas, C.M. (2014). Promoção da Saúde, conceitos, reflexões, tendências. Rio de Janeiro: Ed Fiocruz.
- Deslandes, S.F. e Souza, E.R. (2010). Atendimento pré- -hospitalar ao idoso vítima de violência em cinco capitais brasileiras. Ciênc. saúde coletiva, 15(6), 2775-2786. Recuperado de: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232010000600015.
- Freitas, C.A.S.L. e Teófilo, T.J.S. (2010). Avaliação construtivista, sob uma abordagem integradora e intersetorial, das ações do Projeto Disque Idoso em Sobral (CE, Brasil). Ciênc. saúde coletiva, 15(6), 2825-2833. Recuperado de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232010000600020.
- Lima, M.L.C., Souza E.R., Lima, M.L.L.T, Barreira A.K., Bezerra E.D. e Acioli, R.M.L. (2010). Assistência à saúde dos idosos vítimas de acidentes e violência: uma análise da rede de serviços SUS no Recife (PE, Brasil). Ciênc. saúde coletiva, 15(6), 2677-2686. Recuperado de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232010000600006
- Marin, M.J.S. e Cecílio, L.C.O. (2009). Necessidades de saúde de idosos de uma Unidade de Saúde da Família. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol, 12(1), 63-76.
- Mascarenhas, M.D.M., Andrade, S.S.C.A, Neves, A.C.M., Pedrosa, A.A.G., Silva, M.M.A. e Malta D.C. (2012). Violência contra a pessoa idosa: análise das notificações realizadas no setor saúde – Brasil. Ciênc. Saúde Coletiva, 17(9), 2331-2341.
- Mello, A.L.S.F. e Moysés, S.J. (2010). Análise diagnóstica do atendimento pré-hospitalar para acidentes e violências contra idosos em Curitiba (PR, Brasil). Ciênc. Saúde Coletiva, 15(6), 2709-2718. Recuperado de: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232010000600009.
- Ministério da Saúde. (2014). Política Nacional de Promoção da Saúde. Brasília: Ministério da Saúde.
- Ministério da Saúde. (2001). Política Nacional de Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violências. Brasília: Ministério da Saúde.
- Paixão Junior, C.M. e Reichenheim, M.E. (2006). Uma revisão sobre instrumentos de rastreamento de violência doméstica contra o idoso. Cad. Saúde Pública, 22(6), 1137-1149.
- Phebo, L., Njaine, K. e Assis, S.G.A. (2009). Redes de prevenção à violência e de proteção no âmbito da gestão em saúde. Impactos da violência na saúde. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz.
- Ribeiro, A.P. e Barter E.A.C.P. (2010). Atendimento de reabilitação à pessoa idosa vítima de acidentes e violência em distintas regiões do Brasil. Ciênc. saúde coletiva 15(6), 2729-2740. Recuperado de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-81232010000600011&lng=en&nrm=iso&tlng=en.
- Rodrigues, I.S., Feitosa, C.D.A., Guimarães, D.B.O., Mendes, P.N. e Figueiredo, M.L.F. (2015). Violência contra a pessoa idosa nas pesquisas em saúde: revisão integrativa. Rev enferm UFPE on line. 9(3), 7126-7132.
- Sanicola, L. (2008). As dinâmicas de rede e o trabalho social. São Paulo: Veras editora.
- Santos, E.R., Souza, E.R., Ribeiro, A.P., Souza, A.M.M. e Lima R.T.S. (2010). Cenário do atendimento aos agravos provocados por acidentes e violência contra idosos na rede SUS de Manaus (AM, Brasil). Ciênc. saúde coletiva 15(6), 2741-2752. Recuperado de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232010000600012.
- Santos, P.T., Bertolozzi, M.R. e Hino P. (2010). Necessidades de saúde na atenção primária: percepção de profissionais que atuam na educação permanente. Acta Paul Enferm 23(6), 788-795.
- Silveira, R.E., Mendonça, F.T.N.F., Santos, A.S. e Filipe E.M.V. (2015). Estratégias de educação em saúde para idosos: experiências e desafíos. Cultura de los Cuidados (Edición digital), 19(42),154-163. Recuperado de http://culturacuidados.ua.es/article/view/2015-n42-estrategias-de-educacao-em-saude-para-idosos-experienciase-desafios.
- Souza E.R. e Minayo, M.C.S. (2010). Inserção do tema violência contra a pessoa idosa nas políticas públicas de atenção à saúde no Brasil. Ciênc. saúde coletiva.15(6), 2659-2668.
- Valadares, F.C. e Souza, E.R. (2010). Violência contra a pessoa idosa: análise de aspectos da atenção de saúde mental em cinco capitais brasileiras. Ciênc. e saúde coletiva 15(6), 2763-74. Recuperado de http:// www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232010000600014.
- Vello, L.S., Pereira, M.A.O. e Popim, R.C. (2014). Saúde mental do Idoso: percepções relacionadas ao envelhecimento. Invest. educ. enferm. 32 (1), 60-68.
- Veras, R. (2009). Envelhecimento populacional contemporâneo: demandas, desafios e inovações. Rev Saúde Pública, 43(3), 548-554
- Wanderbroocke, A.C.N.S. e Moré, C.L.O.O. (2013). Abordagem profissional da violência familiar contra o idoso em uma unidade básica de saúde. Cad Saúde Publica, 29(12), 513-22. Recuperado de http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2013001700015.

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-AKADEMIA
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería