ENTRAR            

 


 

CULTURA DE LOS CUIDADOS ISSN:1138-1728 3904 2017 n49 r49041

 

 
Fenomenología

 Ir a sumario    Acceso al texto completo

Cultura de los Cuidados
[
Cul Cuid]
2017 sep-dic; XXI(49):
41-52

 Recibido: 10/02/2017
Aceptado: 12/05/2017

Repercussões da mastectomia na vida sexual e afetiva de mulheres assistidas por um serviço de saúde do norte de Minas Gerais

Patrick Leonardo Nogueira da Silva1, Larissa Martins Silva2, mariley Simões de Souza2, Carolina dos Reis Alves3
(1) Enfermeiro, Especialista em Saúde da Família, Universidade Estadual de Montes Claros/unimontes, Montes Claros (mg), brasil. E-mail: patrick_mocesp70@hotmail.com (2) Acadêmica de Enfermagem, Faculdade Santo Agostinho/fasa, Montes Claros (mg), Brasil. (3) Enfermeira, Professora Mestre e Doutora em Ciências da Saúde do Departamento de Enfermagem das Faculdades santo Agostinho/fasa, Montes Claros (mg), Brasil.

Cómo citar este documento:
Silva, Patrick Leonardo Nogueira da; Silva, Larissa Martins; Souza, mariley Simões de; Alves, Carolina dos Reis. Repercussões da mastectomia na vida sexual e afetiva de mulheres assistidas por um serviço de saúde do norte de Minas Gerais. Cultura de los Cuidados. 2017 sep-dic, XXI(49). En: <http://www.index-f.com/cultura/49/49041.php> Consultado el

Resumo

O presente estudo objetiva compreender o impacto da mastectomia na vida sexual e afetiva de mulheres assistidas em um serviço de saúde do norte de Minas Gerais. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, com abordagem qualitativa, realizada com 12 mulheres no setor de radioterapia de uma instituição hospitalar. Utilizou-se uma entrevista não estruturada para a coleta dos dados. Os dados foram gravados e transcritos na íntegra para posterior categorização e análise. O tratamento dos dados se deu por meio de Análise de Conteúdo. Evidenciou-se que após a mastectomia radical, a vida sexual e afetiva das mulheres é comprometida, tanto pelos efeitos físicos do tratamento, como pelas consequências psicossociais, a exemplo da construção da identidade feminina, da autoimagem e de como entendem que os outros as enxergam. conclui-se que ocorrem mudanças significativas na vida dessas mulheres, porém a retirada da mama significa a retirada de um problema e a vontade de estar curada é maior do que se perder uma mama.
Palavras chave: Neoplasias da mama/ Mastectomia radical/ Sexualidade/ Fenomenologia.
 

Resumen
Impacto de la mastectomía sobre la vida sexual y emocional de las mujeres atendidas por un servicio de salud del norte de Minas Gerais

Este estudio tiene como objetivo comprender el impacto de la mastectomía sobre la vida sexual y emocional de las mujeres que reciben atención en un centro de salud en el norte de minas Gerais. Se trata de un estudio descriptivo, exploratorio con enfoque cualitativo, realizado con 12 mujeres en el departamento de radioterapia de un hospital. Se utilizó una entrevista no estructurada para la recolección de datos. Los datos fueron registrados y totalmente transcritas para su posterior clasificación y análisis. El procesamiento de datos se realiza a través de análisis de contenido. Era evidente que después de la mastectomía radical, la vida sexual y emocional de las mujeres se ha comprometido tanto por los efectos físicos del tratamiento, tales como las consecuencias psicosociales, tales como la construcción de la identidad femenina, la propia imagen y la forma de entender a los demás los videntes . se concluye que hay cambios significativos en la vida de estas mujeres, pero la extirpación de la mama: la eliminación de un problema y el deseo de curarse es mayor que la pérdida de un seno.
Palabras clave: Neoplasias de la mama/ Mastectomía radica/ Sexualidad/ Fenomenología.
 

Abstract
Impact of mastectomy on the sexual and emotional life of women attended by a health service north of Minas Gerais

This study aims to understand the impact of mastectomy on the sexual and emotional life of women receiving care at a health facility in northern Minas Gerais. This is a descriptive, exploratory study with a qualitative approach, conducted with 12 women in the radiotherapy department of a hospital. We used a not structured interview for data collection. Data were recorded and fully transcribed for further categorization and analysis. Data processing was done through content analysis. It was evident that after radical mastectomy, sexual and emotional life of women is committed by both the physical effects of treatment, such as the psychosocial consequences, such as the construction of female identity, self-image and how to understand others the sighted . It is concluded that there are significant changes in the lives of these women, but the removal of the breast means the removal of a problem and the desire to be cured is greater than losing a breast.
Key-words: Breast neoplasms/ Mastectomy radical/ Sexuality/ Phenomenology.
 

Referências

- Adachi, K., Ueno, T., Fujioka, T., Fujitomi, Y., Ueo, H. (2007). Psychosocial factors affecting the therapeutic decision-making and postoperative mood states in Japanese breast cancer patients who underwent various types of surgery: body image and sexuality. Japanese Journal of Clinical Oncology, 37(6), 412-418. Disponível em http:// www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17513308
- Almeida, R. A. (2006). Impacto da mastectomia na vida da mulher. Revista da Sbph, 9(2), 99-113. Disponível em
http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rsbph/v9n2/v9n2a07.pdf
- Amâncio, V. M., & Costa, N. S. S. (2007). Mulher mastectomizada e sua imagem corporal. Revista Baiana de enfermagem, 21(1), 41-53. Disponível em http://www.portalseer.ufba.br/index.php/enfermagem/article/view-file/3911/2880
- Barbosa, R. C. M., Ximenes, L. B., & Pinheiro, A. K. B. (2004). Mulher mastectomizada: desempenho de papéis e redes sociais de apoio. Acta Paulista de Enfermagem, 17(1), 18-24. Disponível em http://pesquisa.bvsalud.org/enfermagem/resource/pt/bde-11850
- Bardin, L. (2010). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70. 281p.
- Camargo, T. C. (2000). O ex-sistir feminino enfrentando a quimioterapia para o câncer de mama: um estudo de enfermagem na ótica de Martin Heidegger. Tese de doutorado, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Rj, Brasil. Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/inca/ex-sistir_feminino_teresa.pdf
- Cantinelli, F. S., Camacho, R. S., Smaletz, O., Gonsales, B. k., Braguittoni, E., & Rennó Junior, J. (2006). A oncopsiquiatria no câncer de mama considerações a respeito de questões do feminino. Revista de Psiquiatria Clínica, 33(3), 124-133. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rpc/v33n3/a02v33n3.pdf
- Cavalcanti, A. C. D.,& Coelho, M. J. (2007). A linguagem como ferramenta do cuidado do enfermeiro em cirurgia cardíaca. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem, 11(2), 220-226. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/ean/v11n2/v11n2a06.pdf
- Cesnik, V. M., & Santos, M. A. (2012). Mastectomia e sexualidade: uma revisão integrativa. Psicologia: Reflexão e Crítica, 25(2), 339-349. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/prc/v25n2/a16v25n2.pdf
- Duarte, T. P., & Andrade, A. N. (2003). Enfrentando a mastectomia: análise dos relatos de mulheres mastectomizadas sobre questões ligadas à sexualidade. Estudos de Psicologia, 8(1), 155-163. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/epsic/v8n1/17245.pdf
- Ferlay, J., Shin, H. R., Bray, F., Forman, D., Mathers, C., & parkin, D. M. (2010). Estimates of worldwide burden of cancer in 2008: Globocan 2008. International Journal of Cancer, 127(12), 2893-2917. Disponível em http:// www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21351269
- Filgueiras, M. S. T., Lisboa, A. V., Macedo, R. M., Paiva, f. G., Benfica, T. M. S., & Vasques, V. A. (2007). Avaliação psicossomática no câncer de mama: proposta de articulação entre os níveis individual e familiar. Estudos de Psicologia, 24(4), 551-569. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v24n4/v24n4a14.pdf
- Ferreira, D. B., Farago, P. M., Reis, P. E. D., & Funghetto, s. S. (2011). Nossa vida após o câncer de mama: percepções e repercussões sob o olhar do casal. Revista Brasileira de Enfermagem, 64(3), 536-544, 2011. Disponível em
http://www.scielo.br/pdf/reben/v64n3/v64n3a18.pdf
- Ferreira, M. L. S. M., & Mamede, M. V. (2003). Representação do corpo na relação consigo mesma após mastectomia. revista Latino-americana de Enfermagem, 11(3), 299-304. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rlae/v11n3/16538.pdf
- Instituto Nacional do Câncer. Coordenação Geral de ações Estratégicas. Coordenação de Prevenção e Vigilância. (2011). Estimativa 2012: incidência do câncer no Brasil. Rio de Janeiro: Inca. Disponível em http://portal.saude.sp.gov.br/resources/ses/perfil/gestor/homepage/estimativas-de-incidencia-de-cancer-2012/estimativas_incidencia_cancer_2012.pdf
- Instituto Nacional de Câncer. Coordenação Geral de Ações Estratégicas. Coordenação de Prevenção e Vigilância. (2009). Estimativa 2010: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: Inca. Disponível em http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/c1755a004eb694838c939ef11fae00ee/encarte_especial.pdf?mod=ajperes
- Jemal, A., Siegel, R., Xu, J., & Ward, E. (2010). Cancer statistics, 2010. Ca: A Cancer Journal for Clinicians, 60(5), 277-300. Disponível em http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20610543
- Jesus, L. L. C., & Lopes, R. L. M. (2003). Considerando o câncer de mama e a quimioterapia na vida da mulher. revista Enfermagem Uerj, 11(2), 208-211. Disponível em
http://www.facenf.uerj.br/v11n2/v11n2a14.pdf
- Mcgaughey, A. (2006). Body image after bilateral prophylactic mastectomy: an integrative literature review. journal of Midwifery & Womens Health, 51(6), 45-49. disponível em http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17081926
- Moreira, H., Silva, S., & Canavarro, M. C. (2010). The role of appearance investment in the adjustment of women with breast cancer. Psycho-oncology, 19(9), 959-966. Disponível em http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19862682
- Oliveira, M. S., Fernandes, A. F. C., & Galvão, M. T. G. (2005). Mulheres vivenciando o adoecer em face do câncer cérvico-uterino. Acta Paulista de Enfermagem, 18(2), 150-155. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/ape/v18n2/a06v18n2.pdf
- Panobianco, M. S., & Mamede, M. V. (2002). Complicações e intercorrências associadas ao edema de braço nos três primeiros meses pós mastectomia. Revista Latino-americana de Enfermagem, 10(4), 544-551. Disponível em
http://www.scielo.br/pdf/rlae/v10n4/13367.pdf
- Prado, J. A. F. A. (2002). Supervivência: novos sentidos na vida após a mastectomia. Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Sc, Brasil. Disponível em https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/83955/186562.pdf?sequence=1
- Rzeznik, C., & Dallagnol, C. M. (2000). (re)descobrin- do a vida apesar do câncer. Revista Gaúcha de Enfermagem, 21(esp), 84-100. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/revistagauchadeenfermagem/article/view/4329/2287
- Sabiston, C. M., Rusticus, S., Brunet, J., Mcdonough, m. H., Hadd, V., & Hubley, A. M., et al. (2010). Invariance test of the multidimensional body self-relations questionnaire: do women with breast cancer interpret this measure differently? Quality of Life Research, 19(8), 1171-1180. Disponível em http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20549369
- Sánchez, R. B. (2010). Imagen corporal femenina y sexualidad en mujeres con cáncer de mama. Index de Enfermería, 19(1), 24-28. Disponível em http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=s1132-12962010001100005
- Santos, V. L. C. G., & Sawaia, B. B. (2000). The pouch mediating the relation between being an ostomized person and being professional: analysis of a pedagogic strategy. Revista Latino-americana de Enfermagem, 8(3), 40-50. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rlae/v8n3/12398.pdf
- Sebastián, J., Manos, D., Bueno, M. J., & Mateos, N. (2007). Imagen corporal y autoestima en mujeres con cáncer de mama participantes en un programa de intervención psicosocial. Clínica y Salud, 18(2), 137-161. disponível em http://www.copmadrid.org/webcopm/publicaciones/clinica/105343.pdf
- Silva, R. C. S., & Hortale, V. A. (2012). Rastreamento do câncer de mama no Brasil: Quem, Como e Por quê? Revista Brasileira de Cancerologia, 58(1), 67-71. Disponível em http://www1.inca.gov.br/rbc/n_58/v01/pdf/10b_artigo_opiniao_rastreamento_cancer_mama_brasil_quem_como_por_que.pdf
- Silva, L. C. (2008). Câncer de mama e sofrimento psicológico: aspectos relacionados ao feminino. Psicologia em Estudo, 13(2), 231-237. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/pe/v13n2/a05v13n2.pdf.

Pie Doc

 

RECURSOS CUIDEN

 

RECURSOS CIBERINDEX

 

FUNDACION INDEX

 

GRUPOS DE INVESTIGACION

 

CUIDEN
CUIDEN citación

REHIC Revistas incluidas
Como incluir documentos
Glosario de documentos periódicos
Glosario de documentos no periódicos
Certificar producción
 

 

Hemeroteca Cantárida
El Rincón del Investigador
Otras BDB
Campus FINDEX
Florence
Pro-Tesis
Instrúye-T

 

¿Quiénes somos?
RICO Red de Centros Colaboradores
Convenios
Casa de Mágina
MINERVA Jóvenes investigadores
Publicaciones
Consultoría

 

INVESCOM Salud Comunitaria
LIC Laboratorio de Investigación Cualitativa
OEBE Observatorio de Enfermería Basada en la Evidencia
GED Investigación bibliométrica y documental
Grupo Aurora Mas de Investigación en Cuidados e Historia
FORESTOMA Living Lab Enfermería en Estomaterapia
CIBERE Consejo Iberoamericano de Editores de Revistas de Enfermería